VOANDO COM A BRITISH (MUC-LCY)

– o Carnaval de 2019 foi bastante intenso em termos de voos; no sábado, eu parti do Rio de Janeiro com direção à Frankfurt/Alemanha (em classe Executiva da LUFTHANSA, confira AQUI), fiz conexão para Istambul/Turquia, de onde voei para as Ilhas Seychelles (em classe Executiva da TURKISH AIRLINES, confira AQUI), onde cheguei na 2ª feira; peguei um “teco-teco” para ir de uma ilha a outra do arquipélago (da AIR SEYCHELLES, confira AQUI) e apenas 02 dias depois, voltei do Oceano Índico para a Europa, tendo Frankfurt como destino (em classe Econômica da CONDOR, confira AQUI)

– depois de pegar um trem de alta velocidade na 5ª feira para outra cidade alemã – Munich – chegou a hora de um voo de curta duração para Londres/Reino Unido, cidades que estão separadas por apenas 566 milhas (cerca de 910 quilômetros)

A COMPRA DA PASSAGEM

– na minha programação original, eu pegaria um voo de Munich/MUC para Roma/FCO (de onde eu partiria de volta ao Brasil, para Guarulhos/GRU e depois Rio de Janeiro/GIG) a bordo de um Airbus A321 da LUFTHANSA

– entretanto, como eu estava sozinho (a patroa tinha voltado às pressas para o Brasil por conta de um problema de família), de forma meio despretensiosa, enquanto tomava uma Franziskaner (autêntica cerveja alemã) no hotel que eu estava hospedado nos arredores do Aeroporto de Frankfurt, comecei a pesquisar na Internet algumas opções de voo para Londres, pensando em uma sessão de fotos na cabeceira do Heathrow Airport

– uma alternativa me chamou a atenção: mesmo com antecedência de apenas 02 dias, a BRITISH AIRWAYS oferecia por 80 euros (cerca de R$ 320,00) o trecho entre a cidade alemã e o aeroporto London City

– este voo tinha 02 atrações especiais: seria operado por um Embraer e eu nunca tinha pousado no menor aeroporto que atende a região de Londres, localizado no perímetro urbano da cidade inglesa, cravado dentro da capital britânica

– a companhia britânica oferece 05 voos diários entre as 02 cidades, mas somente um deles tem como destino London City, os demais pousam em Heathrow, como pode ser visto nesta simulação de compra no site para o dia 27 de abril

Opções de voos da British Airways de Munich para Londres

– depois, conferi que ir de Londres/LHR para Roma/FCO no final daquele dia não seria um problema, bastava “torrar” 14.000 milhas do Programa Smiles para pegar um voo da ALITALIA de London Heathrow diretamente para a capital italiana

A IDA PARA O AEROPORTO

– eu estava hospedado em um hotel muito bem localizado no coração de Munich, bem perto da Kaufingerstraße, uma das ruas mais importantes da cidade, com grande concentração de comércio e pontos turísticos

– pesquisando na Internet, conferi que seria possível pegar um trem que partiria às 04:40h da estação Marienplatz, que fica na praça mais famosa da cidade e perto do hotel

– parti às 04:20h, enfrentando um frio de 10 graus daquela madrugada chuvosa de sábado em Munich; foram apenas 05 minutos de caminhada a partir do hotel, cheguei com calma na estação para comprar o ticket: o trem S8 seguiria direto para o aeroporto com 12 paradas intermediárias ao custo de 11 euros

Trem do Centro de Munich para o Aeroporto

Trem do Centro de Munich para o Aeroporto

– o trem é confortável, com poltronas altas e  estofadas; não estava cheio e a maioria dos ocupantes carregava malas, portanto, tinham o mesmo destino que eu; cheguei na estação que atende ao aeroporto às 05:15h, portanto, com 90 minutos de antecedência

Trem do Centro de Munich para o Aeroporto

–  depois de sair do trem, andar alguns poucos metros e subir uma escada rolante, eu simplesmente já estava dentro do Terminal da cidade alemã; a facilidade de ter o transporte público deixando os passageiros dentro de um aeroporto é algo que sempre me surpreende positivamente

Aer. de Munich – Saída do Metrô

–  eu cheguei no saguão principal do Terminal 2; a arquitetura parece ser mais antiga, com teto alto e não há exagero nem ostentação na estrutura tubular do prédio; um grande painel eletrônico está instalado na parte central, com informações dos voos que partiriam naquela manhã

Aeroporto de Munich – Saguão Principal

Aeroporto de Munich – Saguão Principal

O AEROPORTO DE MUNICH/MUC

– a LUFTHANSA, a maior companhia aérea alemã, concentra suas operações no Terminal 2 do Aer. de Munich, juntamente com as parceiras da aliança global Star Alliance

– já o atendimento aos passageiros da BRITISH AIRWAYS é feito na Seção A do Terminal 1 deste aeroporto, que fica em outra zona do terminal; foram menos de 10 minutos de caminhada até lá, com longas esteiras rolantes ajudando no trajeto

Aer. de Munich – Transição

Aer. de Munich – Transição

– são apenas 04 guichês da BA e me dirigi para aquele dedicado às prioridades, pois apresentaria o meu cartão Black do Programa Fidelidade da LATAM BRASIL, que me concede status Emerald na aliança global ONE WORLD (neste voo, eu acumularia míseros 142 pontos qualificáveis); a atendente era atenciosa e teve muita paciência para tentar resolver um problema que surgiu no sistema da companhia, que não conseguia reconhecer o meu perfil; ela tentou diversas vezes, mas o cartão de embarque sempre era impresso sem as indicações do meu número da LATAM

Aer. de Munich – Atendimento da British Airways

– minha solitária mala foi despachada sem a tradicional etiqueta de prioridade e perguntei se apresentando o meu cartão “virtual” (no aplicativo da LATAM no celular) eu teria como usar a Sala VIP daquele aeroporto, bem como ter embarque prioritário, tendo ela afirmado que sim

– como a Inglaterra não faz parte do Acordo de Schengen, que permite a livre circulação de pessoas, o embarque seria feito pela Seção B da área de “Departures”, onde há uma área onde é feito o controle de passaporte, foram menos de 05 minutos de caminhada até lá; fui direto no balcão da imigração alemã, o agente colocou meu passaporte português em uma máquina leitora e me devolveu segundos depois, sem fazer perguntas ou questionamentos; o controle de segurança fica logo a frente, foram apenas alguns passos para passar minha mochila pelo aparelho de raio-x, novamente sem fila

Aer. de Munique – Embarque Internacional

Aer. de Munique – Embarque Internacional

– eram 05:45h e eu já tinha passado por todos os controles do aeroporto e estava livre para conferir a área de embarque do Aeroporto de Munich; estava vazio, poucos passageiros estavam por lá; nesta região, encontrei a mesma estrutura tubular do saguão principal, com cadeiras estão espalhadas pelo ambiente e uma grande loja de Free Shop fica na parte mais central

Saguão de Embarque do Aer. de Munich

Saguão de Embarque do Aer. de Munich

Saguão de Embarque do Aer. de Munich

Saguão de Embarque do Aer. de Munich

– a administração do aeroporto oferece conexão Wi-Fi de forma gratuita, o que é anunciado nos monitores espalhados pelo ambiente; eu testei com o celular e a conexão era muito boa

Tela com informações sobre o sistema de wi-fi

A SALA VIP AIRPORT LOUNGE WORLD

– a BRITISH AIRWAYS não tem um lounge próprio em Munich, ela usa as instalações da “Airport Lounge World”, que funciona diariamente de 06:00h às 23:00h; qualquer passageiro pode entrar, mas aquele não tem algum tipo de voucher para acesso precisa pagar 48 euros

Painel com informações do funcionamento da Sala Vip – Aer. de Munich

– o acesso é feito por um elevador que leva os passageiros até um andar superior; não tive problema algum na recepção, a confusão do check-in não se repetiu e meu acesso foi autorizado sem stress

Elevador de Acesso à Sala VIP do Aer. de Munique

– eu era apenas o segundo passageiro a entrar no Vip Lounge naquela manhã, portanto, tudo estava arrumado e o espaço estava limpo; de ótimo tamanho, móveis novos e estilosos faziam uma decoração moderna, muitos lugares para sentar com tomadas para carregar os equipamentos eletrônicos; a visão para o pátio do aeroporto é ótima, mas estava escuro ainda, o sol ainda não tinha aparecido; na área em frente ao buffet, muitas mesas e cadeiras, além de um longo sofá perto da parede

Sala VIP do Aer. de Munich – Visão geral

Sala VIP do Aer. de Munich – Visão geral

Sala VIP do Aer. de Munich – Visão geral

Sala VIP do Aer. de Munich – Visão geral

Sala VIP do Aer. de Munich – Visão geral

Sala VIP do Aer. de Munich – Visão geral

– o buffet oferecido era excelente, com muitas opções para uma saborosa refeição matinal: frutas, frios (queijos, presunto, salame, peito de peru, rosbife), pastas, tomate, pepino, ovos mexidos e pães diversos, inclusive croissant e o tradicional pretzel alemão

Sala VIP do Aer. de Munich – Buffet

Sala VIP do Aer. de Munich – Buffet

Sala VIP do Aer. de Munich – Buffet

Sala VIP do Aer. de Munich – Buffet

Sala VIP do Aer. de Munich – Buffet

Sala VIP do Aer. de Munich – Buffet

– na parte das bebidas, algumas opções de alcoólicas já estavam disponíveis (vinhos e vários destilados), além de uma enorme máquina de café, onde muitas variações podem ser feitas (expresso, cappuccino, latte macchiatto e crema)

Sala VIP do Aer. de Munich – Bebidas

Sala VIP do Aer. de Munich – Bebidas

O EMBARQUE NO EMBRAER E-190

– parti da Sala Vip por volta de 06:15h e o embarque do voo BA3292 seria feito pelo Portão B05; quando estava próximo dele, ouvi um anúncio do meu nome pelo sistema de áudio da sala de embarque; quando cheguei no balcão, o funcionário disse que estava me aguardando, pois eu era o último passageiro a embarcar e que ele tinha providenciado uma troca de lugar: fui alocado em um assento na saída de emergência

Portão de Embarque B05 do Aer. de Munique

– como tive que descer uma escada, percebi que o embarque seria remoto; um ônibus que tinha um letreiro eletrônico indicando o número e destino do voo estava estacionado e aguardava os passageiros (no caso, como eu era o último, me aguardava)

Aer. de Munique – Ônibus do Embarque Remoto

– entrei no “busão” e apenas outras 12 pessoas estavam a bordo, ou seja, um claro indicativo de que o voo estaria muito vazio; partimos às 06:25h em direção a uma posição remota no pátio do Aer. de Munich; o trajeto foi relativamente longo, pois tivemos que cruzar boa parte do aeroporto, em um momento em que o sol começava a aparecer

Aer. de Munique – Ônibus do Embarque Remoto

Visão de dentro do ônibus do pátio do Aer. de Munich

– quando chegamos na posição remota, a surpresa: os passageiros descem do ônibus, mas não caminham pelo pátio e acessam a aeronave por escadas, eles são deixados em uma mini-estrutura construída, inclusive com uma escada rolante, que levam os viajantes até a porta do avião por meio de um finger; na verdade, não se pode nem falar que se trata de um típico embarque remoto, a rigor, o “busão” leva todos para um anexo do terminal

Estrutura do Embarque remoto no Aer. de Munique

Estrutura do Embarque remoto no Aer. de Munique

Estrutura do Embarque remoto no Aer. de Munique

– o E-jet escalado para este voo era do modelo E190LR, de prefixo G-LCYM , que foi fabricado em maio de 2010 e sempre teve as cores da BRITISH AIRWAYS

E-190LR da British Airways

E-190LR da British Airways

E-190LR da British Airways

– esta aeronave está configurada com 14 lugares na Business Class e mais 84 na classe Econômica, portanto, até 98 passageiros podem ser transportados, no esquema 2 x 2 (duas poltronas de cada lado, inclusive na Executiva)

Inside cabin do EJet da British Airways

Inside cabin do EJet da British Airways

Inside cabin do EJet da British Airways

– meu novo lugar era o 12A, do lado esquerdo da aeronave, com grande espaço para as pernas; nãotomada ou porta USB instaladas, portanto, nada de carregar o celular, e a BRITISH AIRWAYS também não investiu na instalação de sistema de conectividade a Internet nem de monitores (coletivo ou individual)

Assento 12A na Saída de Emergência do E-Jet

Assento 12A na Saída de Emergência do E-Jet

Assento 12A na Saída de Emergência do E-Jet

– no bolsão da poltrona da frente, a companhia britânica coloca, além do cartão com instruções de segurança, a revista de bordo “High Life” e outra revista com foco mais de negócios “Business Life

Bolsão da poltrona da frente – Ejet da British

Cartão com Instruções de Segurança do E-Jet da British

Revistas – British Airways

– eram 06:35h quanto foi feito um anúncio do capitão pelo sistema de áudio dando o “welcome” aos passageiros e passando uma série de detalhes sobre o voo, informando que a duração prevista de voo até Londres era de 01 hora a 40 minutos

O VOO PARA LONDON CITY

– as instruções de segurança foram demonstradas de forma manual pela tripulação de cabine (formada por apenas duas Comissárias) com o auxílio de uma mensagem de áudio gravada; o procedimento de pushback foi iniciado às 06:43h, portanto, partíamos com 02 minutos de sobra com relação ao horário previsto de partida

Pushback no Aer. de Munich

Pushback no Aer. de Munich

– o taxiamento foi longo, usando uma pista auxiliar até a cabeceira da pista 26R, que tem 4.000 metros de extensão (o Aeroporto Internacional de Munich tem 02 pistas, paralelas e que têm o mesmo tamanho)

Taxiamento no Aer. de Munich

Taxiamento no Aer. de Munich

– o Comandante do E-Jet fez a curva para a esquerda na cabeceira já iniciando a aceleração em potência máxima; foram menos de 30 segundos para que a dupla de motores GE CF34 tirassem a aeronave do chão; reparei que subíamos com um ângulo maior do que estou acostumado a ver; não sei se o fato de o avião estar vazio contribuiu para isso

Decolagem no Aer. de Munich

Decolagem no Aer. de Munich

Decolagem no Aer. de Munich

Decolagem no Aer. de Munich

– pegamos um pouco de turbulência enquanto passávamos pelas nuvens que encobriam a região de Munich, mas tudo ficou tranquilo depois que cruzamos a camada de “algodão doce”

Fase inicial do voo de Munich para Londres

Fase inicial do voo de Munich para Londres

Fase inicial do voo de Munich para Londres

– eram 07:08h quando foi oferecido o serviço de bordo: o café da manhã se resumiu a um pannini de queijo e presunto, que foi servido quente, acompanhado das bebidas de minha escolha que pedi à Comissária: suco de laranja e café preto

Serviço de Bordo da British – MUC para LCY

– depois de enganar a fome, fui ao único banheiro instalado na parte traseira da aeronave, o que diferencia este modelo da Embraer dos aviões de corredor único como o Boeing 737 e o Airbus A319, que geralmente tem dois toaletes; um pouco apertado, estava limpo e nenhuma amenidade era oferecida pela BRITISH

Banheiro do E-Jet da British – Pia

Banheiro do E-Jet da British – Vaso

– o voo estava muito tranquilo, com uma bela visão pela janela de nuvens brancas e céu azul, até que, às 07:25h o aviso de apertar cintos foi acionado, com a Chefe de Cabine informando pelo sistema de áudio que passaríamos por uma área de turbulência; foram 10 minutos de chacoalho moderado, mas nada muito preocupante

Janela do E-Jet da British – Céu Azul

Janela do E-Jet da British – Céu Azul

Janela do E-Jet da British – Céu Azul

– o sono bateu forte e consegui dormir por 30 minutos; eram 08:15h quando acordei e pela janela do Embraer reparei que o tempo estava fechado e, logo depois, enfrentamos uma nova sessão de turbulência

Janela do E-Jet – Nuvens pesadas

– terminávamos de cruzar o Canal da Mancha, que separa o continente europeu do Reino Unido; a janela do Embraer estava um pouco embaçada por fora, o que prejudicou bastante a qualidade das fotos que tirei a partir deste momento do voo

Janela do E-Jet – Canal da Mancha

– a fase final do voo foi feita com tempo nublado e com visibilidade baixa pela janela da aeronave, mas sem chuva na aproximação para pouso em Londres

Fase final do voo de Munich para Londres

Fase final do voo de Munich para Londres

– eram 08:27h quando o trem de pouso do E-190LR foi armado e travado e pegamos novamente uma turbulência leve e constante nos últimos minutos de voo; alguns segundos antes de tocarmos a pista, passamos pelo Thames River, um dos ícones da cidade inglesa

Aproximação London City – Ejet da British – Thames River

Aproximação London City – Ejet da British – Thames River

Aproximação London City – Ejet da British – Thames River

Aproximação London City – Ejet da British – Thames River

Aproximação London City – Ejet da British – Thames River

– o pouso foi realizado às 08:21h pela cabeceira 27 da pista única de London City, que tem apenas 1.508 metros de extensão, 185m a mais do que o Aeroporto Santos Dumont na Cidade Maravilhosa do Rio de Janeiro; foi um procedimento seguro, com um frenagem forte, porém necessária

Pouso no Aer; London City – E-Jet da British

Pouso no Aer; London City – E-Jet da British

Pouso no Aer; London City – E-Jet da British

– durante o curto taxiamento, outros E-Jets da BRITISH AIRWAYS e um Airbus A220 da SWISS estavam estacionados na pátio de LCY, sendo preparados para as próximas missões

Taxiamento no Aer. London City

Taxiamento no Aer. London City

Taxiamento no Aer. London City

– perto da posição de estacionamento, a aeronave foi “devagar quase parando”, para fazer um giro de 135 graus e ser calçado em uma posição diagonal, bem em frente ao terminal de passageiros; desta forma, para partir para o próximo voo, o E190LR não precisaria de auxílio, dispensando o uso de um rebocador

E-Jet da British estacionando em London City

– descemos por uma escada colocada na porta 1L do Embraer e a caminhada foi muito rápida até o prédio, permitindo alguns registros interessantes do pátio de London City e da aeronave que tinha acabado de me trazer de Munich

Pátio do Aer. de London City

Pátio do Aer. de London City

Pátio do Aer. de London City

– uma vez acessando o prédio do terminal, os passageiros pegam um corredor estreito até o controle de imigração, onde não peguei filas na catraca eletrônica que pode ser utilizada pelos passageiros que possuem passaporte europeu

Aer. London City – Desembarque

Aer. London City – Desembarque

– na pequena área de restituição de bagagens, carrinhos estão disponíveis de forma gratuita; minha mala foi devolvida rapidamente pela esteira 2, sem stress

Aer. London City – Restituição de Bagagens

Aer. London City – Restituição de Bagagens

– a etapa seguinte da minha rápida passagem em Londres era ir do London City Airport para o Heathrow Airport; para isso, eu tinha que pegar um trem até a região de Canning Town, onde faria uma baldeação com o metrô para depois pegar a Piccadilly Line; a sinalização até a estação é muito boa e foram menos de 05 minutos de caminhada até lá

Aer. London City – Acesso à estação de trem

AVALIAÇÃO GERAL: o preço da passagem, considerando a mínima antecedência da compra e a distância que seria voada (cerca de 1.000 quilômetros) foi muito bom; foi minha 1ª vez no Aeroporto de Munich e gostei muito da estrutura oferecida; não é um terminal dos mais modernos, mas extremamente funcional; o esquema de “embarque remoto sem ser remoto” me surpreendeu positivamente; a Sala VIP terceirizada que tem acordo com a BRITISH foi uma grata surpresa, realmente um ótimo espaço, uma pena que só pude ficar 15 minutos por lá e curti pouco as facilidades do Lounge; todos os contatos com o staff da BRITISH AIRWAYS (desde o check-in, passando pelo agente do portão de embarque e chegando na dupla de comissárias) foram ótimos, com muita atenção e cortesia; voar no Embraer é sempre uma experiência agradável, mas merecem registros negativos a falta de tomada ou porta USB para carregar o celular durante o voo, bem como de monitores de vídeo; o serviço de bordo para um voo de menos de 02 horas foi bem satisfatório (sanduíche quente e algumas opções de bebidas); a pontualidade britânica do voo foi bastante providencial, considerando que a minha passagem por Londres seria muito curta; no geral, foi bem interessante voar e avaliar este voo em um avião brasileiro, da Alemanha para o Reino Unido

como é voar com a British, voando com a british, embraer da british, voando na Europa, opção de voo da alemanha para inglaterra, aeroporto de monique, aeroporto london city
1 responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] com a BRITISH AIRWAYS a bordo de um Embraer E-190 (confira a avaliação completa deste voo AQUI). E “torrei” algumas milhas Smiles para emitir uma passagem da ALITALIA de Londres para […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.