Voando com a Delta (ATL/GIG)

– hora de concluir as avaliações da 2ª Volta ao Mundo de 2019, que contou com a ilustríssima presença da Patroa

– depois de sair do Brasil em direção à Europa, conhecer a Dinamarca, voar em direção à Ásia, passando pela 1ª vez em Shanghai (China), fazer uma passagem relâmpago por Seul (Coréia do Sul), seguindo para dias incríveis em Tóquio (Japão) e enfrentar uma longa jornada até os Estados Unidos, finalmente chegou o último voo: de Atlanta para o Rio de Janeiro, cidades que estão distantes por 4.735 milhas cerca de 7.620 quilômetros)

A CHEGADA EM ATLANTA/ATL

– voamos de Seul (Aeroporto Incheon/ICN) para Atlanta a bordo de um fantástico Airbus A350-900 da DELTA AIRLINES

A350 da Delta em Seul
Vista da janela do A350 da Delta

– foi nossa primeira experiência na chamada Delta One Suites, a classe Executiva com cabines individuais da companhia americana

Assento 8A na Delta Suites do A350
Inside Cabin da Delta Suites no A350

– todos os detalhes deste voo de mais de 12 horas de duração podem ser conferidos AQUI

 EMISSÃO DA PASSAGEM

– como já tive a oportunidade explicar na avaliação do voo de Seul para Atlanta, durante o planejamento desta Volta ao Mundo, fiz muitas pesquisas emitir a passagem de retorno para casa: valia a pena um ticket para a terra do Tio Sam e outro para o Brasil? Ou seria melhor um único bilhete com combinação de voos até a terrinha?

– a opção de torrar milhas do Program Smiles acabou sendo a melhor que surgiu: para voar de Seul para Atlanta (voo DL26) e, depois de uma conexão de 04 horas, para o Rio de Janeiro/GIG (voo DL61) eram exigidas 120.000 milhas por pessoa em classe Econômica ou 220.000 para viajar na classe Executiva

Voos com a Delta Airlines de Seul para o Rio de Janeiro

– depois de receber o e-mail do Smiles com o código da reserva, acessei o site da DELTA para confirmar que estava tudo certo e, também para marcar nossos assentos

Detalhes do bilhete no site da Delta

– a DELTA coloca um Boeing 767 nesta rota, aeronave que já fotografei chegando de Atlanta e pousando no Aer. do Galeão durante o Spotter Day de 2018

Boeing 767 da Delta pousando no Galeão

A AVALIAÇÃO DO VOO

– da mesma forma que fiz nas avaliações dos últimos voos, terei que inovar na forma de apresentar o flight report deste voo

– eu vou registrando no aplicativo de Notas do meu aparelho celular todos os detalhes: os horários, como foi a ida ao aeroporto, a etapa de check-in, a passagem pela segurança, a experiência da Sala VIP, do procedimento de embarque, da cabine da aeronave, do serviço de bordo e tudo que é relevante durante o voo

– o Iphone 11 Pro foi lançado justamente quando estávamos viajando e os preços praticados na Ásia eram bem melhores do que aqueles projetados para o Brasil, por isso, comprei um

– pois bem, depois que cheguei no Brasil, fiz todos aqueles procedimentos chatos que uma troca de celular exigem e, provavelmente, fiz alguma besteira na hora de fazer o backup das Notas, pois todo o conteúdo dos 03 últimos voos desta Volta ao Mundo simplesmente sumiram

– ou seja, tenho todas as fotos que fui tirando (não tive problemas em resgatar tudo isso), mas não tenho o texto que vai dando realidade a estes registros, portanto, daqui para a frente, serei “econômico”, pois vou ter que recorrer à minha memória e explorar muito mais o conteúdo visual do que as palavras

– e neste último voo, tive a ideia de inovar ainda mais, fazendo uma avaliação totalmente diferente: vou apresentar, basicamente, somente as fotos de cada fase desta experiência com a DELTA, separando em “capítulos” e fazendo um breve texto explicativo para cada um deles

– esta nova forma de expor os detalhes da viagem se justifica de várias formas: (i) este giro ao redor da Terra foi realizado em setembro de 2019, (ii) a perda das Notas do celular faria com que eu demorasse ainda mais para publicar esta avaliação, (iii) tenho muitas outras pendentes (idas para Lima/Peru no Boeing 777-300ER da LATAM BRASIL e Tel Aviv (Israel) no Boeing 787-8 da LATAM CHILE, voo Doha/Qatar e Miami/Estados Unidos no Airbus A350 da QATAR AIRWAYS, entre outros) e (iv) há tempos penso em lançar esta “avaliação express

O AEROPORTO DE ATLANTA

– fazer conexão internacional nos Estados Unidos significa fazer imigração; perdemos bastante tempo no processo e ainda tivemos que pegar um trem para chegar no Terminal E; o voo partiu no final da noite de uma 5ª feira, o fluxo de passageiros era pequeno; a estrutura tem teto baixo e sem extravagâncias, mas extremamente funcional

Aeroporto de Atlanta
Aeroporto de Atlanta
Aeroporto de Atlanta
Aeroporto de Atlanta
Aeroporto de Atlanta
Aeroporto de Atlanta

A SALA VIP DA DELTA AIRLINES

– como voaríamos de classe Executiva, pudemos utilizar as facilidades do Delta Sky Club, a Sala VIP da companhia americana; neste Terminal, o espaço não é grande e ficou muito cheio em alguns momentos; no bar, somente algumas bebidas alcoólicas são gratuitas e outras são vendidas como um restaurante qualquer; os móveis são confortáveis e a janela de vidro fica bem perto de uma aeronave acoplada à ponte de embarque E11; o buffet era bem variado, com grande parte dedicada para saladas; tomei uma chuveirada em um banheiro espaçoso

Sala VIP da Delta – Entrada
Sala VIP da Delta – Recepção
Sala VIP da Delta – Visão Geral
Sala VIP da Delta – Visão Geral
Sala VIP da Delta – Visão Geral
Sala VIP da Delta – Bar
Sala VIP da Delta – Bar
Sala VIP da Delta – Buffet
Sala VIP da Delta – Buffet
Sala VIP da Delta – Banho
Sala VIP da Delta – Banho

O EMBARQUE NO BOEING 767-400ER

– o embarque do voo DL61 seria feito pelo portão E26; o horário de partida previsto era 23:24h, mas ele sairia com atraso em função da necessidade de troca da aeronave que realizaria o voo; o pequena saguão ao lado do gate estava lotado; os passageiros começaram a entrar no avião por volta de 23:05h; usamos a fila de prioridades para agilizar nosso embarque

Embarque no portão E26 do Aer. de Atlanta
Embarque no portão E26 do Aer. de Atlanta
Embarque no portão E26 do Aer. de Atlanta
Embarque no Boeing 767-400 da Delta

O BOEING 767-400ER DA DELTA

– a nova aeronave escalada para o voo tinha o prefixo N828MH, sempre teve as cores da DELTA desde que foi entregue em agosto de 2000, portanto, tem quase 20 anos de operação; demos sorte nesta troca de equipamento, este B767 foi o primeiro deste modelo a passar pelo processo de modernização de cabine, que tinha sido concluído 02 meses antes

Boeing 767 da Delta em Atlanta
Boeing 767 da Delta em Atlanta

A BUSINESS CLASS – DELTA ONE

– esta novíssima cabine de classe superior pode levar até 34 passageiros (a versão anterior tinha capacidade de 40); o esquema é o ótimo 1 x 2 x 1, ou seja, todos têm acesso direto ao corredor; a ocupação neste voo era total: todas as poltronas ocupadas

Inside Cabin da Delta One no B767
Inside Cabin da Delta One no B767
Inside Cabin da Delta One no B767
Inside Cabin da Delta One no B767
Inside Cabin da Delta One no B767
Inside Cabin da Delta One no B767

MEU ASSENTO

– em função da mudança de aeronave, eu e Patroa fomos alocados em lugares separados; o assento 9A seria minha nova “casa”, a última poltrona do lado esquerdo da Business Class do Boeing, em uma posição afastada da janela; travesseiro e cobertor já estavam disponíveis em cima do assento, que era revestido de couro azul escuro, com a logomarca “Delta One” cravada na parte do encosto de cabeça; o cinto de segurança era do tipo “3 pontos“, igual de um carro; um compartimento era dedicado para a guarda dos sapatos; uma tomada universal e uma porta USB eram a garantia de que os celulares chegaria carregados no Brasil; em um nicho da parte superior, estava o fone de ouvido e uma garrafa de água

Assento 9A do B767 da Delta
Assento 9A do B767 da Delta
Assento 9A do B767 da Delta
Assento 9A do B767 da Delta
Assento 9A do B767 da Delta
Assento 9A do B767 da Delta
Assento 9A – Tomadas
Assento 9A – Compartimento Superior
Assento 9A – Lugar para Sapatos

A NECESSAIRE DA DELTA

– a necessaire era pequena, de neoprene, da marca TUMI (que adoro!) e tinha todos os itens básicos (par de meias, kit dental, tapa-olhos, mini-caneta, gel “hand cleaner” e protetor labial) de qualidade apenas razoável

Necessaire da Business da Delta
Necessaire da Business da Delta

A PARTIDA DE ATLANTA

– o procedimento de pushback foi realizado com atraso; o taxiamento foi rápido, passando pelo terminal de passageiros com poucas aeronaves estacionadas; na decolagem, os motores GE-CF6 empurraram o Boeing 767 por grande parte da pista, indicando que a aeronave estava pesada; as luzes da cabine produziam muito reflexo na janela, a qualidade das fotos foi prejudicada

Taxiando no B767 da Delta em Atlanta
Taxiando no B767 da Delta em Atlanta
Taxiando no B767 da Delta em Atlanta
Decolando no B767 da Delta em Atlanta

O SISTEMA DE ENTRETENIMENTO

– a tela do sistema de vídeo não era grande, mas tinha altíssima resolução; em termos de conteúdo, a DELTA informa que estão disponíveis 335 filmes, 654 episódios de séries e 1789 músicas; a minha escolha de filme foi “Rocketman”, um musical que conta a história de vida do pop star Elton John; o fone de ouvido é de excelente qualidade, com ótimo isolamento do som ambiente; o controle remoto fica escondido no braço esquerdo do assento, tem pequena dimensão e um pequeno mouse para a navegação pela tela

Sistema de Vídeo do B767 da Delta
Sistema de Vídeo do B767 da Delta
Flime “Rocketman”
Flime “Rocketman”
Flime “Rocketman”
Fone de Ouvido da Business da Delta
Fone de Ouvido da Business da Delta
Controle remoto do Sistema de Entretenimento
Controle remoto do Sistema de Entretenimento

O MENU DA DELTA ONE

– o Menu impresso oferecido pela DELTA traz informações detalhadas de tudo que é oferecido em todas as etapas do voo; o jantar seria oferecido em quatro etapas: “settling in” (castanhas salteadas, pecãs, amêndoas e pistache), “starters” (espeto de frango grelhado + salada com nozes, romã, parmesão e molho caesar + sopa de abobora) e “main course” (04 opções: filé mignon com tomate, pimentão e cebolo com risoto cremoso; ou frango à crioula com batata roxa e espinafre; ou moqueca brasileira, ou macarrão com molho quatro queijos); para “desserts, o clássico sundae, mousse de mascarpone com furtas vermelhas ou prato de queijos finos; em termos de vinhos, ótimas opções: 02 tintos (chileno e francês), 02 brancos (argentino e norte-americano), 01 Vinho do Porto e 01 champagne (Canard-Duchêne Brut Cuvée Léonie)

Menu da Business da Delta
Menu da Business da Delta – Entradas
Menu da Business da Delta – Pratos Principais
Menu da Business da Delta – Sobremesas
Menu da Business da Delta – Vinho Tinto
Menu da Business da Delta – Vinho Branco
Menu da Business da Delta – vinho do Porto e champagne

O SERVIÇO DE BORDO DA DELTA ONE

– o serviço de bordo deste voo na Delta One foi ótimo; as etapas de “settling in” e “starters” são comuns a todos os passageiros; para o “main course“, escolhi o macarrão com molho quatro queijos; para sobremesa, não há como deixar de optar pelo clássico sundae da DELTA; eu já tinha gostado muito do champagne no trecho Seul-Atlanta, por isso me mantive fiel na escolha da bebida

Serviço de Bordo – Business da Delta – Appetizers
Serviço de Bordo – Business da Delta – Entradas
Serviço de Bordo – Business da Delta – Prato Principal
Serviço de Bordo – Business da Delta – Sobremesa

O MAPA DE VOO DO SISTEMA DE VÍDEO

-o a opção Mapa de Voo no sistema de entretenimento nesta Boeing 767 é excelente , com software era de última geração: acessei na fase inicial do voo (faltando 07 horas e 33 minutos para a chegada), já tínhamos deixado de sobrevoar o território americano; voávamos a 31.000 pés de altitude e a mais de 550 milhas por hora

Mapa de Voo do Sistema de Vídeo do B767 da Delta
Mapa de Voo do Sistema de Vídeo do B767 da Delta
Mapa de Voo do Sistema de Vídeo do B767 da Delta
Mapa de Voo do Sistema de Vídeo do B767 da Delta
Mapa de Voo do Sistema de Vídeo do B767 da Delta

O SONO NA BUSINESS DA DELTA

– o cansaço falou alto logo depois do jantar, as férias com a Patroa tinham sido intensas e a viagem tinha começado em Seul muitas horas antes; os comandos de regulagem da poltrona ficam bem posicionados, sem risco de aperto involuntário; colocar o assento em posição “flat bed” (180 graus) foi tarefa fácil; mas achei extremamente apertado na dimensão lateral: a posição mais confortável para mim era deitar de lado; o cobertor era muito bom e o travesseiro de tamanho razoável

Comandos da poltrona da Business do B767 da Delta
Comandos da poltrona da Business do B767 da Delta
Posição Cama do B767 da Delta
Posição Cama do B767 da Delta
Posição Cama do B767 da Delta

O DESPERTAR A BORDO DO B767

– dormi por 05 horas, foi providencial, acordei descansado; ao olhar pela janela do B767, reparei que o sol já fazia parte da paisagem, com um céu azul e muitas nuvens brancas formando uma camada abaixo

Janela do B767 da Delta – Manhã com Sol
Janela do B767 da Delta – Manhã com Sol
Janela do B767 da Delta – Manhã com Sol

O CAFÉ DA MANHÃ DA DELTA

– para o café da manhã (indicado no Menu como “Almost There“) a DELTA oferecia 03 opções: fritada de cogumelo, iogurte com granola (que eu tinha experimentado no voo anterior) e torradas com geleia de amora e melado (minha escolha), acompanhado de potinho de frutas, croissant, suco de laranja e café preto; para finalizar, as Comissárias da DELTA distribuíram dark chocolate a todos os passageiros

Menu da Business da Delta – Café da Manhã
Café da Manhã da Business da Delta
Chocolates de despedida

A APROXIMAÇÃO E POUSO NO GALEÃO/GIG

– na fase final do voo, a janela do Boeing 767 mostrava muitas nuvens na região metropolitana do Rio de Janeiro, apesar de um aparente tempo bom; o pouso foi realizado pela pista 15 do Aer. do Galeão, que tem 3.180 metros de extensão, de forma extremamente segura

Aproximação para pouso no Aer. do Galeão
Aproximação para pouso no Aer. do Galeão
Aproximação para pouso no Aer. do Galeão
Aproximação para pouso no Aer. do Galeão
Aproximação para pouso no Aer. do Galeão
Aproximação para pouso no Aer. do Galeão
Pousando no Aer. do Galeão

missão cumprida, voo n.º 108/2019, voo DL 61, Atlanta/Galeão, Boeing 767-400ER (N828MH) da DELTA AIRLINES

Boeing 767 da Delta no Galeão
0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.