VIRGIN ATLANTIC NO BRASIL

Teremos um novo (e lindo) avião britânico chegando todos os dias no Brasil a partir de março de 2020. Confira abaixo os detalhes desta novidade.

A VIRGIN ATLANTIC

A VIRGIN ATLANTIC foi criada em 1984 e sempre teve sua identidade associada ao milionário Richard Branson. Atualmente, possui uma relação próxima com a DELTA AIRLINES, que possui 49% de seu controle acionário, e com o grupo AIR FRANCE-KLM, que possui outros 31% das ações, parceiras na aliança global SKY TEAM.

Atualmente, a malha da VIRGIN ATLANTIC inclui 04 destinos na Europa, 09 nos Estados Unidos, 05 na Ásia, 07 na América Central e 02 na África.

A frota da companhia é formada unicamente por aeronaves de grande porte (wide bodies): Airbus A330 (com 14 unidades), Airbus A340-600 (com 05 unidades), Boeing 787-9 (com 17 unidades) Boeing 747-400 (com 08 unidades) e os novíssimos Airbus A350 (apenas 02 unidades).

Airbus A330 pousando em Londres
A340 da Virgin Atlantic no Aer. de Nova York
Boeing 747-400 da Virgin Atlantic no Aer. de Orlando
Boeing 787-9 pousando em Londres

Nos dias atuais, a marca “Virgin” também é utilizada por companhia aérea com base no Novo Continente: a VIRGIN AUSTRALIA opera uma frota de Airbus A330, Boeing 737 e Boeing 777 com voos para vários destinos dentro da Austrália e, também, internacionais (Los Angeles é o destaque), além de um “braço” regional que utiliza o Airbus A320, o Fokker 100 e o turbo-hélice ATR.

B777 da Virgin Australia no Aer. de Los Angeles
B737 da Virgin Australia pousando em Sydney
ATR da Virgin Australia no Aer. de Sydney

Na Volta ao Mundo de 2017, voei e a avaliei a VIRGIN AUTRALIA, saindo de Melbourne com destino a Sydney a bordo de um Boeing 737-800 (confira AQUI como foi esta experiência em classe Econômica).

Embarque no B737 da Virgin Australia em Melbourne
Inside Cabin do B737 da Virgin Australia

Até um passado recente, existia uma outra companhia com o mesmo tipo de licença de marca, desta vez nos Estados Unidos: era a VIRGIN AMERICA, que foi criada em 2007, operava uma expressiva frota de aviões de corredor único fabricados pela Airbus e que foi comprada pela ALASKA AIRLINES, um processo que foi iniciado em 2016 e concluído somente em 2018.

A320 da Virgin America pousando em Los Angeles
B737 da Alaska Airlines pousando em Los Angeles

OS VOOS PARA O BRASIL

A rota a ser inaugurada pela VIRGIN ATLANTIC será London Heathrow/LHR x Guarulhos/GRU e será operada diariamente a partir de 29 de março de 2020, de acordo com os seguintes horários:

– da Europa para Guarulhos: o voo VS197 vai decolar às 22:30h com chegada prevista para 06:25h

– de Guarulhos para a Europa: o voo VS198 vai partir às 16:25h com pouso previsto para 07:50h

Os voos serão operados pelo belíssimo Boeing 787-9 com capacidade para levar até 258 passageiros e que está configurado com 04 classes de serviço: são 31 assentos na classe Executiva (“Upper Class“), 35 na Premium, 36 na Economy Delight and 156 na Economy.

Boeing 787-9 pousando em Londres

Em 04 de setembro de 2019, foi anunciado um acordo de code-share entre VIRGIN ATLANTIC e GOL para que passageiros vindos de Londres possam chegar a 37 destinos brasileiros por meio da malha da companhia brasileira. Foi comunicado também (sem maiores detalhes) que, futuramente, o acordo vai ser estendido para os voos da GOL para Argentina, Chile e Uruguai.

B737 da Gol no Aer. de Brasília

Estes 37 destinos estão indicados em um mapa que está divulgado no site da VIRGIN ATLANTIC. As maiores cidades brasileiras foram incluídas no acordo: Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Curitiba, Brasília, Porto Alegre, Salvador, Recife, Fortaleza e Manaus.

Mapa disponível no site da Virgin Atlantic – Acordo com a Gol

Foi anunciado também que as companhias estão negociando os termos para que seja possível no futuro o compartilhamento dos benefícios entre os programas de fidelização das companhias: o Flying Club da VIRGIN ATLANTIC e Progama Smiles da GOL. Com isso, cria-se a firme expectativa de que a companhia inglesa se torne a 20ª parceira do Programa.

As passagens começaram a ser vendidas hoje (3ª feira – 10.09.2019). A consulta no site da companhia britânica indica que os preços ofertados para o voo inaugural estão caros e um pouco fora da realidade: ida (29.03.2020, que será operado em horário diferenciado) e volta (20.04.2020) por mais de 1.100 pounds (cerca de R$ 5.800,00!!) na tarifa mais barata (Economy Light, sem direito a despachar bagagem).

Preço do voo inaugural – 29 de março de 2020
Detalhes das tarifas – Classe Econômica
Preço do voo de volta – 20 de abril de 2020
Detalhes das tarifas – Classe Econômica

A CONCORRÊNCIA

A VIRGIN ATLANTIC vai concorrer diretamente com a LATAM BRASIL (que coloca o Boeing 777-300ER) e com a BRITISH AIRWAYS (que também usa o Boeing 777-300ER nesta rota), que já operam voos diários entre Londres e Guarulhos.

Boeing 777-300ER da LATAM BRASIL pousando em Londres
Boeing 777-300ER da British Airways pousando em Londres

Além disso, considerando uma perspecitva do mercado Brasil-Inglaterra, há mais uma concorrente: a companhia low-cost NORWEGIAN (que não tem acordos de code-share por aqui) está voando de London Gatwick/LGW para o Rio de Janeiro/GIG com o Boeing 787-9 com 04 voos semanais.

Boeing 787-9 da Norwegian pousando em Barcelona
Boeing 787-9 da Norwegian pousando em Barcelona

E aí, você acha que a VIRGIN ATLANTIC vai ter sucesso nesta iniciativa de expandir seus negócios para o Brasil?

Bons voos!

V&A

Notícia formulada em 10 de setembro de 2019

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.