VOANDO COM A SINGAPORE (AMD/SIN)

– vamos em frente com a Volta ao Mundo de 2019!

– depois de pisar em solo indiano pela 1ª vez na vida, hora de seguir em frente com o giro ao redor da Terra, desta vez em direção ao sudeste asiático; a distância entre Ahmedabad e Singapura é de 2.580 milhas (cerca de 4.150 quilômetros)

A COMPRA DA PASSAGEM

– na Volta ao Mundo de 2018 (realizada no final de abril e início de maio), voei e avaliei a QATAR AIRWAYS saindo de Auckland/Nova Zelândia e chegando em Doha/Qatar, naquele que era considerado até então o voo mais longo do mundo (14.530 quilômetros voados); viajei na classe Executiva de um Boeing 777-200LR e foi uma experiência incrível (confira todos os detalhes AQUI)

Boeing 777-200LR da Qatar no Aer. de Auckland
Inside Cabin do Boeing 777-200LR da Qatar

– entretanto, em 11 de outubro de 2018, a SINGAPORE AIRLINES voltou a operar um voo direto entre Singapura e Nova York, que tinha sido descontinuado em 2013 e que era operado pelo Airbus A340-500 configurado unicamente com classe Executiva; com isso, esta rota “reconquistou” o título de mais longa operada sem escalas: são 15.344 quilômetros voados

– no início de julho de 2018, foi noticiado em vários blogs que acompanham o mundo da aviação um possível erro de tarifa praticado pela SINGAPORE AIRLINES para uma combinação de trechos em classe Executiva que incluía justamente este voo de longuíssima duração; convertendo de rúpias indianas para dólar, o preço oferecido era de US$ 1.389

Detalhes dos voos da Singapore Airlines
Conversão de Rúpias para Dólares

– para aproveitar a extremamente convidativa tarifa, entretanto, duas condições básicas eram necessárias: 1) a viagem deveria começar em Ahmedabad/Índia e 2) o primeiro voo chegaria de manhã cedo em Singapura (07:10h)e partiria no final da noite para Nova York (23:35h), uma conexão de mais de 16 horas por lá

Detalhes dos voos entre Índia, Singapura e Estados Unidos

– eu nunca tinha visitado a Índia e tinha muita curiosidade de conhecer este enorme país; a longa conexão em Singapura não seria ruim para mim: tenho amigos fraternos morando lá e o dia 1º de maio também é feriado, portanto, poderia passar o dia com eles

– além disso, a SINGAPORE AIRLINES tem 03 tipos de tarifa para a classe Executiva: Lite (a mais barata e com mais restrições), Standard e Flexi (a mais cara e menos restrições); obviamente, o preço mais baixo era na perfil Lite, que não permite o cancelamento

Tipos de Tarifa da Singapore Airlines
Restrições da Tarifa Business Lite

– naquele momento, eu ainda não tinha começado a pensar na Volta ao Mundo de 2019, mas era uma ótima oportunidade para colocar em prática o projeto de mais um giro – o quarto – ao redor da Terra; emiti a passagem e dei o pontapé inicial para mais uma jornada Around the World

– a SINGAPORE ficou em 2º lugar no Prêmio Skytrax de 2019, perdendo para a QATAR AIRWAYS, depois de ficar no posto mais alto em 2018, portanto, voar na classe superior da companhia trazia uma alta expectativa

A CHEGADA EM AHMEDABAD NA ÍNDIA

– a jornada até chegar na Índia nesta Volta de 2019 foi bastante longa:

1) do Rio de Janeiro/GIG até Guarulhos/GRU no Airbus A321 e depois até Roma/FCO no Boeing 767-300ER da LATAM BRASIL (confira todos os detalhes AQUI)

Boeing 767 (PT-MOB) no Aer. de Roma/FCO

2) de Roma/FCO até Abu Dhabi/AUH no Boeing 777-300ER da ETIHAD AIRWAYS (confira todos os detalhes AQUI)

Boeing 777 da ETIHAD no Aer. de Roma

3) de Abu Dhabi/AUH até Ahmedabad/AMD no Airbus A320 da ETIHAD AIRWAYS (confira todos os detalhes AQUI)

A320 da Etihad no pátio do Aer. de Abu Dhabi

– eu tinha saído do Brasil no sábado e só fui chegar na 2ª feira de madrugada na Índia, onde ficaria menos de 48 horas

– na recepção do hotel, busquei informações sobre os pontos turísticos, com pouto tempo para fazer turismo, contratei um táxi particular para me levar até eles; com isso, na tarde do 1º dia e na manhã e tarde do 2º dia, visitei as principais atrações da 5ª cidade mais populosa da Índia: Gandhi Ashram, Jama Masjid, Siddi Sayed Mosque e Sarkhej Roza

Cidade de Ahmedabad/Índia – Gandhi Ashram
Cidade de Ahmedabad/Índia
Cidade de Ahmedabad/Índia
Cidade de Ahmedabad/Índia – Siddi Sayed Mosque
Cidade de Ahmedabad/Índia – Sarkhej Roza
Cidade de Ahmedabad/Índia – Jami Masjid

A IDA PARA O AEROPORTO DE AHMEDABAD/AMD

– eu estava na região central de Ahmedabad e me programei para estar pronto para ir ao aeroporto com bastante antecedência; por volta de 18:00h, pedi um Uber e a tela do app indicou algumas opções de veículo para me levar: carro de passeio “normal” e também o tradicional TukTuk (aquele moto com carenagem e banco), não pensei 02 vezes….

– o trânsito na Índia é algo indescritível; eu já tinha tido experiências (ou aventuras?!) parecidas na Indonésia e no Vietnã, mas é sempre uma emoção ímpar; eu não consigo entender como não ocorrem acidentes a cada 30 segundos

Ida para o aeroporto de Ahmedabad no TukTuk
Ida para o aeroporto de Ahmedabad no TukTuk
Ida para o aeroporto de Ahmedabad no TukTuk

– mesmo eu tentando informar que meu voo era internacional, não tive sucesso: o motorista do “possante” me deixou no Terminal 1, de onde partem os voos domésticos; de fora, o prédio, apesar de uma bonita estrutura tubular, parecia mais antigo e me chamou a atenção a quantidade de gente transitando nos arredores

Aer. de Ahmedabad – Terminal Doméstico

– só me restou fazer uma caminhada de 10 minutos passando por uns jardins com muita terra; apesar do sol já ter partido, o calor ainda era intenso, o que aumentou minha raiva do motorista do TukTuk

– o Terminal 2 do Aeroporto Internacional Sardar Vallabhbhai Patel é maior e a estrutura tem arquitetura mais moderna, com cobertura metálica, estrutura tubular e iluminação em tom de dourado

Aer. de Ahmedabad – Terminal Internacional
Aer. de Ahmedabad – Terminal Internacional

– o esquema de segurança na Índia é bastante rigoroso; na entrada do terminal, seguranças armados exigem a apresentação da passagem para uma viagem naquele dia e, depois de conferir a data do voo, o acesso é liberado; logo na frente, uma série de aparelhos de raio-x estão instalados e estão identificados com placas de cada companhia aérea e todas as bagagens são vistoriadas (de mão e que serão despachadas); peguei somente um casal de idosos na minha frente, foi tranquilopassar por este controle

Aer. de Ahmedabad – Terminal Internacional
Aer. de Ahmedabad – Terminal Internacional
Aer. de Ahmedabad – Terminal Internacional

– os acompanhantes de passageiros podem entrar na área de atendimento das companhias aéreas, mas é preciso comprar um passe que custa 100 rúpias; na hora que passei, não havia ninguém na “guarita” de venda

Aer. de Ahmedabad – Terminal Internacional

– o saguão de check-in é amplo, com teto bem alto e estrutura tubular; o trânsito de pessoas é pequeno, são poucos voos com partida para aquela janela de horário (além do meu, aviões partiriam aviões para Dubai/Emirados Árabes, Bangkok/Tailândia e Abu Dhabi/Emirados Árabes)

Aer. de Ahmedabad – Área de Check-in
Aer. de Ahmedabad – Área de Check-in
Aer. de Ahmedabad – Área de Check-in
Aer. de Ahmedabad – Área de Check-in

– a SINGAPORE AIRLINES atende aos passageiros da Business Class nos Guichês 16 e 17, onde cheguei por volta de 19:10h e não tinha ninguém à minha frente; o atendimento foi atencioso e, como meu destino final era a terra do Tio Sam, a conferência da minha documentação foi criteriosa; para facilitar usei o meu passaporte português, pois neste caso não é exigido um visto de entrada 

Aer. de Ahmedabad – Área de Check-in

– depois de receber meus cartões de embarque, um funcionário da companhia aérea me acompanhou até os guichês de imigração, que era bem perto, no outro lado do salão, a menos de 100 metros do check-in 

– a fila para carimbar a minha saída da Índia foi lenta, apesar de poucas pessoas em frente aos 04 balcões das autoridades indianas que estavam sendo operados naquele momento; perdi mais de 20 minutos 

– depois disso, é preciso subir uma escada rolante para alcançar o andar superior onde fica a área e os portões de embarque; de cima, na parte mais à direita, é possível ter uma ampla visão da área de restituição de bagagens, por onde passei 02 dias antes e que estava totalmente vazia 

– a bandeira da Índia tem um destaque especial neste aeroporto, ela é exibida em várias áreas do terminal

– há uma única loja de Free Shop instalada de dimensão minúscula, são poucos produtos oferecidos, comprei apenas umas pulseiras femininas para minha enteada; além disso, esta área conta com outras lojinhas (na verdade, quiosques) que vendem snacks, sorvetes e bebidas, nada mais 

Aer. de Ahmedabad – Loja de Free Shop
Aer. de Ahmedabad – Sorveteria
Aer. de Ahmedabad – Lojinhas

A SALA VIP PLAZA PREMIUM

– a SINGAPORE não tem uma Sala VIP própria neste terminal indiano, mas oferece a possibilidade a seus passageiros que viajam em classe superior de utilizar as facilidades da Plaza Premium Lounge, uma cadeia independente presente em 30 aeroportos internacionais; eu já estive algumas vezes na “filial” instalada no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, quando estou voando com a LATAM BRASIL

placas indicativas facilitavam o trajeto até o Lounge, onde cheguei um pouco depois de 19:35h

Placa no Aer. de Ahmedabad – Sala VIP
Entrada da Sala VIP – Plaza Premium Lounge

– o espaço era pequeno, com pouco lugares para sentar, mas bem decorado; os móveis eram novos e confortáveis; uma mesa na parte central tinha algumas tomadas, aproveitei para carregar o celular; o banheiro era individual (um masculino e outro feminino) e em uma terceira cabine está instalado um chuveiro, que estava inoperante, portanto, nada de tomar banho

Sala VIP – Plaza Premium Lounge
Sala VIP – Plaza Premium Lounge
Sala VIP – Plaza Premium Lounge

– na parte do buffet, logo me chamou a atenção o seguinte: bebidas alcoólicas não eram oferecidas; no extremo esquerdo do espaço, está instalada uma máquina de refrigerante, outra de sucos e uma de café; em uma bancada, sopa de legumes e pães/torradas estavam sendo oferecidos; o resto das opções de comida não fica disponível no esquema self-service; salgados, sanduíches e alguns pratos rápidos (pequenas porções) estão disponíveis em uma “estufa” e um funcionário fica responsável em receber pedidos

Sala VIP – Plaza Premium Lounge
Sala VIP – Plaza Premium Lounge
Sala VIP – Plaza Premium Lounge
Sala VIP – Plaza Premium Lounge
Sala VIP – Plaza Premium Lounge

– pedi apenas 02 salgados (um de queijo e outro de frango), não quis encher a barriga contando que o serviço de bordo da SINGAPORE seria de primeiro nível e não queria correr o risco de não ter fome para saborear

Lanche na Sala VIP – Plaza Premium Lounge

– quando cheguei, mais algumas pessoas também ocupavam o espaço, que deu uma esvaziada quando foi anunciado que o embarque do voo para Abu Dhabi operado pela ETIHAD tinha sido iniciado; por volta de 20:30h, a Sala começou a encher novamente e, pouco tempo depois, ficou quase lotada

O EMBARQUE NO AIRBUS A330

– parti do VIP Lounge por volta de 22:40h (apenas 10 minutos antes do horário previsto de partida), logo depois que foi anunciado o início do embarque pelo sistema de áudio; a caminhada até o Portão 2, que seria utilizado para o embarque do meu voo, ficava quase em frente, a caminhada durou alguns segundos

Área do Portão 2 – Aer. de Ahmedabad
Área do Portão 2 – Aer. de Ahmedabad

– fui direto para a fila de prioridades , que estava devidamente identificado por uma placa; a funcionária que fazia a conferência dos documentos no Portão não deve ter gostado da minha cara, pois ela ficou olhando de forma psicótica o passaporte e meu boarding pass: olhava a foto, me encarava e olhava o cartão de embarque, de forma repetida

Portão 2 – Aer. de Ahmedabad
Portão 2 – Aer. de Ahmedabad

– o Airbus A330 de prefixo 9V-STY, que foi entregue novinho à SINGAPORE em setembro de 2013, foi escalado para operar o voo SQ531 e estava acoplado ao finger do Aer. de Ahmedabad

A330 da Singapore Airlines no Aer. de Ahmedabad
A330 da Singapore Airlines no Aer. de Ahmedabad

– na ponte de embarque, perto da porta da aeronave, agentes de segurança faziam um controle bem frouxo da bagagem de mão dos passageiros; um pouco a frente, a SINGAPORE colocou uma cesta com fones de ouvido para os passageiros da classe Econômica

Fones de Ouvido da Singapore Airlines

– uma dupla de sorridentes “Singapore Girls” (forma pela qual a tripulação feminina da SINGAPORE é conhecida) estava na porta 2L da aeronave e recepcionava a todos; quando mostrei meu cartão de embarque, uma delas me orientou a pegar o primeiro corredor à esquerda

– o A330 tinha uma configuração de cabine na classe Executiva no esquema 2 x 2 x 2, ou seja, quem viaja nos assentos da janela não tem acesso direto ao corredor, ponto negativo que sempre registro nas minhas avaliações; neste voo, todos os 30 lugares distribuídos em 05 fileiras estavam ocupados e me chamou a atenção a quantidade de crianças viajando na classe superior

Inside Cabin da Business Class do A330 da Singapore
Inside Cabin da Business Class do A330 da Singapore

– em 2017, a portuguesa TAP recebeu alguns A330s que eram operados pela SINGAPORE e que foram colocados em algumas rotas de Lisboa para cidades brasileiras; um deles, de prefixo CS-TOW, recebeu a pintura especial “Stopover” e foi ele que me levou de Recife para a capital lusitana em setembro de 2017 (confira a avaliação completa AQUI); na hora que entrei no avião, reparei que a configuração das aeronaves era a mesma

A330 da TAP – Voo de Recife para Lisboa
A330 da TAP – Voo de Recife para Lisboa

– meu assento era o 16A (reservado com muita antecedência diretamente na site da SINGAPORE), na última fileira da classe Executiva, uma janela do lado esquerdo; um travesseiro e um cobertor já estavam disponíveis em cima do assento, que era revestido de couro marrom escuro

Assento 16A do A330 da Singapore Airlines
Assento 16A do A330 da Singapore Airlines
Assento 16A do A330 da Singapore Airlines

– de positivo, este assento oferece muitos compartimentos para guardar objetos pessoais; a estrutura da poltrona conta com um porta-copos e nichos na parte central das poltronas da frente onde estão depositadas as revistas de bordo (Krisworld, Krisshop e Silver Kris), o menu do serviço de bordo, o saquinho para enjoo, o fone de ouvido e o cartão com instruções de segurança

Porta-Treco no Business do A330 da Singapore
Nicho central do assento do A330 da Singapore
Revistas e Cartões da Singapore Airlines
Revistas e Cartões da Singapore Airlines
Revistas e Cartões da Singapore Airlines

– meus aparelhos eletrônicos chegariam carregados em Singapura: 1 tomada e 2 portas USB estão instaladas na coluna central do assento, com fácil acesso

Tomada e Portas USB do A330 da Singapore Airlines

– depois que eu me instalei, uma Comissária me ofereceu o welcome drink: suco de laranja (nada de champagne), junto com uma toalhinha resfriada

Welcome Drink da Business da Singapore

– o voo estava atrasado e a tripulação tentava recuperar o tempo perdido, correndo de um lado para o outro da cabine, de forma até frenética

– a SINGAPORE não oferece necessaire na classe Executiva; nesta aeronave, não havia sistema de conectividade a bordo, portanto, não ficaria on line nas redes sociais durante o voo; um anúncio no sistema de vídeo informava que o Wi-Fi está instalado somente nos Airbus 350, Airbus 380, Boeing 777 e Boeing 787

Informações sobre aeronaves que têm Wi-Fi

O VOO PARA SINGAPURA

– eram 23:00h quando tivemos um anúncio do Comandante se apresentando e anunciando os nomes do Co-Piloto e da Chefe de Cabine responsáveis pelo voo; ele informou também que a duração prevista do voo era de 05 horas e 50 minutos, com tempo muito bom em rota

– o vídeo com instruções de segurança começou a ser exibido nesta hora; a SINGAPORE investiu em um filme bem divertido seguindo uma tendência de outras grandes companhias aéreas, tendo como protagonistas as Singapore Girls

Vídeo com Instruções de Segurança da Singapore
Vídeo com Instruções de Segurança da Singapore
Vídeo com Instruções de Segurança da Singapore

– o procedimento de pushback só foi iniciado às 23:06h, ou seja, partiríamos com mais de 15 minutos de atraso com relação ao horário previsto; depois do reboque colocar o Airbus em posição, demoramos mais alguns minutos para que o taxiamento fosse efetivamente iniciado, o que só aconteceu depois de 23:15h

– a tripulação de cabine estava tendo trabalho com as crianças que viajavam na Business Class: elas insistiam em colocar as poltronas em posição horizontal e tirar o cinto de segurança

– a pista de mais de 3.500 metros do Aeroporto de Ahmedabad é única e não há pista auxiliar, ou seja, o avião precisou acessá-la, passar por toda sua extensão até chegar na cabeceira 23, fazer um giro de 180 graus e começar o procedimento de decolagem, que foi iniciado às 23:22h, quando o par de motores RR Trent 700 foi acionado em potência máxima e levou 38 segundos para tirar o A330 do chão

Taxiando no A330 Singapore – Aer. de Ahmedabad
Taxiando no A330 Singapore – Aer. de Ahmedabad

– a visão da janela do Airbus nos segundos iniciais do voo mostrava como era grande a cidade de Ahmedabad na populosa Índia

Cidade de Ahmedabad – Índia
Cidade de Ahmedabad – Índia

– eram 23:30h quando a simpática Comissária anotou os pedidos do serviço de bordo; eu ainda não tinha olhado o menu e, depois de conferir as opções, vi que tinha me me ferrado para o prato principal, nada me apetecia; as alternativas eram: cordeiro, filé de robalo, risoto de legumes, prato indiano e macarrão assado com frango (a minha escolha); para beber, pedi o champagne: Charles Heidsieck Brut Reserve

Menu do Serviço de Bordo da Business da Singapore
Champagne da Business da Singapore

– enquanto aguardava o jantar da madrugada, era hora de conferir o sistema de vídeo; a tela deste Airbus tinha baixa resolução, não contava com a tecnologia touchscreen, mas tinha bom tamanho; com relação ao conteúdo, a língua portuguesa não era uma opção no menu de navegação (lembrando: a SINGAPORE já operou um voo entre Guarulhos e Barcelona, que foi encerrado em outubro de 2016); o controle remoto está instalado na lateral interna do braço esquerdo do assento, com fácil acesso

Sistema de Vídeo do A330 da Singapore
Sistema de Vídeo do A330 da Singapore
Controle Remoto do Sistema de Vídeo – A330 da Singapore

– na opção de “New Releases”, vi logo que uma das opções era o filme “Acquaman”, filme que consta a história do super-herói que vive nas profundezas do oceano e que eu ainda não tinha visto nos cinemas, ou seja, foi minha escolha rápida

Sistema de Vídeo do A330 da Singapore
Sistema de Vídeo do A330 da Singapore
Sistema de Vídeo do A330 da Singapore

– a SINGAPORE se inclui na lista das companhias aéreas que colocam muitas propagandas antes do início da exibição dos filmes, algo que acho muito irritante

Propaganda no Sistema de Vídeo da Singapore

– o fone de ouvido está disponível dentro de uma embalagem de plástico duro e funciona muito bem; ele precisa ser conectado em uma posição pouco usual: no alto da estrutura do assento, perto do encosto de cabeça

Fone de Ouvido do A330 da Singapore Airlines
Fone de Ouvido do A330 da Singapore Airlines
Plug para Fone de Ouvido do A330 da Singapore Airlines

– a entrada do serviço de bordo foi oferecida às 00:10h e o champagne veio logo depois, com ótima temperatura; o prato de camarão marinado com limão, além da ótima aparência, estava maravilhoso, mas o pão servido para acompanhar estava um pouco duro

Serviço de Bordo na Business Class da Singapore Airlines
Serviço de Bordo na Business Class da Singapore Airlines
Serviço de Bordo na Business Class da Singapore Airlines

– o prato principal foi servido às 00:25h; uma porção muito bem servida de um saboroso noodles com um frango extremamente macio, cenoura e aspargos; em seguida, foi oferecido um prato de queijos, uvas e biscoito tipo cream cracker

Serviço de Bordo na Business Class da Singapore Airlines
Serviço de Bordo na Business Class da Singapore Airlines
Serviço de Bordo na Business Class da Singapore Airlines
Serviço de Bordo na Business Class da Singapore Airlines

– para terminar o verdadeiro banquete proporcionado pela SINGAPORE, por volta de 00:45h, veio a sobremesa: brownie com molho de café, que estava delicioso

Serviço de Bordo na Business Class da Singapore Airlines

– depois de saciar a fome, era hora de conferir o banheiro do A330; eu estava perto dele, ficava logo atrás do meu lugar; estava limpo e tinha um tamanho apenas razoável, mas era super equipado, inclusive com um espelho para facilitar o retoque de maquiagem das mulheres; nas gavetinhas, a SINGAPORE disponibiliza algumas amenidades: kit barbear, escova, pente e kit dental

Banheiro do A330 da Singapore
Banheiro do A330 da Singapore
Banheiro do A330 da Singapore
Banheiro do A330 da Singapore
Banheiro do A330 da Singapore – Amenidades
Banheiro do A330 da Singapore – Amenidades

– de volta ao meu assento, consegui terminar de ver o filme, apesar do cansaço; depois, lembrei de verificar outra opção disponível no sistema de vídeo: o Mapa de Voo; naquele momento, faltavam um pouco mais de 1.200 milhas para chegar em Singapura, voávamos a 875 km/h e a uma altitude de quase 12.000 metros

Mapa de Voo no A330 da Singapore
Mapa de Voo no A330 da Singapore
Mapa de Voo no A330 da Singapore

– o sono finalmente bateu forte, acionei os botões de regulagem da inclinação da poltrona, que fica escondida no braço esquerdo dela, e, apesar de não ser uma “cama” 180 graus, consegui dormir rápido; o travesseiro de bom tamanho e o cobertor de boa qualidade contribuíram para isso

Posição reclinada da poltrona do A330 da Singapore
Controle da Poltrona no A330 da Singapore

– consegui descansar um pouco e acordei às 04:05h, no momento de um longo anúncio que estava sendo feito pelo Comandante no sistema de áudio; já era a fase final do voo e eu tinha perdido o café da manhã oferecido pela SINGAPORE; olhando pela janela, já estava amanhecendo, o sol começava a sair, com uma densa camada de nuvens; na medida em que o astro-rei surgia no horizonte, a paisagem ficava cada vez mais linda

Motar e Asa esquerda do A330 da Singapore
Sunrise no A330 da Singapore
Sunrise no A330 da Singapore
Sunrise no A330 da Singapore
Sunrise no A330 da Singapore
Sunrise no A330 da Singapore
Sunrise no A330 da Singapore
Sunrise no A330 da Singapore

– a senhora que estava sentada ao meu lado ainda dormia e foi acordada por uma Comissária, pois o pouso se aproximava e a tripulação já começava a preparar a cabine; ela se levantou, sem colocar a poltrona na posição vertical e foi ao banheiro; antes do retorno dela, uma Comissária veio e fez o que ela devia: acionou o botão de regulagem para colocar o assento pronto para o pouso; em um determinado momento, eu ouvi um “crack“: era o celular da passageira, que ficou destruído e retorcido!!!!! Esta foi a 2ª vez que isso aconteceu com alguém ao meu lado, a outra vez foi em um voo entre Bogotá e Santiago em 2017, a bordo de um Boeing 787 da LATAM CHILE

Celular quebrado da passageira ao lado

– os minutos finais do voo foram feitos novamente com uma vista espetacular pela janela do Airbus A330; eram 04:36h (no horário indiano, ou 07:06h no horário de destino, pois o fuso horário entre as cidades é de + 2 horas e meia), quando o trem de pouso foi armado e travado; durante o sobrevoo do Estreito de Singapura, a quantidade de navios cargueiros ancorados aguardando lugar no porto impressiona

Aproximação para pouso no Changi Airport
Aproximação para pouso no Changi Airport
Aproximação para pouso no Changi Airport
Aproximação para pouso no Changi Airport
Aproximação para pouso no Changi Airport
Aproximação para pouso no Changi Airport

– o pouso foi realizado às 07:09h de forma extremamente segura pela Pista 02L do Changi Airport que tem 4.000 metros de extensão; o A330 seguiu lentamente no processo de taxiamento, com um sol forte iluminando o terminal, onde muitas aeronaves de grande porte da SINGAPORE estavam estacionadas

Pouso no Changi Airport
Taxiando no Changi Airport
Taxiando no Changi Airport
Taxiando no Changi Airport
Taxiando no Changi Airport

encostamos no terminal de passageiros às 07:18h, tendo ao lado um Boeing 777-300ER da própria SINGAPORE

Estacionando no Changi Airport

– a autorização para desembarcar pela porta 1L da aeronave veio rápido; a estrutura do finger do Changi Airport permitiu que eu fizesse uma última foto do A330 que tinha me trazido da Índia acoplado à ponte de embarque

A330 da Singapore no Changi Airport

– a estrutura do Aeroporto de Singapura, eleito o melhor do mundo de forma sistemática, é impressionante; depois de sair da aeronave, os passageiros devem seguir por uma área acarpetada onde esteiras rolantes estão instaladas; o saguão onde fica o controle de imigração é enorme e com teto muito alto; além disso, a sinalização é ostensiva e, no meu caso, que queria ir de transporte público para o hotel, foi fácil chegar na estação de trem

Changi Airport – Saguão
Changi Airport – Saguão Principal
Changi Airport – Saguão da Imigração
Changi Airport – Saguão de Restituição de bagagem
Changi Airport – Trajeto para o Trem Urbano

– além disso, é fácil encontrar no pátio do aeroporto uma das 19 unidades do gigante Airbus A380 que são operadas pela SINGAPORE AIRLINES

A380 da Singapore no Changi Airport

AVALIAÇÃO GERAL: a relação custo-benefício da passagem tem que ser projetada para o conjunto de voos com a SINGAPORE AIRLINES, ou seja, para os voos da Índia para Singapura e depois Estados Unidos, ambos em classe Executiva; considerando isso, o preço pago foi excelente; a estrutura do terminal internacional do Aeroporto de Ahmedabad me surpreendeu positivamente; já o Plaza Premium Lounge apresentou alguns pontos negativos relevantes: chuveiro quebrado, pouso espaço e ausência de bebidas alcoólicas; o Airbus A330 é uma máquina eficiente para voos de média distância, mas a estrutura da cabine da Classe Executiva tem o problema de configuração (2 x 2 x 2) que não permite o acesso direto ao corredor de todos os passageiros; o serviço de bordo foi quase impecável, o único demérito foi o pão duro do prato de entrada; a tripulação teve atitude muito positiva em todas as fases do voo, confirmando a minha expectativa; no geral, foi uma experiência ótima com a SINGAPORE

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.