Divulgada a nova marca do Grupo LATAM

No 2º semestre de 2015, o Grupo LATAM (criado em 2012) divulgou a nova identidade visual que seria adotada quando a efetiva união das companhias TAM (Brasil) e LAN (que operava no Chile, Argentina, Colômbia, Equador e Peru) fosse concluída.

Em maio de 2016, finalmente o projeto de fusão começou a ser implementado, a nova logomarca passou a ser utilizada em todas as peças de comunicação das companhias, o site da Internet foi unificado e todos os processos de atendimento também.

A frota de centenas de aeronaves será pintada de forma gradual e as novas aeronaves da Boeing e Airbus serão entregues com a nova pintura. A processo de pintura de cada avião leva em média 10 dias e são utilizados cerca de 500 litros de tinta e verniz.

E aí, gostou da nova pintura? Eu, infelizmente, não consegui perceber nenhum traço de conexão da nova marca com a história da TAM no Brasil…

Resgatei as 02 marcas anteriormente utilizadas pela TAM para recordar a evolução da identidade visual, comparando com a que está sendo adotada pela LATAM:

A EVOLUÇÃO DA PINTURA GERAL DAS AERONAVES

IDENTIDADE VISUAL DOS ANOS 90

IDENTIDADE VISUAL DOS ANOS 2000

IDENTIDADE VISUAL A PARTIR DE MAIO DE 2016

Notícia publicada em maio/16 e atualizada em outubro/16
4 respostas
  1. Victor Nolêto
    Victor Nolêto says:

    Eu acredito que a pintura da década de 90 foi a última “Brasileira” da Tam, ainda trazendo as cores verde e amarela. A partir da nova pintura (antes da Latam), já sem o verde e amarelo, já ficou menos “brasileiro”, por isso não vi muita diferença em relação a atual, e a da LATAM. Acredito que a LATAM poderia fazer outros detalhes, dependo do país, além da bandeira nacional, poderia ficar legal. #SaudadesDaEternaVARIG

    Responder
    • Cadu Franco
      Cadu Franco says:

      Victor, obrigado pelo seus comentários. Eu também prefiro a pintura dos anos 90, clássica. A nova identidade visual explora o fato que a LATAM é o maior conglomerado de aviação comercial da América do Sul, o que faz com que ocorra perda com as identidades nacionais. Imagino que no Chile o sentimento deva ser o mesmo…Bons voos! V&A

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.