VOANDO COM A LATAM BRASIL (SCL/GIG)

– no meio do ano de 2017, parei para analisar com cuidado a minha situação no Programa Fidelidade da LATAM AIRLINES para conferir como estava a perspectiva de manutenção do meu cartão da categoria BLACK para o ano de 2018; e a conclusão foi preocupante: eu estava muito longe; por isso, tive que fazer um planejamento de voos com as companhias que compõem o Grupo LATAM até 31.12.2017 (isto é chamado de “mileage run“)

– para explicar melhor, de acordo com as regras do Programa Fidelidade, o status BLACK pode ser garantido de 03 formas: (1) acúmulo de 100.000 pontos Elite em voos da LATAM ou companhias parceiras da aliança ONE WORLD, (2) completar 100 trechos voando com a LATAM e (3) acúmulo de 60.000 pontos Elite em voos da LATAM ou companhias parceiras da aliança ONE WORLD + 06 trechos voados em cabine superior em voos da LATAM; eu estava perseguindo preencher as condições da Regra 3

Regras do Programa Fidelidade para qualificação nas categorias

– por conta disso, comprei uma passagem para viajar no final de outubro de 2017 em classe superior em voos do Rio de Janeiro para Santiago no Chile, cidades distantes por 1.826 milhas (um pouco menos de 3.000 quilômetros) e de lá para Bogotá na Colômbia, pagando cerca de R$ 3.000,00; com isso, faria 04 dos 06 trechos necessários para um dos critérios da Regra 3

– os voos entre o Brasil e Chile (com 04 horas de duração) seriam feitos na classe Premium Economy no Airbus A320 e os trechos entre Chile e Colômbia (com 06 horas de duração) seriam feitos a bordo da classe Premium Business do Boeing 787-8; para evitar exageros, os voos da ida foram descartados, somente as avaliações dos voos da volta seriam produzidas; neste post, compartilho a jornada entre Santiago e Rio de Janeiro

A CHEGADA EM SANTIAGO

– cheguei em Santiago/SCL vindo de Bogotá/BOG no Boeing 787-8 de prefixo CC-BBG (confira AQUI a avaliação completa deste voo) no horário previsto (um pouco antes das 07:00h)

Boeing 787-8 prefixo CC-BBG em Bogotá

Pouso em Santiago/SCL

Pouso em Santiago/SCL

– no balcão de conexão da LATAM, tentei antecipar o meu voo marcado para 13:20h, pois a companhia tem um voo que parte da capital chilena às 08:05h para a Cidade Maravilhosa; a atendente até teve boa vontade, principalmente pelo fato de eu não ter mala despachada, mas infelizmente, segundo ela, a classe Premium Economy estava lotada, só tinha vaga na Econômica; portanto, o meu destino era ficar algumas horas no VIP Lounge que a LATAM possui neste Aeroporto 

A SALA VIP DA LATAM EM SANTIAGO

– a sinalização da localização da Sala VIP da LATAM é falha e desencontrada:as placas indicativas levam aos espaços das outras companhias aéreas; fiquei alguns minutos rodando pela área de embarque e desisti de me virar sozinho e pedi ajuda a um funcionário do aeroporto, que me deu o “caminho das pedras”: o elevador de acesso ficava dentro da enorme loja de Free Shop; depois de subir para o andar superior, cheguei lá por volta de 07:15h

Elevador de acesso à Sala VIP da LATAM

Entrada da Sala VIP da LATAM

– eu adoro este Lounge: o espaço é enorme e aconchegante, com vários ambientes para satisfazer e atender a públicos diversos, além de muito boas opções de bebidas e comidas 

Sala Vip da LATAM em Santiago

Sala Vip da LATAM em Santiago

Sala Vip da LATAM em Santiago

– ainda na recepção, já fui logo pedindo para fazer a minha “prioridade” em Salas VIPs: tomar banho; e nesta Sala em especial a experiência é ainda melhor, pois a LATAM oferece uma necessaire da grife italiana Salvatore Ferragamo (a mesma entregue nos voos aos passageiros da classe Premium Business); o chuveiro era forte e as toalhas limpas e confortáveis; foi ótimo 

Sala de Banho – Sala VIP LATAM – Santiago

Sala de Banho – Sala VIP LATAM – Santiago

– o buffet é variado e as opções mudam de acordo com o horário: mais cedo, itens de café da manhã (pães, frios iogurte e cereais) predominavam, mas a partir das 11:00h, itens de almoço foram servidos (saladas, salgados e sobremesa)

Buffet – Sala VIP LATAM – Santiago

– a quantidade e variedade de bebidas é outro diferencial deste VIP Lounge da LATAM; o vinho branco e o espumante ficam depositados em um grande balde de gelo em cima de uma bancada, junto com nuts

Buffet – Sala VIP LATAM – Santiago

– no 2º andar, a estrutura do andar inferior é replicada, mas tem um diferencial: grandes janelas com visão privilegiada do pátio de manobras; já publiquei um post específico com a seleção de fotos de aeronaves da LATAM, GOL, AVIANCA, QANTAS, IBERIA, AIR FRANCE, BRITISH AIRWAYS, UNITED AIRLINES, DELTA AIRLINES, SKY, FLY SMART enAERO DESIERTO (confira AQUI); estes são alguns exemplos 

Boeing 747-400 da QANTAS

Boeing 737-800 da Aerolineas Argentinas

Boeing 787-8 + Boeing 767-300ER da LATAM

Boeing 787-8 da BRITISH AIRWAYS

Airbus A340 da IBERIA

Boeing 767-300 da DELTA + Boeing 767-300 da UNITED

– uma das aeronaves que fotografei foi justamente o Airbus A320 da LATAM que me levaria até o Rio de Janeiro, chegando em Santiago procedente de Guarulhos/GRU 

Airbus A320 da LATAM

Airbus A320 da LATAM

O EMBARQUE NO AIRBUS A320

– mesmo antes do anúncio que é feito pelo sistema de som na VIP Lounge, resolvi partir às 12:50h; foram apenas 05 minutos de caminhada até o Portão 18A, onde seria feito o embarque do voo JJ8137

– o aeroporto é muito bem sinalizado com relação à localização dos Portões de Embarque, são muitas placas, a comunicação é ostensiva e o teto baixo facilita 

Corredor – Área de Embarque – Aer. de Santiago

Corredor – Área de Embarque – Aer. de Santiago

– quem quiser fazer aquela comprinha de última hora, o Free Shop é grande, tem de tudo; além disso, algumas outras lojas estão instaladas na área de embarque

Free Shop – Aer. de Santiago

Lojas – Área de Embarque – Aer. de Santiago

– quando cheguei no Gate 18A, o embarque já tinha sido iniciado: as prioridades por lei e famílias com crianças já tinham embarcado, mas os passageiros com “credenciais” de classe Executiva e status premium do Programa Fidelidade ainda não 

Área do Portão 18 – Aer. Santiago

Fila para embarque – Voo JJ8137

Monitor – Portão 18 – Voo JJ8137

Airbus A320 da LATAM – Voo JJ8137

Airbus A320 da LATAM – Voo JJ8137

Airbus A320 da LATAM – Voo JJ8137

– na verdade, ninguém tinha entrado ainda na aeronave, todos estavam em “fila indiana” no túnel de acesso, que estava escuro e abafado; ficamos parados ali, até 13:10h, quando finalmente os passageiros foram liberados a buscar seus lugares 

Finger: escuro e quente

Embarque no A320 da LATAM

– o Airbus A320 escalado para esta jornada até o Brasil tinha o prefixo PR-TYG, foi entregue à TAM em novembro de 2013; a estrutura da cabine era a tradicional 3 x 3 (três poltrona de cada lado) e estava muito bem preservada pela companhia; a capacidade desta aeronave é de 174 passageiros e neste voo a ocupação era de 90%

– mesmo antes de acomodar minha bagagem, percebi que a classe superior deste avião era um pouco improvisada: não tinha nenhuma diferença na identificação dos encostos de cabeça, nem aquela mesinha que é colocada no assento do meio para que os passageiros apoiem objetos; mas tinha aquela cortina que fica instalada entre as fileiras 3 e 4 e que fica fechada durante o voo

Inside – Premium Economy – A320 – LATAM

Inside – Premium Economy – A320 – LATAM

– o meu assento era o 3A, uma janela do lado esquerdo do Airbus, na última fileira da classe Premium Economy; os 12 assentos estavam ocupados, lotação máxima neste voo 

Assento 3A – A320 da LATAM

Visão do passageiro – Assento 3A – A320 da LATAM

em cima de cada assento Premium, uma manta marrom claro e um travesseiro pequeno (parecia aqueles de berço de um bebê) estavam disponíveis 

– o voo estava muito cheio e o embarque estava sendo lento, pedi um copo de água, que foi servido rapidamente em um copo de plástico; não foi oferecido welcome drink ou nuts antes da partida

Bebida servida antes do embarque: água em copo de plástico

– uma tomada fica escondida embaixo do braço da poltrona, portanto, são apenas 02 em cada conjunto de 03 poltronas; na Premium Economy isto não é problema, afinal, somente 02 passageiros sentam, mas na classe Econômica, pode dar confusão entre os 03 passageiros; não há sistema de Wi-Fi a bordo para que os passageiros acessem a Internet durante o voo (a LATAM já anunciou que vai instalar ao longo de 2018 nas suas aeronaves)

Tomada universal no A320 da LATAM

– ainda antes da partida, o comissário fez a entrega da pequena e simples necessaire, com um sacolão para guardar os sapatos, um par de meias, um tapa-olho, protetor auricular e uma caneta

Necessaire da Premium Economy – LATAM

Necessaire da Premium Economy – LATAM

– o espaço para as pernas era bem razoável, sendo possível até cruzar as pernas; a inclinação da poltrona era um pouco maior do que o normal

Espaço para pernas na Premium Economy do A320

Espaço para pernas na Premium Economy do A320

Ângulo da reclinamento do assento – A320

– eram 13:35h quando o Comandante Reinaldo fez os tradicionais anúncios pelo sistema de áudio: previsão de duração do voo de 03 horas e 40 minutos, boas  condições meteorológicas em rota, pegaríamos 34 graus de temperatura no Rio de Janeiro, onde deveríamos ter chuva no momento da nossa chegada; ao final, informou ainda que o A320 estava sofrendo uma manutenção e que não tínhamos previsão para nossa partida 

– logo depois, o Chefe de Cabine começou um processo de “cantar” o cardápio para cada passageiro, pois não tinha o menu impresso para ser distribuído; ele se limitava a oferecer “peixe ou carne” para o prato principal e “frutas ou cheesecake” para sobremesa, sem informar nada sobre os acompanhamentos dos pratos; a simpática senhora do corredor ao meu lado escolheu a carne; eu fiz uma cara de “problema” e informei que não comia peixe…ele falou que ia confirmar se conseguia mais um prato de carne para mim, mas a minha “amiga” se dispôs prontamente a mudar a escolha dela; ele não voltou mais para dar satisfação sobre qual solução ele ia dar para o “impasse”; mais uma vez, a “Maldição da Última Fileira” se fez presente…

– às 13:45h recebi um SMS da LATAM preocupante: o texto dizia que nova atualização sobre o atraso do voo seria feita somente às 14:50h

– eram 13:50h quando Comandante fez novo anúncio: eram necessários mais 15 minutos segundo a equipe técnica para que a aeronave fosse liberada para o voo; a sede bateu de novo e acionei o botão de chamada da tripulação….mas fui ignorado por pelo menos 05 minutos, até que eu conseguisse pedir mais um copo de água 

– o Piloto fez novo anúncio às 14:10h: em função da espera, seria necessário “encher o tanque” do A320 de novo, pois parte do combustivel tinha sido consumido; finalmente, as portas foram fechadas às 14:16h e o finger foi desacoplado do avião  logo em seguida

Finger desacoplado, hora de partir

O VOO PARA O RIO DE JANEIRO 

– o pushback foi iniciado às 14:20h, portanto, partíamos com um significativo atraso de 70 minutos; as instruções de segurança foram demonstradas por meio dos monitores coletivos (para as 03 fileiras da Premium, o único monitor era aquele instalado em cima da 1ª fileira; o mesmo vídeo “animadinho” que já tinha visto nas últimas viagens com a LATAM

Instruções de segurança no monitor coletivo

Instruções de segurança no monitor coletivo

– durante o taxiamento, cruzamos com de aeronaves da LATAM perfiladas, um Boeing 787-8 da AMERICANAIRLINES, um Airbus A320 da SKY (a 2ª maior companhia aérea chilena) e com aeronaves militares 

Aeronaves da LATAM no pátio de Santiago

Boeing 787-8 da American em Santiago

Airbus A320 da SKY em Santiago

Base da Aeronáutica – Aeroporto de Santiago

– alinhamos na cabeceira da pista 17L (que tem 3.748 metros de extensão) às 14:35h e aceleramos por 39 segundos para que os 02 motores CFM56 tirassem o A320 do chão 

Alinhamento na cabeceira 17L de SCL

– a região nos arredores de Santiago é linda, a asa esquerda com winglets combinava muito bem com o cenário; ao fundo, a Cordilheira dos Andes e suas montanhas cobertas de neve complementavam uma linda vista pela janela

Primeiros minutos do voo SCL-GIG – A320

Primeiros minutos do voo SCL-GIG – A320

Primeiros minutos do voo SCL-GIG – A320

Primeiros minutos do voo SCL-GIG – A320

Primeiros minutos do voo SCL-GIG – A320

Primeiros minutos do voo SCL-GIG – A320

– em poucos minutos, já estávamos cruzando a Cordilheira, por isso o sinal de apertar cintos continuava ligado; para os brasileiros, ver neve é algo sempre prazeroso 

Cruzando a Cordilheira dos Andes – A320 da LATAM

Cruzando a Cordilheira dos Andes – A320 da LATAM

Cruzando a Cordilheira dos Andes – A320 da LATAM

Cruzando a Cordilheira dos Andes – A320 da LATAM

– fiz um vídeo durante a passagem pela Cordilheira, que está lá no canal do YouTube do Voando e Avaliando, confira clicando abaixo:

– o serviço de bordo foi iniciado às 15:20h, eu estava bastante curioso sobre qual foi a solução encontrada para o meu prato do almoço…o Chefe de Cabine fazia sozinho o atendimento da “galera” da Premium Economy, servindo cada passageiro individualmente 

– finalmente, às 15:40h chegou a minha vez de ser servido: fiquei aliviado de ver a carne no meu prato! E para a minha “amiga” também! Não sei qual milagre o Comissário fez….para acompanhar, pedi o vinho chileno branco (muito bem servido em copo de vidro) e água com gás 

Serviço de Bordo – Premium Economy – LATAM

Vinho branco argentino + Água com gás

– a salada estava deliciosa: folhas verdes, ovos de codorna e bacon frito; a garrafinha de azeite misturado com aceto balsâmico funciona bem e traz sabor 

– não tive como deixar de reparar que o pedaço de carne do prato principal estava  “nadando” em água e gordura, o que trazia um aspecto horroroso à refeição; mas estava saborosa, bem passada do jeito que gosto, mas será que agrada a todos!? 

Prato principal – Carne – Premium Economy LATAM

Prato principal – Carne – Premium Economy LATAM

não consegui “adivinhar” o que era o acompanhamento e a falta de um menu impresso tornava a tarefa impossível; era um combinado de legumes, batatas e carne moída; os talheres eram de aço inox com a marca antiga da TAM

– o pão foi oferecido em um cesta, com pequena variedade; escolhi o integral, que foi servido quentinho; na sobremesa, as frutas eram: 03 morangos, 02 pedaços de pera, 01 pedaços de de maçã e 02 fatias de abacaxi, todos frescos e doces

Sobremesa – Premium Economy da LATAM

– a água que me foi servida tinha um gosto muito adocicado e diferente, fiquei curioso e perguntei ao Comissário qual era a marca: a resposta foi “tônica Schweppes“, ou seja, era refrigerante, não era água com gás !

– olhando para a fileira de trás, vi que o serviço de bordo da Econômica era um sandubão de pão preto, com torta de chocolate de sobremesa; além disso, cerveja Heineken era oferecida 

– no compartimento superior da poltrona da frente a LATAM coloca: cartão com as instruções de segurança, revista de bordo “VAMOS”, revista LATAM TRAVEL (a agência de viagens da companhia) e o catálogo do Duty Free 

– o voo estava muito tranquilo e resolvi testar a plataforma Latam Entertainment, conectando o celular na função Wi-Fi; bem interessante, permite acesso ao mapa do voo e muito conteúdo; mas quem não tem o aplicativo específico instalado previamente não consegue assistir a maioria dos filmes e séries, somente parte do conteúdo está disponível pelo navegador; além disso, eu estava sem fone de ouvido

– olhando pela janela nesta altura do voo, vi grandes plantações lá embaixo, além de um leito de um grande rio ao fundo 

– o vinho chileno era realmente muito bom, pedi mais um “refil”; o Comissário informou que tinha acabado, mas que ia confirmar se tinha mais lá na classe Econômica, mas os vinhos não são os mesmos! 

– olhando para os monitores coletivos, percebi que estávamos passando perto de Curitiba, a mais de 10.500 metros de altitude e voando a mais de 900km/h

Mapa do voo: monitores coletivos – A320

Mapa do voo: monitores coletivos – A320

– fui ao banheiro da parte dianteira do A320 para escovar os dentes e a situação era trágica: não tinha papel higiênico nem toalha de papel e muito menos aqueles lencinhos umedecidos; fiquei na dúvida, estávamos no Estádio do Maracanã em final de campeonato de futebol ou no voo da LATAM?!?!?! Lamentável

Pia do banheiro – A320 – LATAM

Banheiro sem papel higiênico – LATAM

Banheiro sem toalha de papel – LATAM

– antes de voltar para o meu assento, depois da péssima experiência no toalete, aproveitei para tirar foto da “cozinha” do Airbus

– o procedimento de descida para pouso no Galeão foi iniciado às 18:45h; pegamos muita turbulência nesta aproximação, com muitas nuvens carregadas; o aviso da Cabine de Comando de “tripulação, preparar para o pouso” foi feito às 19:00h

– o trem de pouso do Airbus foi armado e travado às 19:07h, fizemos a aproximação para pista 15 do GIG (que tem 3.180 metros de extensão e fica paralela à via expressa Linha Vermelha) e pousamos de forma segura às 19:10h

Aproximação para pouso no GIG – A320

Aproximação para pouso no GIG – A320

Aproximação para pouso no GIG – A320

Aproximação para pouso no GIG – A320

Aproximação para pouso no GIG – A320

Pouso na pista 15 do GIG – A320

encerrando este voo entre Brasil e Chile, eram 19:13h quando encostamos no Terminal 3 de passageiros do Galeão, ao lado de um Airbus A330 da DELTA AIRLINES, sendo preparado para mais uma jornada até Atlanta/ATL

Airbus A330 da DELTA no Galeão/GIG

Equipe de solo pronta para “calçar” o A320

– apesar de várias pontes de embarque vazias, o A320 da LATAM parou no extremo do terminal de passageiros do GIG, no portão mais longe possível, obrigando todos a uma longa caminhada, algo inexplicável

– foi rápido passar pelo controle de passaporte na Polícia Federal (o sistema de catraca eletrônica funciona bem); em função do longo trajeto, quando passei pela Esteira 03, as malas do voo procedente de Santiago estavam “rodando”

– antes da saída, a passagem pela colorida e enorme loja do Free Shop do Aeroporto Internacional Antonio Carlos – Galeão/GIG é obrigatóra

Loja do Free Shop no Galeão

Loja do Free Shop no Galeão

Loja do Free Shop no Galeão

AVALIAÇÃO GERAL: o preço pago para fazer 04 voos em classe superior um total de 20 horas teve uma boa relação custo-benefício; Aeroporto de Santiago não é nenhuma maravilha, mas é muito funcional; apesar de boa sinalização para os portões de embarque, há falhas para a indicação da localização da Sala VIP da LATAM; a loja do Free Shop é grande e com boa variedade de produtos; o VIP Lounge é excelente, um dos melhores que já passei mundo afora; o banho tomado foi revigorante, depois de um voo noturno vindo de Bogotá; o buffet é variado e de acordo com a hora do dia; as boas opções de bebidas é outro ponto positivo; a sessão de fotos dos aeronaves taxiando pela pista de SCL foi ótima, rendeu bons registros de aeronaves de todos os portes; o voo saiu com atraso em direção ao Rio de Janeiro (mais de uma hora), o que não pode ser ignorado; o A320 é uma ótima aeronave para voos de curta e média duração, mas não é uma boa opção paro oferecer um serviço mais diferenciado, a LATAM fez certo e agiu com “honestidade” em diferenciar as classes Premium Economy (nas aeronaves de corredor único) e Premium Business (nos aviões de fuselagem larga); o serviço de bordo foi de altos e baixos, a salada e o vinho branco (antes de acabar) estavam ótimos, mas o welcome drink resumido a um copo de água em cópo plástico, a confusão acerca da disponibilidade do prato de carne e a péssima aparência dele prejudicaram muito a avaliação deste quesito; a atitude da tripulação, infelizmente, foi mais um ponto negativo, com alguns erros básicos (água é água, tônica é tônica!) e pouca prontidão

1 responder
  1. Héctor Valenzuela
    Héctor Valenzuela says:

    Eu foi para Chile em abril de 2017 , foi tratado como lixo pela LAN , simplesmente foi tratado como marginal , fiz a reclamação nas nada de responder , cheguei a Santiago as 01:45 foi para um hotel já que tinha conexão para Concepción as 08:40 , na voltando hotel nós encontramos com uma mega operação da polícia chilena com mortes e mais , cheguei 50 min antes do vôo mais me fizeram que não podia despachar bagagem porque já estava fechado , o pessoal da lanterna no Chile me diz o sr vai no embarque e explica para o pessoal de lá , mas para minha surpresa o pessoal me diz ” o problema é seu ” e tive que pagar o LAN cargo que é uma nota .
    Para mim Lan é uma porcaria , com eles não tem conversa .

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *