VOANDO COM A LUFTHANSA (GIG/FRA)

– como já tive a oportunidade de registrar em outro post, geralmente, eu consigo tirar folgas depois do Carnaval; e tradicionalmente, dedico este feriado prolongado para viajar com a “patroa” ou com a família; sendo mais de uma semana, sempre programei viagens internacionais, com muito planejamento e bom gerenciamento de pontos/milhas

– neste ano viajaria somente com a esposa, decidimos que deixaríamos as crianças com as avós e nos programamos para conhecer mais um paradisíaco destino: ILHAS SEYCHELLES, um arquipélago perto de Madagascar no Oceano Índico e que ficou ainda mais famoso depois que o Príncipe William e Kate Middleton (Duque e Duquesa de Cambridge) passaram a Lua de Mel por lá. São 115 ilhas, mas em somente 02 delas há aeroportos: Mahe e Praslin, que estão distantes por 27 milhas (cerca de 40 quilômetros).

– a jornada da ida seria longa (foram mais de 17.000 quilômetros voados), mas, felizmente, todos os voos seriam feitos em classe Executiva:

(1) no sábado de carnaval, sairíamos do Rio de Janeiro com destino a Frankfurt/Alemanha, com a LUFTHANSA

(2) depois de uma conexão longa, com possibilidade de passear no centro da cidade alemã, embarcaríamos com destino a Istambul/Turquia com a TURKISH AIRLINES

(3) a conexão na maior cidade turca seria de menos de 03 horas, onde poderíamos desfrutar o excelente VIP Lounge da TURKISH para depois embarcar com destino a Mahe/Ilhas Seychelles

– esta é a avaliação do primeiro voo, entre Brasil e Alemanha; foram 5.932 milhas (cerca de 9.550 quilômetros) voados entre a Cidade Maravilhosa e principal cidade do país europeu, cruzando o Oceano Atlântico

A COMPRA DA PASSAGEM

– durante o 1º semestre de 2018, eu aproveitei uma série de promoções para acumular pontos no Programa Amigo da AVIANCA BRASIL; comprei alguns produtos em lojas de tênis on line, outros em lojas de departamentos e transferi pontos acumulados em programas de cartões de crédito; além disso, fiz muitas viagens de trabalho voando nos Airbus A318 e A319 entre Rio e Brasília

– no mês de junho, eu já tinha acumulado um bom número de pontos e comecei a programar a viagem do Carnaval de 2019, portanto, com bastante antecedência (cerca de 08 meses); o debate com a patroa e a análise da tabela que a AVIANCA BRASIL adotava na época para a emissão de passagens com as parceiras da aliança global STAR ALLIANCE me levou à ideia de visitar as Ilhas Seychelles

– em classe Executiva, eu precisava de 60.000 pontos (por pessoa) para sair do Brasil e ir para a região sul da África (área na qual as Ilhas Seychelles estão incluídas); para voar na classe Econômica seriam 40.000 pontos e em Primeira Classe seriam 80.000 pontos

Tabela antiga de pontos para emissão Star Alliance

Tabela antiga de pontos para emissão Star Alliance

– a pesquisa no site da AVIANCA BRASIL indicou uma única opção de combinação de voos, com 02 conexões, uma na Alemanha e outra na Turquia; do Rio para Frankfurt o voo seria operado pelo clássico Boeing 747-400 da LUFTHANSA e os 02 voos restantes seriam feitos no Airbus A330 da TURKISH AIRLINES

Detalhes dos voos entre Brasil e Ilhas Seychelles

– o valor das taxas de embarque foi bem razoável, afinal o ticket incluía 03 voos: R$ 266.87 (por pessoa); no processo de emissão de passagens na STAR ALLIANCE há sempre o risco da cobrança da tenebrosa “taxa de combustível” (YQ), geralmente em patamares elevados (~R$ 1.000,00), o que não foi caso, felizmente

Detalhes da taxa de embarque para os voos entre Brasil e Ilhas Seychelles

– como eu informei logo acima, fiz a emissão da passagem em junho de 2018 e foi uma decisão extremamente acertada, pois, em outubro de 2018, a AVIANCA BRASIL fez severas mudanças no Programa Amigo para emissão com as parceiras, quando a tabela de regiões e países foi extinta e uma nova forma de cálculo do número de pontos foi instituída tendo (em tese) como racional a distância voada em cada voo de um bilhete (portanto, voos com conexão seriam mais “caros”)

– a reclamação dos passageiros foi grande, pois a quantidade de pontos aumentou de forma vergonhosa e inexplicável; para se ter uma ideia, uma consulta feita no meio do mês de janeiro de 2019 para viagem no mês de setembro indicou que para o mesmo itinerário e para voar na classe Executiva são necessários agora 270.000 pontos, ou seja, 4,5 vezes mais!!! Surreal!!!!! E se a emissão fosse feita em classe Econômica, a AVIANCA BRASIL agora exige inacreditáveis 200.100 pontos!!!!!!

Tabela nova de pontos para emissão Star Alliance – Classe Executiva

Tabela nova de pontos para emissão Star Alliance – Classe Econômica

A ESCOLHA DOS ASSENTOS

– com o código recebido no meu e-mail, acessei o site da LUFTHANSA na Internet e consegui confirmar que estava tudo OK com nossa passagem, todos os voos estavam corretos e as informações dos passageiros registrados de forma certa

Confirmação de voos – Site da Lufthansa

– além disso, consegui fazer a reserva de assentos; eu consegui também fazer a escolha prévia dos lugares nos voos da TURKISH AIRLINES (o curioso é que este código não foi reconhecido no site da companhia turca); para o voo LH501 operado pela companhia alemã, havia disponibilidade de assentos juntos (14A e 14C) no deck superior (2º andar) do Jumbo (pelo menos foi o que eu interpretei do sistema de check-in da LUFTHANSA…); o mapa indicava que a cabine da classe Executiva tinha o esquema 2 x 3 x 2, semelhante ao Boeing 777-300ER da LATAM BRASIL, ou seja, os passageiros da janela e da poltrona do meio da região central não têm acesso ao corredor da aeronave

Reserva de assentos no deck superior

O AEROPORTO DO GALEÃO/GIG

– a decisão de viajar somente no sábado de Carnaval foi acertada: pedimos um Uber por volta de 16:30h e não pegamos trânsito no trajeto entre Copacabana e Ilha do Governador, onde fica o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro; com certeza, voar na 6ª feira é motivo de stress total, por conta do congestionamento decorrente da saída dos cariocas para a Região Serrana e Região dos Lagos; a LUFTHANSA atende aos seus passageiros na Seção C do Galeão, que fica mais à direita da área de atendimento deste terminal
Área de Check-in da Lufthansa no Galeão
não pegamos filas na área de check-in da companhia alemã dedicada aos passageiros da Business Class; o atendimento feito pela funcionária foi muito atencioso e rápido; as malas foram despachadas e ela deu esclarecimentos sobre qual Sala VIP poderíamos usar; aproveitei para confirmar que as malas seriam despachadas até o destino final – Ilhas Seychelles – e que poderíamos sair do aeroporto em Frankfurt durante a conexão: tudo afirmativo

Área de Check-in da Lufthansa no Galeão

Área de Check-in da Lufthansa no Galeão

Malas Despachadas – Lufthansa

– outra vantagem de voar naquele sábado foi o fato de pegarmos o aeroporto mais vazio: pegamos pouca fila no controle de raio-x e simplesmente nenhuma fila no controle de passaporte, usando as catracas eletrônicas, já que não estávamos viajando com menores de 18 anos

Embarque Internacional no Galeão

Embarque Internacional no Galeão

A SALA VIP DA STAR ALLIANCE
– a LUFTHANSA foi uma das companhias que fundou a aliança global STAR ALLIANCE, em maio de 1997 juntamente com a UNITED AIRLINES, SCANDINAVIAN AIRLINES, THAI AIRWAYS e AIR CANADA; a aliança tem salas VIP exclusivas em alguns aeroportos do mundo: São Paulo/GRU, Rio de Janeiro/GIG, Paris/CDG, Buenos Aires/EZE, Los Angeles/LAX, Roma/FCO, Amsterdam/AMS e Nagoya/NGO (Japão)

Entrada da Sala VIP Star Alliance em Guarulhos

Entrada da Sala VIP Star Alliance em Guarulhos

– eu já estive no Lounge da capital carioca localizado no 3º andar da área de embarque do Galeão por 02 vezes:
  • em maio de 2018, quando partia para Houston no 1º voo da Volta ao Mundo, voando com a UNITED AIRLINES para Houston (confira AQUI como foi), a bordo de um Boeing 767
  • em dezembro de 2018, quando partia para Lisboa, voando com a TAP PORTUGAL (confira AQUI como foi), a bordo de um Airbus A340
– quando chegamos lá, o espaço estava cheio, foi até difícil arrumar um lugar para sentar e apoiar nossas malas de mão; mas depois que os passageiros de um voo para Lisboa partiram, o Lounge ficou mais vazio
– vou resgatar o que já escrevi sobre esta Sala nas outras avaliações: o espaço não é grande, mas muito aconchegante: é  uma combinação de pequenos “cômodos”, o que aumenta a sensação de que se trata de um Lounge pequeno; os móveis são estilosos, com muito uso de madeira na estrutura; nas pequenas mesas, algumas tomadas estão instaladas para carregar equipamentos eletrônicos; pedras portuguesas são usadas para formar painéis nas paredes

Sala VIP da Star Alliance no Galeão

Sala VIP da Star Alliance no Galeão

Sala VIP da Star Alliance no Galeão

Sala VIP da Star Alliance no Galeão

O EMBARQUE NO BOEING 747-400
– partimos do Lounge por volta de 18:40h e a caminhada até o Portão C57 foi longa, é preciso passar por um longo corredor sem esteiras rolantes (no 2º andar desta área, elas estão instaladas) e, depois de chegar em uma parte mais central onde uma loja Duty Free está instalada, é preciso pegar à direita para alcançar a região dos portões C44 a C62 do Galeão

Área de Embarque do Terminal 2 do Galeão

Área de Embarque do Terminal 2 do Galeão

– depois de seguir à direita, é preciso enfrentar um novo e longo corredor, desta vez com esteiras rolantes instaladas; esta grande área do GIG estava praticamente deserta, pois tudo indicava que o voo da LUTHANSA para Frankfurt era o único que seria embarcado por ali; muitos lugares vazios em frente a portões de embarque sem aviões indicavam um cenário de escassez de voos a partir do maior aeroporto carioca; mais a frente, apenas 02 lojas estão instaladas, com pouco movimento

Área de Embarque do Terminal 2 do Galeão

Área de Embarque do Terminal 2 do Galeão

Área de Embarque do Terminal 2 do Galeão

– o Portão C57 fica no extremo desta área do Galeão, onde um grande número de passageiros aguardava nas muitas cadeiras que estão lá instaladas; o embarque foi anunciado às 18:51h, no exato momento em que chegávamos neste grande salão

Portão C57 no Terminal 2 do Galeão

Portão C57 no Terminal 2 do Galeão

Portão C57 no Terminal 2 do Galeão

– o Boeing 747-400 escalado para esta jornada até a Europa tinha o prefixo D-ABVO, tratava-se de uma máquina que sempre teve as cores da LUFTHANSA desde que foi entregue em maio de 1996, portanto, já são quase 23 anos em operação na frota da companhia alemã, que tem outras 12 unidades deste modelo de aeronave; ele ainda não foi repintado com a nova identidade visual anunciada em fevereiro de 2018

Boeing 747-400 da Lufthansa no Galeão

Boeing 747-400 da Lufthansa no Galeão

– o embarque dos passageiros da Business Class foi feito pela porta 1L do Jumbo, onde 02 sorridentes comissários nos recepcionaram, perguntando os nossos assentos e indicando que deveríamos pegar o 1º corredor da aeronave, seguindo a direita
– e aí veio a frustração: nós não viajaríamos no 2º andar do B747, estávamos sentados na última fileira da segunda sessão da classe Executiva, mas no 1º andar, bem perto da escada que dá acesso ao upper deck; analisando com calma depois da viagem, percebi que eu tinha cometido um erro de interpretação do sistema de reserva de assento da LUFTHANSA: eu achava que estava marcando lugar no andar de cima, mas eu estava equivocado, eu deveria ter reparado que a configuração 2 x 3 x 2 não era possível na 2º pavimento do Jumbo
– em cima das poltronas, que eram revestidos de tecido bege claro, já estavam disponíveis um travesseiro e um cobertor

Assento 14A da Business no B747 da Lufthansa

Assento 14A da Business no B747 da Lufthansa

Assentos 14A e 14C da Business no B747 da Lufthansa

Escada para Upper Deck – B747 da Lufthansa

– a necessarie estava depositada em uma pequena gaveta instalada abaixo do monitor de vídeo, junto com uma garrafa de água; parece um pequeno estojo de escola, de tecido azul escuro, com uma etiqueta indicando “Lufthansa Business Class”; em termos de produtos, tem o básico dos kit amenities, sem nenhum grande atrativo: escova/pasta de dente, protetor auricular, produtos L’Occitane, tapa-olhos e meias

Necessaire da Business da Lufthansa

Necessaire da Business da Lufthansa

– o Boeing 747 tem um formato da parte dianteira muito peculiar (afunilando), por isso, o esquema da cabine não é uniforme; no andar inferior do modelo “400” da LUFTHANSA, a classe Executiva tem uma configuração interessante: começa com 2 x 2, depois tem uma única fileira 2 x 1 x 2 e, finalmente, termina com 2 x 3 x 2 (ou seja, de forma semelhante ao Boeing 777-300ER da LATAM BRASIL); no deck superior, a configuração é única: 2 x 2

Seat Guru – Configuração da classe Executiva – Main Deck

Seat Guru – Configuração da classe Executiva – Upper Deck

– o voo estava completamento lotado na classe Executiva, os 67 assentos estavam ocupados neste voo partindo do Brasil com destino à Europa

Inside Cabin – Visão Geral do B747 da Lufthansa

Inside Cabin – Visão Geral do B747 da Lufthansa

Inside Cabin – Visão Geral do B747 da Lufthansa

Inside Cabin – Visão Geral do B747 Lufthansa

Inside Cabin – Visão Geral do B747 Lufthansa

– uma simpática Comissária se apresentou e, se esforçando para falar português, nos ofereceu o welcome drink: champagne ou caipirinha; escolhemos a bebida “borbulhante”, que foi servida em ótima temperatura 

Welcome Drink na Business da Lufthansa

– o menu do serviço de bordo foi distribuído logo depois; era completo, com dados detalhados de todas as refeições e bebidas que seriam servidas durante o voo; o texto estava exposto em 03 idiomas: alemão, inglês e português
– comecei a explorar a os acessórios da poltrona da Business Class da LUFTHANSA; são 02 portas USB instaladas no console central dos assentos, portanto, eu chegaria na Alemanha com o celular devidamente carregado

Porta USB – Business da Lufthansa

Porta USB – Business da Lufthansa

– as portas do Boeing 747-400 foram fechadas às 19:33h; pelo sistema de áudio da aeronave, a Chefe de Cabine informou que duração prevista de voo até a Alemanha era de 10 horas e 45 minutos ; ela falou em alemão primeiro, depois emendou em inglês; depois foi a vez de um Comissário de origem alemã fazer todo o speech em português , se esforçando muito para falar de forma clara as palavras em nosso idioma
– as instruções de segurança começaram a ser exibidas nos monitores individuais antes do pushback; o vídeo era “normal”, pois a LUFTHANSA não investiu na entrou na onda recente de conteúdo com animação; o vídeo é exibido 02 vezes: na primeira, o áudio é em alemão com legendas também em alemão e, depois, em português com legendas em inglês

Vídeo com Instruções de Segurança – Lufthansa

Vídeo com Instruções de Segurança – Lufthansa

Vídeo com Instruções de Segurança – Lufthansa

O VOO PARA FRANKFURT
– o procedimento de pushback do Jumbo foi iniciado às 19:44h, portanto, partiríamos com um pequeno atraso de 04 minutos; naquele momento, caía uma chuva leve na Cidade Maravilhosa; neste momento foi iniciada a exibição de um novo filme nos monitores para fornecer detalhes sobre o sistema de Wi-Fi a bordo, que permite que os passageiros fiquem conectados durante o voo

Informações sobre o Wi-fi a bordo

Informações sobre o Wi-fi a bordo

– o taxiamento pelas pistas de rodagem do Galeão lento, demoramos a chegar até a cabeceira da pista 10, a maior do GIG com 4.000 metros de extensão; os 04 motores General Electric – GE CF6 começaram a empurrar a Rainha dos Céus que nos levaria até Frankfurt às 20:06h e foram longos 46 segundos até que o gigantesco avião começasse a ganhar altitude
– apesar de nenhuma turbulência na fase inicial do voo, os avisos de apertar cintos foram apagados somente às 20:19h, e logo depois acionei o botão de chamada de comissário para dar olhada no meu monitor, que não estava funcionando; ela voltou e me disse que iria reiniciar o sistema, o que foi providencial, pois alguns segundos depois voltou a funcionar
– a LUFTHANSA distribui aos passageiros da classe Executiva a parte de cima de um pijama: de cor azul escura, da marca alemã van Saack e de tecido muito confortável

Pijama da Business da Lufthansa

– comecei a explorar o sistema de entretenimento: a tela tinha tamanho apenas razoável e a resolução baixa; logo escolhi o filme “First Man”, estrelado por Ryan Gosling, que tem como enredo principal a história do astronauta Neil Armstrong, o primeiro homem a pisar na lua

Sistema de Entretenimento – Opções de Conteúdo

Sistema de Entretenimento – Filme “First Man”

– o controle remoto fica escondido na parte de cima do braço central, é preciso levantar a tampa superior para alcançá-lo: de pequena dimensão, tem um pequeno “mouse” quadrado que é utilizado para a navegação pelos menus do sistema de vídeo; acho que este sistema pode ser muito ruim para pessoas com pouca habilidade manual; eu já tinha visto algo parecido no Airbus A330 da WAMOS AIR que me levou de Bogotá para Santiago do Chile (confira AQUI todos os detalhes deste voo feito em classe Executiva)

Controle Remoto – Sistema de Vídeo no B747 da Lufthansa

Controle Remoto – Sistema de Vídeo no B747 da Lufthansa

Controle Remoto – Sistema de Vídeo no B747 da Lufthansa

– o fone de ouvido era de ótima qualidade: da marca Bose que fica disponível em um compartimento do lado esquerdo da poltrona; ele fica preso por um fio e, portanto, a LUFTHANSA garante que os passageiros não o levem “de presente” ao final do voo

Fone de Ouvido da Business da Lufthansa

Fone de Ouvido da Business da Lufthansa

Fone de Ouvido da Business da Lufthansa

– as tradicionais toalhinhas quentes foram distribuídas por volta de 20:35h; a Comissária me chamou pelo sobrenome e falando um esforçado português e nos ofereceu um aperitivo: o casal de forma harmoniosa escolheu champagne (Castelnau, Brut Reserve) que foi servido em ótima temperatura e com potinhos de nuts frios

Bebidas do jantar na Business Lufthansa

Menu – Opção de Champagne – Business da Lufthansa

– a LUFTHANSA oferece ainda muitas opções de bebida alcoolica: 04 opções de cervejas alemãs (inclusive a Erdinger, que adoro) e 04 opções de vinho (02 brancos e 02 tintos), com destaque para um fabricado na Bulgária

Opções de Cervejas – Business da Lufthansa

– eram 03 opções de entrada (1- rodela de carne assada com salda de trigo, cevada e soja, com molho crioulo, 2- salmão pochê, juliana de funcho marinado, tomate uva doce e gomos de laranja e 3- palmito assado com mousse de tomate e purê de ervilhas tortas) e também 03 opções de prato principal (1- filé a doré com molho balsâmico, abóbora e bastonetes de cenouras assadas, raiz de cebolinha verde grelhada com batatinhas assadas, 2- filé de pirarucu à doré com manteira de pimenta rosa, brócolis sauté, meio tomate uva, castanhas-do-pará lascadas e purê de banana-da-terra e 3- raviólis com queijo e manjericão com queijo parmesão ralado, molho cremoso de rúcula, concassée de tomate com salsa); além disso, uma salada fresca com tomate seco em juliana, cogumelos brancos e nozes picadas seria servida após a entrada

Opções de Entradas – Business da Lufthansa

Salada – Business da Lufthansa

Opções de Pratos Principais – Business da Lufthansa

– eram 21:05h quando a Comissária anotou o nosso pedido para o jantar, o que foi providencial, pois a fome já estava começando a me incomodar; ela informou que minha escolha de entrada (palmito) já tinha acabado (a maldição da última fileira se fez presente!!!!), por isso pedi a rodela de carne; a patroa escolheu o salmão pochê; para o prato principal, escolhi o filé e minha esposa o pirarucu e, dessa vez, a Tripulante indicou que houve uma mudança no cardápio, aquele prato não tinha embarcado e que a opção de “peixe” naquele voo era camarão
– enquanto aguardávamos o jantar ser servido, continuei vendo o filme, mas por volta de 21:30h meu monitor apagou de novo, acionei novamente a Comissária, que fez novo reset do sistema e minutos depois tudo voltou ao normal

Sistema de Vídeo Inoperante

– eram 21:35h quando o jantar começou a ser servido; quando o prato da minha entrada foi colocado na minha mesa, uma agradável surpresa: o prato de palmito; a Comissária tinha conseguido com a “cota” de uma Tripulante que atendia o outro lado do B747; estava simplesmente espetacular, um sabor delicioso; a patroa também gostou muito do salmão

Entrada do Jantar – Business da Lufthansa

Entrada do Jantar – Business da Lufthansa

Entrada do Jantar – Business da Lufthansa

– eram 21:45h quando a salada foi servida: de aparência mais simples, estava fresca e deliciosa, os cogumelos e o molho tinham um gosto maravilhoso 

Salada do Jantar – Business da Lufthansa

– perto das 22:00h, foi a vez de saborearmos o prato principal e, novamente, desta vez para a minha esposa, uma surpresa agradável: o filé de pirarucu foi servido, não sei qual foi o “milagre” que a Comissária fez, afinal, ela tinha informado que este prato não tinha sido carregado a bordo

Prato Principal do Jantar – Business da Lufthansa

Prato Principal do Jantar – Business da Lufthansa

– para sobremesa, a LUFTHANSA oferecia 1- queijos Cambember, Gruyère e parmesão, 2- torta cremosa de coco com limão e calda de manga e 3- frutas frescas; eu escolhi a torta, que foi servida às 22:20h, juntamente com a oferta de café, chá e digestivos: dispensei as bebidas quentes e pedi um copo de Bayles com gelo

Menu – Sobremesas – Business da Lufthansa

Sobremesa e Digestvo – Business da Lufthansa

– para finalizar o verdadeiro banquete que a LUFTHANSA tinha nos proporcionado, por voltar de 22:35h, a Comissário nos entregou um pacotinho de amêndoas cobertas com chocolate (que foram devoradas no dia seguinte durante a nossa conexão em Frankfurt)

Chocolate após jantar – Business da Lufthansa

– os talheres oferecidos pela LUFTHANSA eram de aço inox, com a logomarca da companhia alemã cravada nas extremidades

Talheres da Business da Lufthansa

– depois de saciar a fome, era hora de testar o sistema de conexão à Internet a bordo; a LUFTHANSA oferecia 03 tipos de pacotes:  7 euros (mais de R$ 30,00) indicado para utilização de aplicativos de mensagens, com velocidade de acesso limitada a 64kbps, ou seja, uma experiência de muitos anos atrás de Internet discada; para obter uma melhor condição de conectividade, os preços eram de 17 e 29 euros; achei tudo caro demais e decidi ficar “fora do ar” durante o voo
– olhando o catálogo de produtos do Free Shop a bordo da companhia alemã, vi que era oferecida uma miniatura da marca Herpa na escala 1/500 do Boeing 747-8 com a nova identidade visual da LUFTHANSA; o preço de 36 euros me fez desistir da ideia de comprar

Miniatura a venda no Free Shop a bordo

– eu já estava na parte final do filme e coloquei logo a poltrona na posição “cama”; os botões ficam bem localizados, na parte de cimafrontal do braço central, mas são extremamente sensíveis, coloquei o celular em cima deles alguns vezes e a regulagem do assento era acionada; apertando um único botão o assento reclina 180 graus rapidamente; o sono bateu forte, foi uma batalha ficar acordado para ver os últimos minutos do filme; segundos depois do “The End”, apaguei

Controle da Poltrona na Business da Lufthansa

Controle da Poltrona na Business da Lufthansa

– não coloquei o forro da poltrona oferecido pela LUFTHANSA, afinal, eu já estava deitado quando fui dormir; o travesseiro era de bom tamanho e não era muito mole, por isso, me serviu muito bem; o cobertor era bem confortável, me protegeu muito bem da temperatura baixa da cabine

Posição Cama na Business da Lufthansa

Posição Cama na Business da Lufthansa

Cobertor da Business da Lufthansa

Forro de assento da Business da Lufthansa

– eram 04:00h quando acabei acordando para ir ao banheiro; fui no toalete que está localizado na parte mais à frente, que está instalado na parte central da aeronave; de ótimo tamanho, não estava com aparência das melhores, parecia que ainda não tinha sido limpo durante o voo; pentes e kit de barbear estão disponíveis; neste Boeing 747-400, há 03 banheiros na parte de baixo e mais um no upper deck, bem atrás do cockpit

Banheiro do B747 da Lufthansa

Banheiro do B747 da Lufthansa

Banheiro do B747 da Lufthansa

Pente e Kit de Barbear – Business da Lufthansa

– voltando para o meu lugar, comecei a ver “Nasce uma Estrela” com Bradley Cooper e Lady Gaga e que tinha ganho alguns dias antes o Oscar de melhor canção com “Shalow”; eu já tinha visto no cinema e gostado muito, achei que valia a pena rever, seria um bom passatempo

Filme – “Nasce uma Estrela”

– as luzes da cabine da classe Executiva foram acesas às 05:10h e a preparação para o café da manhã foi iniciada; as novamente 03 opções eram oferecidas pela LUFTHANSA: 1) pastrami, peito de peru defumado e peito de frango com queijo Gouda, 2) omelete de ervas finas, batata roesti e tomate assado (escolha da patroa) e 3) crepe de banana e canela, com banana caramelizada e calda de baunilha (minha escolha)
– o café foi servido quando faltavam 01 hora e 25 minutos para a nossa chegada em Frankfurt; o meu crepe de banana mereceu uma nota 10, pois estava fenomenalmente bom; o croissant que escolhi para acompanhar foi servido quente, os frios e frutas estavam frescos; o café preto que pedi tinha um bom sabor; minha esposa também fez elogios ao omelete que comeu

Café da Manhã da Business da Lufthansa – Crepe

Café da Manhã da Business da Lufthansa – Omelete

– o sol já estava iluminando lá fora e a vista da janela trazia uma linda paisagem com a dupla de motores GE CF6 da asa esquerda que empurrava o Boeing 747: um ceú azul com uma camada densa de nuvens brancas abaixo

Visão da janela: Asa + Motores do B747 da Lufthansa

Visão da janela: Asa + Motores do B747 da Lufthansa

– o mapa de voo disponível no sistema de entretenimento do Jumbo é completo, permitindo acesso a muitas informações sobre a viagem, que são exibidos de forma randômica: altura, velocidade, tempo até o destino, distância até o destino, hora local no destino e localização (em várias perspectivas)

Mapa de Voo – GIG/FRA – Lufthansa

Mapa de Voo – GIG/FRA – Lufthansa

Mapa de Voo – GIG/FRA – Lufthansa

Mapa de Voo – GIG/FRA – Lufthansa

– eram 06:16h quando o sistema de áudio foi utilizado pelo Comandante para avisar que já estávamos em procedimento de descida para pouso em Frankfurt; esta fase final do voo com muitas nuvens, o céu azul tinha ficado para trás, o tempo ficou mais feio

Visão da janela: Asa + Motores do B747 da Lufthansa

Visão da janela: Asa + Motores do B747 da Lufthansa

Visão da janela: Asa + Motores do B747 da Lufthansa

Visão da janela: Asa + Motores do B747 da Lufthansa

Visão da janela: Asa + Motores do B747 da Lufthansa

– e às 06:38h (ou 10:38h no horário alemão, o fuso horário nesta época do ano com relação ao Brasil é de + 04 horas), ouvimos o tradicional comando vindo do cockpit:Cabin crew, prepare for landing” (Tripulação de Cabine, preparar para o pouso)
– na aproximação final, enfrentamos um pouco de turbulência, mas nada que fosse capaz de provocar incômodo aos passageiros; apesar do tempo nublado, o pouso foi realizado de forma extremamente suave às 10:53h pela pista 25C do Aeroporto Internacional de Frankfurt, que tem 4.000 metros de extensão

Pouso no Aer. de Frankfurt a bordo do B747 da Lufthansa

Pouso no Aer. de Frankfurt a bordo do B747 da Lufthansa

Pouso no Aer. de Frankfurt a bordo do B747 da Lufthansa

Pouso no Aer. de Frankfurt a bordo do B747 da Lufthansa

Pouso no Aer. de Frankfurt a bordo do B747 da Lufthansa

Pouso no Aer. de Frankfurt a bordo do B747 da Lufthansa

Pouso no Aer. de Frankfurt a bordo do B747 da Lufthansa

– fizemos um longo taxiamento, até o Terminal 1, onde a LUFTHANSA concentra as suas operações; afinal este aeroporto é gigantesco; a quantidade de aeronaves da companhia alemã é impressionante, de todos os portes; além disso, passamos por muitos aviões de fuselagem larga da CONDOR (Airbus A330), UNITED AIRLINES (Boeing 777 e Boeing 767), QATAR AIRWAYS (Boeing 777) e ETIHAD (Boeing 787)

Taxiando no Aer. de Frankfurt a bordo do B747 da Lufthansa

Boeing 747 da Lufthansa no Aer. de Franfurt

Boeing 767 da United no Aer. de Frankfurt

Boeing 777-300ER da Qatar no Aer. de Frankfurt

Boeing 787-9 da Etihad no Aer. de Frankfurt

Airbus A330 da Condor no Aer. de Frankfurt

Taxiando no Aer. de Frankfurt a bordo do B747 da Lufthansa

Taxiando no Aer. de Frankfurt a bordo do B747 da Lufthansa

encostamos finalmente no terminal de passageiros às 11:10h; 02 fingers foram logo acoplados às portas 1L e 2L, por onde saímos poucos minutos depois, encerrando a jornada entre a América do Sul e Europa

B747 da Lufthansa no finger do Aer. de Frankfurt

B747 da Lufthansa no finger do Aer. de Frankfurt

B747 da Lufthansa no finger do Aer. de Frankfurt

– ficaríamos por cerca de 07 horas em Frankfurt, fizemos o procedimento de imigração normalmente: não tivemos nenhum problema, o agente perguntou nosso propósito da visita à Alemanha, informamos que queríamos aproveitar a “distância” para o próximo voo e passear no Centro; no caminho para a estação de trem, passamos por uma parte do aeroporto que tinha uma ampla visão do pátio e lá estava o Boeing 747-400 que tinha nos trazido do Brasil

Boeing 747 da Lufthansa estacionado Aer. de Frankfurt

Boeing 747 da Lufthansa estacionado Aer. de Frankfurt

AVALIAÇÃO GERAL: as condições antigas do Programa Amigo da AVIANCA BRASIL eram excelentes para voar entre o Brasil e a região da África e dei sorte de conseguir emitir os bilhetes em classe Executiva para Ilhas Seychelles antes das mudanças surreais que foram promovidas; a Sala VIP da Star Alliance no Aeroporto do Galeão tem suas virtudes, mas acho que o seu tamanho é um problema sério para os horários de pico; o Boeing 747 é uma máquina fantástica e, mesmo com mais de 20 anos em operação, oferece uma experiência de voo muito boa, mas com 02 pontos negativos que merecem destaque: o monitor do sistema de vídeo é de geração mais antiga, com baixa resolução (e que, no meu caso, apagou 02 vezes) e o preço cobrado pela companhia alemã para o sistema de wi-fi é pouquíssimo atrativo; o pequeno atraso na partida do Galeão foi compensando, o voo chegou dentro do horário previsto em Frankfurt; com relação ao serviço de bordo, poderia pontuar que seria oportuna uma maior variedade de vinhos e outra alternativa de espumante/champagne, mas nada pode tirar o brilho das refeições que foram servidas: tudo delicioso e com ótima apresentação dos pratos, o que me fez esquecer as pequenas confusões se tinha ou não sa opções que tínhamos escolhido; no geral, apesar de não ter sido impecável, a atitude de tripulação foi atenciosa e solícita, com a Comissária se esforçando para falar a nossa língua; no geral, a minha primeira experiência em classe superior da LUFTHANSA foi muitíssimo boa
5 respostas
  1. Eloi Oliveira
    Eloi Oliveira says:

    Quero deixar os meus parabéns pelo excelente Flight Report deste voo. Rico em detalhes, fotos e relatos da sua experiência à bordo. Senti como se estivesse viajando contigo no voo. Parabéns!!! Eu realmente estava procurando um relato assim porque em Outubro vou fazer a mesma rota relatada por você e voando na executiva da Lufthansa. Estou ansioso porque será a minha primeira viagem pela companhia alemã. Pelo seu relato tenho certeza que vou aprovar com louvor. Tenho apenas uma dúvida: o processo de imigração em FRA foi rápido? Pergunto porque, ao contrário da sua conexão, a minha será com um tempo extremamente apertado. Terei apenas 1h30min entre a minha chegada e a decolagem do meu próximo voo. Portanto, imagino que terei que correr pra conseguir chegar a tempo. Aproveito mais uma vez para parabeniza-lo e dizer que tenh curtido e lido cada vez mais o seu blog e acompanhado seu instagram . Diferente de “blogueiros” que fazem jabá por ai, você realmente avalia de forma criteriosa e com um texto excelente! Parabéns!

    Responder
    • V&A
      V&A says:

      Obrigado pelos comentários, Eloi!!! Eu peguei uma pequena fila na imigração, sem stress; mas dependendo do seu destino final, você nem precisa passar por isso, somente novo controla de segurança. Bons voos! V&A

      Responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] a partir do Brasil não foi simples: partimos do Rio com direção à Frankfurt (confira AQUI a avaliação completa deste voo operado pela LUFTHANSA na classe Executiva de um Boeing 747-400), […]

  2. […] a bordo do Boeing 747-400 da LUFTHANSA, voando por mais de 9.500 quilômetros; confira AQUI como foi este […]

  3. […] confira a avaliação completa deste voo AQUI onde estão apresentados todos os detalhes da emissão da passagem, quando aproveitei a antiga […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.