VOANDO COM A SINGAPORE (SIN/BKK)

– vamos em frente com a Volta ao Mundo de 2018

– agora chegamos no 4º trecho da jornada; depois de voar do Rio de Janeiro/GIG para Houston/IAH (Estados Unidos), de lá para Taipei/TPE (Taiwan) e, finalmente, Singapura/SIN, é o momento de partir rumo à capital da Tailândia, um voo curto, já que apenas 876 milhas (cerca de 1.410 quilômetros) separam a Cidade-Estado e Bangkok

– no giro de 2018 até chegar neste local de partida, já tinha voado com a UNITED AIRLINES (GIG/IAH – confira AQUI) e com  EVA AIRWAYS por 02 vezes: IAH/TPE (confira AQUI) e TPE/SIN (confira AQUI)
– esta seria a minha 3ª experiência com a SINGAPORE AIRLINES, eleita a 2ª melhor companhia do mundo de acordo com prêmio SKYTRAX de 2017, sendo desbancada pela QATAR AIRWAYS: 1) em 2012 (muito antes de pensar em criar o Voando e Avaliando), por conta de uma viagem de trabalho, voei na classe Executiva do Airbus A380, de Singapura/SIN para Londres/LHR, e 2) em 2014, um Boeing 777-300ER me levou de Guarulhos/GRU até Barcelona/BCN (rota que deixou de ser operada em outubro de 2016)

Airbus A380 da Singapore Airlines (2012)

Airbus A380 da Singapore Airlines (2018)

A EMISSÃO DA PASSAGEM
– a passagem foi emitida em 09 de fevereiro de 2018, dia seguinte ao anúncio pela SINGAPORE AIRLINES das rotas que seriam operadas pelo primeiríssimo Boeing 787-10 que seria entregue a uma companhia aérea pela fabricante americana, ou seja, cerca de 02 meses antes da viagem; a companhia indicou que BANGKOK na Tailândia seria contemplada por algumas semanas para treinamento e adaptação da tripulação à nova máquina
– eu mudei os planos originais da VOLTA AO MUNDO para poder voar no mais novo modelo da BOEING: desisti de voar no Airbus A330 da própria SINGAPORE para Kuala Lampur/Malásia e depois no Boeing 737-800 da MALAYSIA AIRLINES rumo ao Camboja; com as mudanças, partiria de Singapura para a Tailândia e de lá para PHON PHEN
– utilizei pontos do Programa Amigo da AVIANCA BRASIL, pois a tabela de resgate de pontos com companhias aéreas parceiras da aliança STAR ALLIANCE para viajar por aquela região do Mundo é sempre extremamente convidativa: para voar em classe Executiva entre 02 países que estão na região “Ásia Sul” são necessários 30.000 pontos (+ R$ 88,71 de taxa de embarque)

Tabela de Pontos do Programa Amigo: de Singapura para Tailândia

Tabela de Países do Programa Avianca na Região “Ásia Sul”

– naquele momento, a AVIANCA BRASIL ainda não estava 100% integrada às demais companhias da aliança global, portanto, pelo site não era possível fazer a emissão de bilhete-prêmio; era necessário ligar para a Central de Atendimento da companhia brasileira; no meu caso, o atendimento pelo telefone foi atenciosoeficiente, como já estava decidido a não perder a oportunidade de voar no novo modelo da Boeing e uma vez confirmado que tinha disponibilidade de assento, fiz a emissão da passagem (no início de abril, finalmente, passou a ser possível emitir bilhetes das parceiras diretamente no site da AVIANCA)

Confirmação da emissão com pontos do Programa Amigo

– o código de reserva fornecido para AVIANCA é reconhecido pela SINGAPORE; entrei logo no site da companhia asiática para confirmar que estava tudo certo com minha passagem

Pesquisa no site da Singapore: confirmação da passagem

– consegui fazer uma reserva prévia de assento; o maior avião da “família” 787 foi configurado no esquema 1 x 2 x 1, ou seja, todos os passageiros da classe Executiva têm livre acesso ao corredor da aeronave; escolhi a poltrona 20A

Reserva de assento no site da Singapore Airlines

O BOEING 787-10
– esta versão do Boeing 787 Dreamliner é a maior já produzida e foi idealizada para substituir o B777-200; teve a primeira unidade entregue em 25 de março de 2018 justamente para a SINGAPORE AIRLINES
– os dados técnicos desta máquina impressionam: comprimento de 68,28 metros, tem um alcance de 6,430 milhas (cerca de 11.900 quilômetros), voando a mais de  900 km/h; a BOEING já recebeu mais de 170 pedidos para este modelo do Dreamliner
– a SINGAPORE já tem 02 unidades do Boeing 787-10: o 9V-SCA, que foi o primeiríssimo a ser entregue, e o 9V-SCB, que foi entregue em 03 de abril de 2018; a companhia configurou esta máquina com 337 lugares, sendo 36 na classe Executiva e 301 na classe Econômica
O CHANGI AIRPORT/SIN

– a passagem por Singapura foi muito rápida, foram apenas 20 horas, o suficiente para encontrar um casal de amigos fraternos que estão morando por lá; o UBER não tinha carro disponível às 04:30h da “madrugada”, hora que me programei para partir em direção ao aeroporto, por isso pedi um táxi na recepção do meu hotel, que ficava na Ilha de Sentosa; gastei 35 dólares locais (mais ou menos R$ 90,00)

– cheguei no Changi Airport/SIN, eleito o melhor terminal do mundo por vários anos no prêmio Skytrax, às 05:00h, ou seja, cerca de 02 horas antes do voo, marcado para 07:10h

Aeroporto de Singapura/Changi – Parte Externa

Aeroporto de Singapura/Changi – Parte Externa

– os números deste Aeroporto inaugurado em 1981 impressionam: em 2017, mais de 62 milhões de passageiros passaram por lá e mais de 2,13 milhões de toneladas de carga processadas, são operados mais de 7.200 voos por semana para mais de 400 cidades de mais de 100 países; a administradora deste Aeroporto é uma das sócias da concessionária que opera o Aeroporto Internacional do Rio de Janeiro – RioGaleão

Changi Airport – Singapura

– na parte principal da área de atendimento, um enorme painel de estilo mais clássico traz as informações dos voos com partida programada para aquele início de manhã em Changi

Aeroporto de Singapura/Changi – Área de Atendimento

Aeroporto de Singapura/Changi – Área de Atendimento

Aeroporto de Singapura/Changi – Área de Atendimento

Aeroporto de Singapura/Changi – Área de Atendimento

Aeroporto de Singapura/Changi – Painel sobre a cidade

– a Seção 1 dos guichês de embarque está dedicada para atendimento dos passageiros que voarão de Business Class e na Seção 3 os ocupantes da classe Econômica são atendidos, onde estão instalados também vários quiosques para auto-atendimento

Check-in da Singapore Airlines – classe Econômica – Changi Airport

Área de Atendimento – Check-in da Singapore Airlines – Changi Airport

– os passageiros da Primeira Classe voando com a companhia local tem um espaço especial e dedicado, como se fosse uma Sala VIP

Check-in da Singapore Airlines -First Class – Changi Airport

– apenas 01 único funcionário da SINGAPORE suportava o procedimento de check-in da classe Executiva, aguardei um passageiro a minha frente ser atendido; logo depois, já estava fazendo o meu e recebi o meu boarding pass rapidamente; minha mala, que nesta altura já pesava quase 13 quilos, foi despachada com etiqueta de prioridade para Bangkok

Check-in da Singapore Airlines – Business Class – Changi Airport

Check-in da Singapore Airlines – Business Class – Changi Airport

Check-in da Singapore Airlines – Business Class – Changi Airport

Check-in da Singapore Airlines – Business Class – Changi Airport

Cartão de Embarque – Voo SQ970 para Bangkok

– o processo de vencer o controle de imigração foi muito tranquilo, com destaque para o fato de eu ter passado por uma catraca eletrônica (com controle de impressão digital), mesmo possuindo um passaporte estrangeiro; achei estranho que não houve controle de segurança (aparelho de raio-x) para que eu atingisse a área de embarque do aeroporto

– esta parte do Changi Airport tem teto baixo e piso acarpetado, além de uma iluminação cheia de estilo; há muitas lojas instaladas, que estavam começando a abrir naquele início de dia em Singapura

Aeroporto de Singapura – Changi Airport – Área de Embarque

Aeroporto de Singapura – Changi Airport – Área de Embarque

Aeroporto de Singapura – Changi Airport – Lojas

Aeroporto de Singapura – Changi Airport – Lojas

Aeroporto de Singapura – Changi Airport – Lojas

– na parte mais central e com teto mais alto, um lindo jardim com plantas típicas daquela região do Sudeste Asiático e um mini lago, onde peixes grandes e coloridos nadavam tranquilamente

Aeroporto de Singapura – Jardim da Área de Embarque

Aeroporto de Singapura – Jardim da Área de Embarque

Aeroporto de Singapura – Jardim da Área de Embarque

Aeroporto de Singapura – Jardim da Área de Embarque

Aeroporto de Singapura – Jardim da Área de Embarque

– a sinalização é ostensiva, com as informações sendo prestadas de forma clara e intuitiva aos passageiros; as placas indicavam que os VIPs Lounges das companhias aéreas ficam no 2° andar, que é acessado por meio de escadas rolantes

Placas indicativas – Localização das Salas VIPs

A SALA VIP DA SINGAPORE AIRLINES

– o Silverkris Lounge – a Sala VIP da SINGAPORE AIRLINES – fica na parte mais ao fundo do 2° pavimento, com uma recepção imponente; para a parte da esquerda, devem se dirigir os passageiros da Business, e para a direita, aqueles que vão viajar na First Class; tentei ir na parte mais “sinistra”, argumentando que era categoria Emerald na aliança One World (por conta de ser status Black no Programa Fidelidade da LATAM), mas a funcionária indicou que eu deveria ir na mais “básica” mesmo

VIP Lounge – Silverkris – Singapore Airlines

VIP Lounge – Silverkris – Singapore Airlines

VIP Lounge – Silverkris – Singapore Airlines

– o espaço é grande, com muitas poltronas confortáveis e muito bem decorado, com muitas plantas instaladas em alguns pontos; tomadas estão espalhadas pelo chão, permitindo carregar equipamentos eletrônicos; perto da entrada, os passageiros tem a disposição um pequeno Business Center com computadores e impressoras

VIP Lounge – Silverkris – Singapore Airlines

VIP Lounge – Silverkris – Singapore Airlines

VIP Lounge – Silverkris – Singapore Airlines

VIP Lounge – Silverkris – Singapore Airlines

– naquela hora, o café da manhã estava servido e eram muitas opções de comida; na parte de pratos quentes, eram típicas, muitas delas eu não sabia o que era; mas outras alternativas de “padaria” tradicional também estavam disponíveis, com sanduíches, pães e doces

VIP Lounge – Silverkris – Buffet de Café de Manhã

VIP Lounge – Silverkris – Buffet de Café de Manhã

VIP Lounge – Silverkris – Buffet de Café de Manhã

VIP Lounge – Silverkris – Buffet de Café de Manhã

VIP Lounge – Silverkris – Buffet de Café de Manhã

– na área dedicada às bebidas, máquinas tipo choppeira estão instaladas ao lado de uma geladeira onde ficam tulipas geladas; isto era um convite a tomar uma ”breja”, mas resisti por conta do horário

VIP Lounge – Silverkris – Choppeira

– perto dali, uma grande máquina de preparar café oferecia uma série de opções de bebida quente; eu fiz um café expresso duplo para ajudar a espantar o sono

VIP Lounge – Silverkris – Máquina de Café

– matei minha fome fazendo um prato com torradas (que preparei na hora), alguns tipos de queijos e água Perrier com gás para acompanhar, além do café

VIP Lounge – Silverkris – Café de Manhã

– depois de curtir a Sala VIP com um pouco de pressa, decidi ir embora logo e fui em direção ao Portão F58 às 06:20h (50 minutos antes do horário da partida)

O EMBARQUE NO BOEING 787-10

– este portão de embarque não era perto do Lounge (as primeiras placas indicavam que seriam 14 minutos de caminhada até lá), mas esteiras rolantes ajudaram no deslocamento, tornando a tarefa fácil; novamente, a sinalização era ostensiva, é difícil alguém se perder neste terminal, apesar das grandes dimensões

Aeroporto de Singapura – Caminhada até o Portão F58

Aeroporto de Singapura – Caminhada até o Portão F58

Aeroporto de Singapura – Caminhada até o Portão F58

Aeroporto de Singapura – Caminhada até o Portão F58

– no Aeroporto de Singapura, o controle de segurança das malas de bordo dos passageiros é feito na área do portão de embarque, onde cheguei às 06:35h; finalmente, tive que passar meus pertences pelo aparelho de raio-x

Aeroporto de Singapura – Portão F58

Aeroporto de Singapura – Portão F58

– no salão com muitas cadeiras e que fica sendo utilizado somente pelas pessoas que voariam para Bangkok no voo SQ970, um computador distribuía senha para acessar o sistema de wi-fi

Computador para obter senha do Wi-fi – Changi Airport

– apenas 02 minutos depois da minha chegada, o embarque foi anunciado pelo sistema de áudio, com os passageiros com algum tipo de prioridade sendo convidadas para entrar no avião; não há aqueles “currais” nem funcionários para organizar filas, a lógica é que as pessoas vão respeitar a ordem estabelecida e anunciada pela companhia aérea

Aeroporto de Singapura – Salão de Embarque – Portão F58

Aeroporto de Singapura – Salão de Embarque – Portão F58

– no finger, há uma divisão para acesso aos tipos de cabine: classe Executiva entra pela porta 1L e classe Econômica pela porta 2L; apesar do reflexo e do escuro da parte exterior, a parte de vidro da ponte de embarque permitiu uma foto do Boeing 787-10 da SINGAPORE acoplado no terminal

Finger – Aeroporto de Singapura

Finger – Aeroporto de Singapura

Boeing 787-10 no Aeroporto de Singapura

– eu teria o privilégio de voar no primeiríssimo avião do maior variante do Boeing 787 Dreamliner, o piorneiro a entrar em operação comercial e que carrega o prefixo 9V-SCA

– uma dupla de Comissários recepcionava os passageiros na porta do Boeing com muita simpatia e sorrisos; eu vestia uma camisa do meu querido Flamengo e quando entrava na aeronave o Chefe de Cabine comentou: “is it Flemingo?!” (ou algo parecido); eu disse que sim, mas corrigindo: “F L A M E N G O, the best soccer team of the world”!

– eu fui um dos primeiros a entrar no Boeing e uma Comissária fez questão de me levar até o meu lugar; comentei com ela que a cabine daquele avião era linda e ela me respondeu, com certo orgulho nas palavras, que aquela aeronave era novinha na frota da companhia; falei empolgado que ia tirar muitas fotos e ela disse: “fique a vontade!!!!

– fiz uma sessão frenética de registros da cabine da deslumbrante classe Executiva desta aeronave que esta configurada para levar mais de 330 passageiros; a Business Class está distribuída em 09 fileiras no esquema 1 x 2 x 1, portanto, pode carregar até 36 pessoas; neste voo, tivemos “casa cheia”, a ocupação era de 90%

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

minha poltrona era a 20A (a primeira fileira da cabine é a 11), na última fileira do Boeing, no lado esquerdo, um assento que fica mais afastados da janela; os lugares “ímpares” estão instalados bem próximos na janela e os “pares” são virados para o corredor; as poltronas são fabricadas pela Stelia Aerospace e são revestidas de couro na cor marrom; o cinto de segurança tinha um sistema de 03 pontos, igual a de um carro de passeio, foi a 1ª vez que vi algo assim a bordo de um avião; em cima do assento, a SINGAPORE já tinha deixado um travesseiro (de ótimo tamanho) e um cobertor para conforto dos passageiros

Assento 20A do B787-10 da Singapore Airlines

Assento 20A do B787-10 da Singapore Airlines

– como era de manhã muito cedo, o welcome drink oferecido pela SINGAPORE estava restrito a alguns tipos de suco, pedi a opção padrão: laranja; uma toalhinha quente foi distribuída também

Welcome drink – Business Class – SIN/BKK

– eram 07:07h quando todas as portas do B787 foram fechadas e, pelo sistema de áudio da aeronave, o Piloto fez os tradicionais anúncios de boas vindas e trouxe informações sobre o voo até Bangkok

– as tomadas e portas USB para carregar os equipamentos eletrônicos estão instaladas em um compartimento na parte superior da estrutura do assento (onde também estava disponível o fone de ouvido), que possui uma portinha de correr

Compartimento com fone de ouvido, tomadas e porta USB

Compartimento com fone de ouvido, tomadas e porta USB

– um Airbus A350 da própria SINGAPORE partia para mais uma missão bem ao lado; tirar foto deste fotogênico modelo de aeronave e suas curvas únicas é sempre um prazer; outra aeronave que estava no pátio era um Boeing 787 da SCOOT, a subsidiária de baixo-custo da SINGAPORE, que na Volta ao Mundo de 2017 me levou de Tóquio para Bangkok (confira AQUI como foi)

Airbus A350 da Singapore Airlines

Boeing 787 da low-cost SCOOT

– em outro compartimento, localizado na coluna fronta do assento, a SINGAPORE estão disponíveis a revista de bordo (“Silverkris), o manual de instruções do sistema de vídeo e o catálogo de Free Shop a bordo, além do cartão com instruções de segurança

Cartão de Segurança – B787-10 da Singapore Airlines

Revistas a bordo – Singapore Airlines

O VOO PARA BANGKOK/BKK

– o procedimento de pushback foi iniciado às 07:15h, ou seja, partíamos com um pequeno atraso (o5 minutos) rumo à Tailândia; não me preocupei, pois minha conexão em Bangkok que faria rumo ao Camboja era de algumas horas

Pushback – Aeroporto Changi – B787-10 da Singapore

– a SINGAPORE seguiu a tendência de outras companhias aéreas de produzir um vídeo “engraçadinho” para demonstração das instruções de segurança, tendo como personagens principais as “Singapore Girls”, as comissárias da companhia asiática

Vídeo de segurança – Singapore Airlines – SIN/BKK

Pushback – Aeroporto Changi – B787-10 da Singapore

Pushback – Aeroporto Changi – B787-10 da Singapore

– durante o lento taxiamento, o sol começava a aquecer naquela manhã em Singapura, propiciando uma bela visão pela janela do Boeing 787

Taxiamento – Aeroporto Changi – B787-10 da Singapore

– alinhamos na pista 02 de Changi às 07:25h, iniciando a decolagem logo em seguida, os 02 motores RR 1000 empurraram o gigante por mais de 40 segundos até tirar 250 toneladas do chão; a acústica do Dreamliner sempre me chama atenção, pois o ambiente dentro da cabine é muito silencioso

– com o celular, filmei a decolagem e publiquei no canal do YouTube do V&A, juntamente com uma voltinha rápida na linda cabine do B787 da SINGAPORE, confira:

– logo depois que o sinal de apertar cinto foi apagado, fui logo ao toalete: 02 banheiros são dedicados para os passageiros da classe Executiva, um de cada lado da parte frontal da cabine; era lindo, bem espaçoso (sem ser enorme) e com produtos para a pele e higiene disponíveis; as toalhinhas para secar a mão eram de pano

Banheiro – Boeing 787X da Singapore Airlines

Banheiro – Boeing 787X da Singapore Airlines

Banheiro – Boeing 787X da Singapore Airlines

Banheiro – Boeing 787X da Singapore Airlines

– no caminho até o banheiro, aproveitei para tirar mais fotos do interior da cabine, desta vez em voo e com a iluminação especial típica dos Boeings 787

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

Inside da cabine – classe Executiva – Boeing 787-10

– outra tecnologia que é destaque no Dreamliner está embarcada nas janelas da aeronave: não há cortinas, mas sim um sistema eletrônico de escurecimento do vidro

Janela com sistema eletrônico de escurecimento

Janela com sistema eletrônico de escurecimento

Janela com sistema eletrônico de escurecimento

– peguei o celular para conferir as condições de conectividade a bordo; para os passageiros da classe Executiva, é oferecido o Wi-Fi de forma gratuita para um tráfego de apenas 30Mb; se eu fosse comprar, teria gasto 8 dólares ou se quisesse uma franquia maior de 100Mb teria que gastar 23 dólares, ou seja, uma “brincadeira” bem cara

– a franquia concedida de forma isenta de cobrança é pequena, mas foi o suficiente para atualizar as mídias sociais do V&A e postar um foto do conjunto “motor+asa” do Boeing 787-10

Post feito no Instagram – wi-fi a bordo

– o dia lindo com céu azul que fazia era um convite para tirar fotos do lindo motor Rolls Royce Trent 1000 trabalhando e empurrando o Dreamliner, com suas asas curvas,  para frente

Conjunto Asa+Motor – Boeing 787X – Singapore

Conjunto Asa+Motor – Boeing 787X – Singapore

Conjunto Asa+Motor – Boeing 787X – Singapore

Conjunto Asa+Motor – Boeing 787X – Singapore

– o serviço de café da manhã foi iniciado às 07:40h, quando outras pessoas foram servidas; eu achei que eu tinha sido ignorado e excluído, mas depois percebi que outros passageiros tinham feito a opção de comida especial, fazendo escolha prévia e, por isso, receberam primeiro; eu fui servido somente às 08:00h; estava delicioso, foi uma ótima refeição matinal

Menu do café da manhã – Business Class – Singapore

Café da manhã – Business Class – Singapore

Café da manhã – Business Class – Singapore

Talheres – Business Class – Singapore

– eram 08:10h e as minhas compras feitas pela Internet ainda não tinham sido entregues, comecei a ficar tenso…

– o sistema de vídeo instalado neste novíssimo Dreamliner é fornecido pela Panasonic: a tela é enorme, com 18 polegadas e tem altíssima definição; os comandos podem ser feitos pelo controle remoto ou por touchscreen diretamente no monitor; a variedade de filmes era muito boa, com vários lançamentos recentes; por mais que não tivesse a intenção de assistir, iniciei a reprodução de “Pantera Negra“; os filmes podem ser vistos em várias línguas, mas, infelizmente, o português não era uma delas

Sistema de Vídeo – Business Class – B787X da Singapore

Sistema de Vídeo – Business Class – B787X da Singapore

Sistema de Vídeo – Business Class – B787X da Singapore

Sistema de Vídeo – Business Class – B787X da Singapore

Sistema de Vídeo – Business Class – B787X da Singapore

– o fone de ouvido oferecido pela SINGAPORE era de ótima qualidade; guardado naquele compartimento superior, ele ficava protegido em uma embalagem de plástico, testei muito rapidamente e a percepção foi de que funcionava muito bem, proporcionando um adequando isolamento acústico

Fone de Ouvido – Business Class – B787X da Singapore

Fone de Ouvido – Business Class – B787X da Singapore

– o controle remoto do sistema de vídeo ficava na coluna central do assento, muito bem localizado, de fácil acesso e manuseio; os comandos eram fáceis e intuitivos, permitindo uma tranquila navegação 

Controle remoto – sistema de vídeo – Business do B787X

Controle remoto – sistema de vídeo – Business do B787X

– o voo estava muito tranquilo, levantei e fui na parte da frente trocar uma ideia com a tripulação; um Comissário admitiu que já tinha recebido alguns comentários negativos sobre a poltrona pelo fato de ser um pouco estreita e por isso os B787-10s não seriam utilizados pela SINGAPORE em rotas muito longas, somente naquelas com duração máxima de 08 horas; depois de Bangkok e Kuala Lampur (rotas curtas), os voos para Osaka no Japão e Perth na Austrália já estão sendo operados por esta variante do B787

Inside da cabine do B787X – visão da galley

– quando a Comissária foi retirar a minha bandeja do café da manhã, perguntei se neste voo a SINGAPORE não distribuía a necessaire, mesmo já sabendo que a resposta era negativa: de fato, em voos de curta duração não há entrega do kit de amenidades

–  logo em seguida, ela me entregou um voucher para pegar uma fila de prioridade no controle de passaporte na imigração tailandesa e também a miniatura escala 1/200 d0 Boeing 737-8 MAX da SILK AIR (uma subsidiária de baixo-custo) e a bolsa da Hello Kitty que eu tinha comprado pela Internet: ufa, a SINGAPORE não esqueceu das minhas compras!

Voucher para imigração prioritária em Bangkok

Compras pela Internet e entregues a bordo

– para um voo curto e diurno, a opção de colocar o assento na posição “cama” não fazia parte de uma programação “normal” de um passageiro, mas lembrei de testar como seria a experiência de dormir na classe Executiva do novíssimo Boeing 787-10 da SINGAPORE, reclinando a poltrona para  o ângulo de 180 graus

Assento na posição “cama” – Business Class do B787X

Assento na posição “cama” – Business Class do B787X

Assento na posição “cama” – Business Class do B787X

Assento na posição “cama” – Business Class do B787X

Assento na posição “cama” – Business Class do B787X

Assento na posição “cama” – Business Class do B787X

– eram 08:45h quando tivemos um anúncio vindo da cabine de comando informando que já estávamos começando o procedimento de descida para pouso em Bangkok, onde o tempo era chuvoso; no final, falou o tradicional “cabin crew prepare for landing

– ainda dava tempo de conferir a opção de mapa de voo disponível no sistema de vídeo do Boeing 787 da SINGAPORE; logo reparei que o software era o mesmo utilizado pela EVA AIRWAYS e fornecia informações precisas sobre altitude, velocidade e horário no destino

Mapa de voo – Sistema de vídeo – Singapore

Mapa de voo – Sistema de vídeo – Singapore

Mapa de voo – Sistema de vídeo – Singapore

– como tinha sido antecipado pelo Comandante, a aproximação para pouso na Tailândia foi feita com nuvens pesadas que começaram a dominar o ambiente lá fora (bem diferente do tempo ótimo da fase inicial do voo) e passamos por uma zona de turbulência moderada, além de chuva forte

Aproximação para pouso em Bangkok – B787-10

Aproximação para pouso em Bangkok – B787-10

Aproximação para pouso em Bangkok – B787-10

Aproximação para pouso em Bangkok – B787-10

Aproximação para pouso em Bangkok – B787-10

pousamos em Bangkok às 09:19h (eram 08:19h no horário da Tailândia, o fuso horário é de -1 hora com relação a Singapura), um pouso suave e perfeito

Pouso em Bangkok – Boeing 787-10 da Singapore Airlines

Pouso em Bangkok – Boeing 787-10 da Singapore Airlines

– este aeroporto recebe aeronaves de grande porte de todo mundo, mas a chuva forte impediu de fazer registros delas no pátio, pois a parte de fora da janela do B787-10 estava com água e embaçada, uma pena

Taxiando em Bangkok – Janelas embaçadas do B787-10

– fizemos um longo taxiamento até nossa posição de parada, inclusive dando voltas em torno de um prédio do aeroporto; o capitão informou que levaríamos mais 10 minutos para que a nossa posição de estacionamento fosse liberada por outra aeronave; finalmente, encostamos no Portão D7 às 08:41h; nos monitores, uma última mensagem de despedida: “we hope you dad a pleasant journey

– já estive outras vezes em Bangkok e sempre me irritou a estrutura dos fingers que não permite uma visão livre do pátio e, mais uma vez, foi difícil achar um ponto para tirar uma foto da aeronave da SINGAPORE acoplada no terminal

Boeing 787-10 da Singapore em Bangkok

Boeing 787-10 da Singapore em Bangkok

– antes de partir para a imigração, os brasileiros precisam passar por um controle prévio de vacinação contra a febre amarela, preenchendo um formulário e pegando um carimbo das autoridades sanitárias; a quantidade de gente chegando em Bangkok impressiona, são centenas de passageiros desembarcando ao mesmo tempo, por isso, o voucher para a fila preferencial no controle de passaporte foi oportuna

– durante a minha conexão em Bangkok, fui conhecer o observatório que a Administração do aeroporto anuncia; na verdade, não se trata de um espaço que realmente permite uma ampla visão do pátio, pois a estrutura metálica do terminal prejudica os ângulos para as fotos, mas conseguir fazer alguns registros do Boeing 787-10 que tinha me levado até a capital da Tailândia voltando para Singapura

Boeing 787-10 taxiando em Singapore

Boeing 787-10 taxiando em Singapore

Boeing 787-10 taxiando em Singapore

AVALIAÇÃO FINAL:  a expectativa deste voo com a SINGAPORE AIRLINES era muito alta, afinal, voaria e avaliaria uma companhia super premiada e a bordo do mais novo modelo da Boeing, lançado 01 mês antes da minha viagem; o aeroporto de Singapura – Changi realmente é um terminal acima da média, não tem a extravagância do Aeroporto de Doha/DOH, mas merece todos os prêmios que já recebeu e continuará recebendo no futuro por ser um terminal funcional e com uma estrutura linda (em especial, o jardim e lago); a Sala VIP Silverkris é ótima, oferecendo muito conforto aos passageiros que passam por lá, onde tomei um ótimo café da manhã, mas tenho a percepção de que pode se tornar “pequena” em horários de pico; a quantidade de pontos do Programa Amigo que “torrei” para um voo internacional de curta duração em classe Executiva foi apenas razoável, afinal, de acordo com as regras da AVIANCA, eu poderia ter ido de Business Class, por exemplo, para as Ilhas Maldivas, um voo mais longo com duração de 04 horas, com o mesmo número de pontos; o Boeing 787-10 mostrou ser uma máquina fantástica e vai fazer sucesso entre os passageiros e companhias aéreas; o baixíssimo nível de ruído de dentro da cabine é excelente e a cabine tem todos os recursos tecnológicos para permitir uma boa experiência a bordo; com relação ao serviço de bordo, tomei um café da manhã saboroso; a tripulação foi nota 10 em todos os momentos do voo e o pequeno atraso na partida foi totalmente superado pela suprema atuação dos Comissários

4 respostas

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] e foi uma experiência ótima, a bordo da classe Executiva do novíssimo BOEING 787-10 (confira AQUI o flight report completo do voo do Changi Airport para Bangkok/BKK), com uma tripulação excelente […]

  2. […] pois cheguei de Singapura/SIN a bordo do novíssimo Boeing 787-10 da SINGAPORE AIRLINES (confira AQUI como foi) e fiz uma conexão para depois partir para o Camboja a bordo de um Airbus A320 da BANGKOK […]

  3. […] tinha me levado de Singapura até a capital tailandesa a bordo do novíssimo Boeing 787-10 (confira AQUI como foi); eu teria algumas horas pela frente até o próximo voo da […]

  4. […] depois de voar na classe Executiva do novíssimo Boeing 787-10 da SINGAPORE AIRLINES (confira AQUI como foi), portanto, teria bastante tempo para curtit o principal aeroporto da capital tailandesa, […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *