Visita a IBAS – Feira de Aviação no GIG

Aconteceu neste fim de semana (dias 01 e 02 de abril) no Aeroporto Internacional do Galeão/GIG o  IBAS – International Brazil Air Show. Na verdade, o evento começou no dia 29 de março e durante 03 dias foi dedicado ao público de negócios. Sábado e domingo foram destinados à visitação do público em geral.

Achei que seria um bom programa “família” e estive lá no sábado com minha filha de 04 anos. Acordamos cedo e chegamos por volta de 10:00h no Galeão, exatamente no horário previsto de abertura do evento. O custo do ingresso foi de R$ 50,00 (criança menor de 05 anos tinham direito à entrada gratuita) e o estacionamento tinha preço fixo de R$ 40,00.

Em 02 andares da área interna do Terminal 1 foram montadas as estruturas com a maioria das atrações anunciadas pela organização do evento. A parte com os estandes das empresas expositoras estava vazia, pouquíssima gente circulava por lá. Em outra área estavam os simuladores (na verdade, uns computadores mais sofisticados, com mais alguns botões e telas), o espaço kids e a exposição de falcões e gaviões que são usados para o controle de fauna nos arredores de aeroportos. No geral, tudo era muito simples, nada que chamasse muito a atenção do público presente.

A exposição estática de aeronaves acontecia na área externa do Terminal 1. O acesso só foi permitido por volta de 11:20h, um grande atraso, que provocou uma imensa fila.

Quando finalmente foi possível entrar, somente o “nosso” E-195 da AZUL estava exposto dentro da exposição (rapidamente, uma enorme fila se formou para a visita ao interior da aeronave). O sempre magnífico B747-8 da LUFTHANSA estava estacionado a esquerda, depois das grades de proteção, sem acesso ao público. Por volta de meio-dia, um A319 da LATAM (com a nova identidade visual depois da fusão entre TAM e LAN) foi rebocado para uma área do lado direito, também sem acesso dos visitantes. Os A29s (Super Tucanos) da Esquadrilha da Fumaça estavam perfilados depois das grades, na parte frontal. Quando eu estava indo embora (por volta de 13:15h, um B737-8 da GOL (com as novas cores da companhia) estava sendo rebocado para ser estacionado na parte interna, ou seja, também seria possível fazer a visita ao interior do Boeing. Além disso, um helicóptero e alguns poucos veículos de operação aeroportuária estavam expostos.

Conseguir tirar fotos dos aviões estacionados depois das grades (B747, Super Tucanos e A319) era um desafio: os seguranças criaram “uma linha imaginária” de 02 metros da grade onde não era possível “invadir”. Não entendi este procedimento de segurança: para que serve a grade?!?!? Surreal e injustificável.

O dia de sol contribuiu muito para as fotos. O céu azul com algumas nuvens foi um bom pano de fundo para os registros das máquinas que participavam da Feira e para os aviões decolando, taxiando e estacionados na outras áreas do Galeão, que tinha operação normal.

Com altos e baixos, valeu a pena conferir esta Feira. Espero que a organização evolua em alguns pontos para as futuras edições, trazendo mais aviões e aumentando o nível de contato do público com eles.

GERAL

AZUL – EMBRAER 195 (prefixo PR-AXH)

LUFTHANSA – B747-8 (prefixo D-ABYU)

LATAM (A319 – prefixo PR-MTL)

GOL (B737-800 – prefixo PR-GYD)

ESQUADRILHA DA FUMAÇA – FORÇA AÉREA BRASILEIRA

DIVERSOS

DECOLAGEM

TAXIAMENTO E ESTACIONAMENTO

DEMAIS ESPAÇOS DA FEIRA

Notícia formulada em 02.04.2017

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.