Voando com a ETIHAD (FCO/AUH)

– vamos em frente com a Volta ao Mundo de 2019!

– depois de sair do Brasil e chegar na Europa (Itália), é a hora de partir em direção ao Oriente Médio (Emirados Árabes Unidos), uma jornada de média duração, voando 2.699 milhas (cerca de 4.340 quilômetros), entre Roma e Abu Dhabi

A COMPRA DA PASSAGEM

– o Programa Smiles é sempre uma boa opção para voar da Europa para o Oriente Médio ou para a Ásia

– eu precisava ir para a Índia (a razão será revelada quando na avaliação dos voos com a SINGAPORE AIRLINES), especificamente, a cidade de Ahmedabad

– pesquisei algumas opções de voo para Nova Deli também, além do meu destino final; a ALITALIA apareceu como uma alternativa interessante, pois a companhia italiana opera um voo diário e direto para a capital indiana; e são necessários apenas 47.500 milhas para voar em classe Executiva (ou 24.000 para Econômica), mas dois inconvenientes surgiram: 1) eu teria que comprar mais uma passagem para voar até Ahmedabad e 2) o horário da chegada em Deli era um complicador (02:35h), pois o primeiro voo para a cidade de destino na Índia partiria depois das 06:00h

Opção de voo com a Alitalia de Roma para Nova Dheli

– a QATAR AIRWAYS era uma outra opção: são necessárias 65.000 milhas para voar em classe Executiva (ou 35.000 para Econômica), mas eu não teria como encaixar uma conexão imediata, seria obrigado a dormir uma noite em Roma para embarcar no dia seguinte de manhã cedo (08:20h)

Opção de voos da Qatar de Roma para Índia, via Doha

– a ETIHAD, apesar do maior e pouco atrativo número de milhas (120.000 para voar na classe Executiva e 70.000 para Econômica), surgiu como a melhor opção para mim, por alguns atrativos: 1) horário perfeito para conjugar com meu voo de chegada em Roma/FCO e 2) seria minha primeira experiência, eu nunca voei e avaliei esta companhia dos Emirados Árabes Unidos, eleita a 15ª melhor do mundo no prêmio Skytrax de 2018 (depois de ficar no 8º posto em 2017)

Detalhes dos voos da Etihad de Roma para Índia, via Abu Dhabi

A CHEGADA EM ROMA/FCO

– a chegada em Roma foi feita em um voo da LATAM BRASIL, que partiu de Guarulhos/GRU e foi operado por um Boeing 767-300ER, de prefixo PT-MOB (confira a avaliação completa deste voo AQUI); esta rota é a mais longa operada por esta aeronave de fuselagem larga da companhia brasileira, são mais de 11 horas de voo e já foi anunciada que era será descontinuada no próximo mês de outubro

Boeing 767 (PT-MOB) no Aer. de Roma/FCO
Boeing 767 (PT-MOB) no Aer. de Roma/FCO

– voei na classe Executiva (que tem a configuração 2 x 2 x 2) e esta viagem teve como principal destaque o espetacular amanhecer sobrevoando a Europa que presenciei

Inside Cabin da Premium Business B767 da LATAM
Sunrise na Europa no B767 da LATAM

O AEROPORTO DE ROMA/FCO

– eu pousei em Roma às 08:25h; depois de fazer o processo de imigração rapidamente (o passaporte português sempre é um facilitador importante para ganhar tempo, caso eu utilizasse o documento brasileiro, enfrentaria uma longa fila), como eu não tinha despachado mala, a transição da área de desembarque para embarque foi rápida

– precisei subir apenas 02 escadas rolantes e já estava no saguão principal do Aeroporto Internacional de Roma – Leonardo da Vinci, também conhecido como Fiumicino, o maior aeroporto italiano

Aeroporto de Roma – Saguão Principal
Aeroporto de Roma – Saguão Principal
Aeroporto de Roma – Saguão Principal

– os painéis eletrônicos indicavam que a ETIHAD estavam atendendo aos seus passageiros nos guichês de 201 a 207, que está localizado no extremo direito da área de atendimento das companhias aéreas em FCO, bem perto do controle de segurança daquele terminal

Aeroporto de Roma – Saguão Principal

– o teto nesta área é baixo e fui direto para a área dedicada para passageiros que voariam na Business Class; não peguei filas, fui atendido rapidamente no guichê 207, onde uma funcionária com o crachá da ALITALIA (a ETIHAD tem um programa de investimento na companhia italiana); o processo de check-in foi um pouco demorado por conta da necessidade de verificação dos detalhes do meu visto e também da minha passagem de saída da Índia

Aeroporto de Roma – Atendimento da Etihad
Aeroporto de Roma – Atendimento da Etihad

– a caminhada até o controle de segurança durou apenas alguns segundos, eu estava muito perto; o Aeroporto de Roma oferece uma fila especial de Fast Track para os passageiros com necessidades especiais e que voam em classe superior

Aeroporto de Roma – Controle de Segurança
Aeroporto de Roma – Controle de Segurança

– a caminho da área de embarque, a passagem de todos os passageiros por dentro de uma grande loja de Free Shop é obrigatória; painéis eletrônicos com muitas luzes chamam a atenção de todos e são muitas prateleiras com diversas marcas de limoncello, a tradicional bebida italiana, um licor de limão com alto teor alcoólico e que deve ser servido bem gelado (a patroa adora!)

Free Shop do Aeroporto de Roma
Free Shop do Aeroporto de Roma

– nasaída desta loja, placas indicavam que algumas Salas VIPs estão instaladas no pavimento superior; escadas rolantes estão instaladas logo a frente, acessíveis por um portal iluminado

Aer. de Roma – Placas da Sala VIP

– em Roma, a ETIHAD não tem o seu próprio Lounge, ela oferece aos seus passageiros a possibilidade de usufruir dos serviços do Plaza Premium Lounge, uma cadeia independente fundada em 1998 e que possui Salas VIPs nos principais aeroportos do mundo; eu já fui algumas vezes na unidade instalada no Aeroporto do Galeão/Rio de Janeiro, pois a LATAM BRASIL também faz uso deste espaço

Aer. de Roma – Placas da Sala VIP
Plaza Premium Lounge no Aer. de Roma

– cheguei lá por volta de 09:15h e, logo depois de me identificar na recepção, perguntei sobre a possibilidade de tomar banho; fui direto para área onde as cabines estão instaladas, onde um funcionário organizava o utilização delas; de bom tamanho, o espaço estava extremamente limpo, com um kit completo de amenidades disponível em cima da pia; o chuveiro

Banho na Sala VIP do Aer. de Roma
Banho na Sala VIP do Aer. de Roma
Banho na Sala VIP do Aer. de Roma
Banho na Sala VIP do Aer. de Roma

– o espaço é amplo, com muitos lugares para sentar e com uma visão parcial para o pátio de manobras do Aeroporto; os móveis têm estilo moderno e são confortáveis; naquele início de manhã na Itália, poucas pessoas ocupavam o espaço

Plaza Premium Lounge no Aer. de Roma
Plaza Premium Lounge no Aer. de Roma
Plaza Premium Lounge no Aer. de Roma
Plaza Premium Lounge no Aer. de Roma
Plaza Premium Lounge no Aer. de Roma

– na parte mais central, estão instaladas algumas mesas mais altas está dedicada para a galera que precisa trabalhar no computador e os consoles com tomadas permitem carregar equipamentos eletrônicos

Plaza Premium Lounge no Aer. de Roma
Plaza Premium Lounge no Aer. de Roma

– perto desta área, está instalado o bar do Lounge, com cadeiras altas com assentos revestidos de couro; a parte do buffet fica ao lado e o café da manhã estava servido (não comi nada para não perder a fome e aproveitar o serviço de bordo da ETIHAD); muitas mesas estão dispostas no salão em frente

Plaza Premium Lounge no Aer. de Roma
Plaza Premium Lounge no Aer. de Roma
Plaza Premium Lounge no Aer. de Roma

O EMBARQUE NO BOEING 777-300ER

– eu já passei por este terminal italiano algumas vezes e sabia que a caminhada até o Portão de Embarque seria longa, por isso, com decolagem marcada para 11:00h, parti do Lounge por volta de 9:45h

– é preciso cruzar toda a enorme área comercial desta parte do aeroporto, que por sinal é linda e com arquitetura moderna; há lojas das maiores grifes de nível internacional

Área de Embarque do Aer. de Roma
Área de Embarque do Aer. de Roma
Área de Embarque do Aer. de Roma
Área de Embarque do Aer. de Roma
Área de Embarque do Aer. de Roma

– para se chegar na seção onde estão instalados os Portões de E31 a e E44 é preciso subir uma escada rolante e alcançar uma pequena estação para pegar um trem automatizado (são apenas 02 vagões)

Trajeto até o Portão E35 no Aer. de Roma
Trajeto até o Portão E35 no Aer. de Roma
Trajeto até o Portão E35 no Aer. de Roma
Trem de acesso ao Portão E35 no Aer. de Roma
Trem de acesso ao Portão E35 no Aer. de Roma

– o trajeto é rápido e esta área tem um formato circular e com janelas de vidro, que permite ótima visão para o pátio de manobras; a caminho do Portão E35, vi que o Boeing 767-300ER da LATAM BRASIL que tinha me levado até ali ainda estava acoplado ao finger; além do Boeing 777-200 da israelense EL-AL e do lindíssimo Airbus A350 da THAI AIRWAYS

Boeing 767 (PT-MOB) no Aer. de Roma/FCO
Boeing 777-200 da EL AL no Aer. de Roma
Airbus A350 da Thai Airways no Aer. de Roma
Airbus A350 da Thai Airways no Aer. de Roma
Airbus A350 da Thai Airways no Aer. de Roma

– o Boeing 777-300ER que me levaria até o Oriente Médio já estava acoplado por uma longa ponte de embarque; de prefixo A6-ETF, ele foi entregue novinho à ETIHAD em dezembro de 2009 e já carrega a nova identidade visual atualmente adotada pela companhia árabe; 02 pontes de embarque estavam acopladas às portas 1L e 2L da aeronave

Boeing 777 da ETIHAD no Aer. de Roma
Boeing 777 da ETIHAD no Aer. de Roma
Boeing 777 da ETIHAD no Aer. de Roma
Boeing 777 da ETIHAD no Aer. de Roma

– antes de embarcar, andei um pouco mais e fui buscar um outro ângulo para tirar fotos do Triplo Seven da companhia do Golfo, aproveitando a boa luz que o dia de sol em Roma proporcionava

Boeing 777 da ETIHAD no Aer. de Roma
Boeing 777 da ETIHAD no Aer. de Roma
Boeing 777 da ETIHAD no Aer. de Roma

– naquele momento (10:15h), todas as prioridades já tinham embarcado, por isso, preferi ficar na pequena fila que ainda estava formada em frente ao Portão E35; quando apresentei o passaporte e o boarding pass, foi feita uma nova e demorada verificação da minha documentação; duas funcionárias travaram um debate e finalmente, minha entrada foi autorizada e a Gerente da ETIHAD que acompanhava o processo pediu desculpas pela demora

Portão E35 do Aer. de Roma
Portão E35 do Aer. de Roma
Portão E35 do Aer. de Roma

– durante a caminhada pelo finger, vi que o B777 estava refletido na ponte de embarque ao lado; e antes de entrar na aeronave, um registro do motor esquerdo General Electric GE-90, com incríveis 115.000 libras de potência e considerado o maior do mundo

Boeing 777 da ETIHAD no Aer. de Roma
Motor GE do Boeing 777 da Etihad

– entrei pela aeronave pela porta 2L e fui recebido por um casal de comissários da ETIHAD, de forma bastante calorosa; mostrando meu cartão de embarque, me indicaram que eu deveria seguir para a esquerda pelo 1º corredor para que eu chegasse no meu lugar

– a configuração do Boeing 777 era no esquema 1 x 2 x 1, ou seja, todos os passageiros têm acesso direto ao corretor; são 07 fileiras, com 28 lugares assentos no total; os assentos de numeração ímpar, estão instalados “colados” nas janelas do avião, enquanto os de numeração par ficam “virados” para o centro da aeronave; a ocupação neste voo não era alta, éramos apenas 07 pessoas na Pearl Business (o nome que a ETIHAD dá para sua classe Executiva)

Inside Cabin do Boeing 777 da ETIHAD
Inside Cabin do Boeing 777 da ETIHAD
Inside Cabin do Boeing 777 da ETIHAD

– meu assento era o 11A, do lado esquerdo, na última fileira da classe Executiva; um travesseiro já estava colocado em cima do assento (a estampa da fronha faz alusão à pintura externa da aeronave); a poltrona é revestida por um tecido marrom mesclado e o encosto de cabeça é de couro na cor caramelo; já o cobertor e a necessaire estavam disponíveis em cima do encosto para os pés, embaixo da tela do sistema de vídeo

Assento 11A da Business Class do B777 da Etihad
Assento 11A da Business Class do B777 da Etihad
Assento 11A da Business Class do B777 da Etihad
Assento 11A da Business Class do B777 da Etihad
Assento 11A da Business Class do B777 da Etihad
Cobertor, Menu e Necessaire da classe Executiva da Etihad

– eram 10:25h e eu já tinha colocado minha mala no bagageiro superior e me instalado; foi oferecido (e aceito!) o welcome drink (champagne) e uma toalinha refrescante

Welcome Drink da Business Class da Etihad

– nas paredes do console central, de um lado está instalada uma tomada universal e um bolsão onde o cartão com as instruções de segurança está depositado; do outro, está disponível a revista de bordo da ETIHAD

Tomada e Cartão com Instruções – Etihad
Revista de Bordo – Etihad

– olhando pela janela, vi que um Airbus A350 da SINGAPORE AIRLINES esta sendo preparado para a próxima missão; seria neste modelo de aeronave que eu voaria 02 dias depois, da Ásia diretamente para a América do Norte

A350 da Singapore Airlines no Aer. de Roma

– por volta de 10:45h, o Comandante Francesco se dirigiu a todos, dando dando boas-vindas e informando que as cargas do voo ainda estavam sendo carregadas, o que levaria mais alguns minutos; o tempo em rota estaria bom e a duração estimada de voo seria de 05 horas e 45 minutos; ele falou em inglês primeiro e, depois, em italiano; cinco minutos depois, a Chefe de Cabine anunciou que o embarque estava encerrado

– o procedimento de pushback foi iniciado à 11:00h em ponto, portanto, partiríamos no horário previsto; logo em seguida, as instruções de segurança começaram a ser exibidas nos monitores de vídeo; legendas eram inseridas, em árabe primeiro e em inglês em seguida

Vídeo com as Instruções de Segurança
Vídeo com as Instruções de Segurança
Vídeo com as Instruções de Segurança

– o Boeing 777 demorou um pouco para começar a taxiar, e quando começamos a nos movimentar, fomos de forma muita lenta; depois fizemos uma curva para a direita, a aeronave foi em direção à cabeceira

Taxiando no Aer. de Roma no B777 da Etihad
Taxiando no Aer. de Roma no B777 da Etihad

– a decolagem foi iniciada às 11:13h pela pista 25 que tem 3.800 metros de extensão, na sequência de um E-Jet da ALITALITA; os dois potentes motores GE demoraram menos de 40 segundos para tirar o Triplo 7 do chão e, segundos depois, cruzamos o “litoral” e atingimos o Mar Mediterrâneo

Na cabeceira do Aer. de Roma no B777 da Etihad
Decolagem em Roma no B777 da Etihad
Decolagem em Roma no B777 da Etihad
Decolagem em Roma no B777 da Etihad

– era hora de começar a testar o sistema de entretenimento a bordo; a tela era pequena e de baixa resolução e sem tecnologia touchscreen, ou seja, de geração ultrapassada

Monitor do Sistema de Vídeo do B777 da Etihad
Monitor do Sistema de Vídeo do B777 da Etihad
Monitor do Sistema de Vídeo do B777 da Etihad

– o controle remoto está instalado na lateral da coluna central; o design mais retrô deste equipamento está de acordo com o perfil mais antigo do próprio sistema de vídeo; o fone de ouvido já estava disponível em um dos bolsões do console central, embalado e selado em um plástico, onde constava o alerta para devolver à tripulação depois do uso (não é brinde!); de ótima qualidade, serviu muito bem para isolar o som exterior

Controle Remoto do Sistema de Vídeo
Fone de Ouvido da Business da Etihad
Fone de Ouvido da Business da Etihad

apesar de a ETIHAD não voar mais para o Brasil (a rota de Abu Dhabi para Guarulhos foi encerrada em março de 2017), navegando pelo sistema de vídeo reparei que alguns dos filmes disponíveis traziam a opção de legenda em português, como por exemplo, “Vice” e “First Man”, que eu já tinha visto

Menu do sistema de vídeo – línguas
Filme “Vice”

escolhi para assistir o filme “Equalizer 2“, com Denzel Washington, que foi lançado em 2018 e que conta a história de um ex-agente americano que inicia uma caçada aos assassinos de sua melhor amiga; um bom passatempo

Filme “Equalizer 2”

– a ETIHAD insere alguns anúncios publicitários antes do início da exibição dos filmes, algo que eu detesto; por isso, eu sempre acelero (opção >>) a velocidade do vídeo para fugir destas propagandas

Anúncios antes do filme – Etihad
Anúncios antes do filme – Etihad

– logo que comecei a ver o filme, reparei que estava sem áudio e, logo em seguida, o controle remoto parou de funcionar, ficou travado; chamei a Comissária e sugeri que ele desse um reset do meu sistema de vídeo; depois de 10 minutos, nada tinha sido feito; chamei novamente a Tripulante, que tinha esquecido do meu pedido anterior; desta vez, ela fez o que devia e, cerca de 05 minutos depois, tudo voltou ao normal

– eram 11:40h quando a Comissária veio até mim e pediu que eu fizesse as escolhas para o almoço a bordo; o menu impresso facilitou a tarefa; de entrada, apenas uma opção: quitutes da culinária árabe; para o prato principal, 02 alternativas: frango com arroz de menta e lentilhas (minha escolha) ou carne com arroz de açafrão e cogumelos

Menu do serviço de bordo da Business da Etihad

– para beber, as opções eram variadas e muito boas; o champagne era o delicioso Piper-Heidsieck Cuvée Brut, que tinha sido servido antes da partida; em termos de vinhos, eram duas opções de tinto (francês e italiano) e branco (sul-africano e neo-zelandês), além de vinhos de sobremesa (português e sul-africano)

Opção de Champagne na Business da Etihad
Opções de vinhos de sobremesa na Business da Etihad

– o cansaço bateu e, depois de reclinar um pouco a poltrona, acabei dando uma cochilada; acordei 12:40h com a movimentação da cabine, a Comissária percebeu e, na primeira oportunidade, me perguntou se eu queria almoçar e respondi que sim

– o prato de entrada foi servido às 12:45h, mas o champagne que pedi para acompanhar demorou a ser servido, quando a Chefe de Cabine veio me oferecer um repeteco, informei que sim, mas que eu ainda não tinha sido servido; ela ficou bem constrangida, foi na galley dianteira, pegou rapidamente e me serviu, pedindo mil desculpas; uma cesta de pães quentes acompanhava o prato e tudo estava uma delícia

Entrada do serviço de bordo da Business da Etihad
Entrada do serviço de bordo da Business da Etihad
Entrada do serviço de bordo da Business da Etihad

– o prato principal não demorou a ser servido, eram 13:00h e eu já estava saboreando o frango que eu tinha escolhido; a aparência pode não ser das melhores, pois parecia ser um pedaço do peito sem grande apelo visual, mas estava muito bom

Prato Principal do serviço de bordo da Business da Etihad
Prato Principal do serviço de bordo da Business da Etihad

– para sobremesa, a ETIHDA oferecia três opções: 1) crumble de damasco e chocolate, 2) bolo de cenoura com morango e creme ou 3) sorvete Haagen Dazs, que eu nunca recuso; a Comissária me perguntou qual sabor eu preferia e pedi para ela escolher por mim; ela foi taxativa: morango era a melhor alternativa e, realmente, estava bem gostoso

Sobremesa do serviço de bordo da Business da Etihad

– olhando pela janela do Boeing 777, naquela altura do voo, pude contemplar uma bela composição da asa da aeronave, do motor GE trabalhando e do céu com vários tonalidades de azul

Asa e Motor do B777 da Etihad

– a ETIHAD tem sistema de conexão a Internet a bordo, mas preferi ficar “offline“, pois achei os preços bem caros, não quis contratar nem o plano mais barato – Lite , que custava 4,95 dólares por apenas 30Mb de navegação e, muito menos o mais caro – Premium, que valia 19.95 dólares por 180Mb

Oferta do sistema de Wi-Fi a bordo

– era hora de ir ao banheiro para escovar os dentes e conferir como a ETIHAD prepara os toaletes para seus clientes premium; e foi uma decepção: estava limpo, mas a companhia árabe não oferece nenhuma amenidade nem se preocupa em colocar algum tipo de toque especial (nestas horas, lembro sempre das orquídeas da THAI AIRWAYS)

Banheiro do B777 da ETIHAD – pia
Banheiro do B777 da ETIHAD – vaso

– de barriga cheia e cansado, eu tinha que descansar um pouco; acionei os botões de regulagem da poltrona, que ficam na coluna central do assento, acima do encosto de braço; coloquei na posição “cama” – 180 graus – e não demorei quase nada para dormir; o travesseiro tinha bom tamanho e o cobertor era ótimo, chapei por cerca de 02 horas

Regulagem de posição da Poltrona – B777 da Etihad
Posição “cama” no B777 da Etihad
Posição “cama” no B777 da Etihad

– quando acordei, o sol ainda reinava lá fora, mas agora o céu azul estava acompanhado de muitas nuvens brancas

Asa e Motor do B777 da Etihad
Céu e nuvens, voo entre Roma e Abu Dhabi

– voltei a explorar o sistema de vídeo e decidi ver um clássico: “TOP GUN – Ases Indomáveis”, uma produção americana de 1986, estralado por Tom Cruise, Val Kilmer e Kelly McGilis, que consta a aventura de pilotos de caças da Marinha Americana

Filme TOP GUN
Top Gun – Sistema de Vídeo

– olhando mais uma vez pela janela, percebi nova mudança nas cores do céu: as nuvens começaram a ter um tom leve de marrom

Asa e Motor do B777 da Etihad
Céu e nuvens, voo entre Roma e Abu Dhabi

– eram 15:36h quando o Comandante voltou a se dirigir a todos e anunciou que o procedimento de descida para pouso em Abu Dhabi iria começar em apenas 10 minutos; naquele instante, eram 17:36h nos Emirados Árabes Unidos, pois o fuso horário entre Europa e o Golfo nesta época do ano é de + 2 horas; o nosso pouso estava previsto para 18:15h no horário local do destino

– cerca de 15 minutos depois, começou a ser exibido na tela de todos e de maneira forçada, um vídeo que promovia as belezas e facilidades da cidade de Abu Dhabi

Propaganda sobre Abu Dhabi
Propaganda sobre Abu Dhabi

– a fase final do voo foi simplesmente fantástica, eu não tirei os olhos da janela do Tripo 7 da ETIHAD; foi minha primeira aproximação em uma região tão desértica durante o dia (quando passei por Dubai e Doha em voos passados, cheguei de noite); a paisagem é muito diferente do que estamos acostumados, com muita areia para todo lado e com as edificações sem cor (verde? esquece!); tive dificuldades de escolher as melhores fotos para compartilhar por aqui no V&A, por isso, são muitas na sequência

Aproximação para pouso em Abu Dhabi/AUH
Aproximação para pouso em Abu Dhabi/AUH
Aproximação para pouso em Abu Dhabi/AUH
Aproximação para pouso em Abu Dhabi/AUH
Aproximação para pouso em Abu Dhabi/AUH
Aproximação para pouso em Abu Dhabi/AUH
Aproximação para pouso em Abu Dhabi/AUH
Aproximação para pouso em Abu Dhabi/AUH
Aproximação para pouso em Abu Dhabi/AUH
Aproximação para pouso em Abu Dhabi/AUH

– o pouso suave e seguro foi realizado às 18:11h (um pouco antes do anunciado pelo Comandante) pela pista 31L do Aeroporto de Abu Dhabi, que tem incríveis 4.100 metros de extensão

Pouso do B777 da Etihad no Aer. de Abu Dhabi

– o terreno areoso domina a paisagem e circunda as pistas, estávamos no meio do deserto realmente; durante o taxiamento, passamos ao lado da Torre de Controle, que tem um design muito diferente e futurístico; além disso, vi que uma das 10 unidades do Airbus A380 que compõe a frota da ETIHAD estava encostado no terminal de passageiros de Abu Dhabi

Taxiando no B777 da Etihad no Aer. de Abu Dhabi
Torre de Controle do Aer. de Abu Dhabi
Airbus A380 da Etihad no Aer. de Abu Dhabi

– apesar de poucos aviões posicionados junto às pontes de embarque do terminal, o Boeing 777-300ER foi direcionado para uma posição remota no pátio do Aer. de Abu Dhabi, tendo, bem longe, um Boeing 787-9 também estacionado

Estacionando em posição remoto no Aer. de Abu Dhabi
Estacionando em posição remoto no Aer. de Abu Dhabi

– depois de pararmos e de a aeronave ser calçada, não demorou muito para que o desembarque fosse autorizado; os passageiros da classe Executiva desceram da aeronave pela porta 1L do Boeing 777 e um ônibus exclusivo nos aguardava a poucos metros da escada; não canso de dizer: adoro desembarque remoto, pois é uma boa oportunidade para tirar fotos do avião de ângulos pouco comuns; a pintura da ETIHAD combina muito bem com o céu azul

Boeing 777 da Etihad no pátio de Abu Dhabi
Boeing 777 da Etihad no pátio de Abu Dhabi
Ônibus do Aer. de Abu Dhabi

– fui o último passageiro a entrar no ônibus e, logo em seguida, partimos para um longo trajeto dentro do “busão” quase vazio, pois as dimensões do Aer. de Abu Dhabi são grandes; no meio do caminho, tive muita sorte de fazer o registro de um Boeing 787-10 (prefixo A6-BMC), a maior variante do Dreamliner, cruzando a pista com a Torre de Controle ao fundo; um grande capítulo final para este voo com a ETIHAD

Boeing 787-10 da Etihad no Aer. de Abu Dhabi

AVALIAÇÃO FINAL – já vou antecipar o meu veredito: eu esperava mais da ETIHAD AIRWAYS, a minha primeira vez com a companhia árabe foi frustrante; uma das razões que me levaram a gastar um número maior de milhas do Programa Smiles para voar da Europa para a Índia foi justamente experimentar os serviços dela, abrindo mão de escolher viajar com a QATAR AIRWAYS, por exemplo, que me proporcionou experiências excelentes no passado recente; eu acho o Terminal 3 do Aeroporto de Roma muito bonito e funcional; foi a minha primeira passagem pelo Plaza Premium Lounge daquele terminal e gostei muito do espaço, o banho que tomei lá foi refrescante; o Boeing 777-300ER da ETIHAD com seus motores GE90 é uma bela máquina, mas o sistema de entretenimento a bordo é de geração antiga, colocando a companhia árabe em posição negativa frente às concorrentes do Golfo; o serviço de bordo foi o ponto de maior destaque neste voo: a entrada, prato principal e sobremesa estavam ótimos, foi uma bela e completa refeição; a atitude de tripulação foi outro ponto que me deu má impressão: tive que pedir 02 vezes para o reset do sistema de vídeo e simplesmente foi esquecido de servir o champagne na hora do prato principal do serviço de bordo; além disso, as Comissárias da ETIHAD não tiveram aquele toque especial no trato pessoal, algo que vi presente em todos os voos que já fiz com a QATAR e SINGAPORE


4 respostas

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] mais uma vez no Boeing 767-300ER da LATAM BRASIL, voei e avaliei pela 1ª vez a ETIHAD (confira AQUI como foi voo entre Itália e Emirados Árabes a bordo do Boeing 777-300ER), conheci finalmente as […]

  2. […] 2) de Roma/FCO até Abu Dhabi/AUH no Boeing 777-300ER da ETIHAD AIRWAYS (confira todos os detalhes AQUI) […]

  3. […] 2) de Roma/FCO até Abu Dhabi/AUH no Boeing 777-300ER da ETIHAD AIRWAYS (confira todos os detalhes AQUI) […]

  4. […] a ETIHAD; voei e avaliei a classe Executiva da companhia árabe (confira o flight report completo AQUI) em pouco abaixo da minha […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.