B747 da Lufthansa: todos os detalhes

Durante o SPOTTER DAY RIO GALEÃO realizado no dia 19.08.2017, a organização do evento conseguiu viabilizar, em parceria com a companhia aérea alemã LUFTHANSA uma visita à majestosa aeronave Boeing 747, que é popular e merecidamente conhecida como “Queen of the Skies” ou, simplesmente, o JUMBO.

Este icônico avião fez o seu 1º voo em 1969 e, desde então, evoluiu em vários aspectos, acompanhando o desenvolvimento tecnológico e aerodinâmico da aviação comercial. A versão mais moderna (e maior também) é a série 800, e é justamente esta que a LUFTHANSA utiliza diariamente na rota Frankfurt/FRA-Galeão/GIG (a frota atual tem 19 unidades desta máquina, que faz da companhia alemã a maior operadora deste modelo).

Os dados técnicos deste gigante dos céus impressionam:

  • tem mais de 76 metros de cumprimento, 68 metros de envergadura e quase 20 metros de altura
  • quando está vazio, pesa cerca de 213 toneladas e pode decolar pesando quase 450 toneladas
  • pode voar por mais 14.000 quilômetros e carregar mais de 235.000 litros de combustível
  • os 05 conjuntos do trem de pouso (04 na parte central e 01 na dianteira) são compostos por 18 rodas
  • tem 04 motores GEnx (General Electric Next Generation)

O B747 que foi aberto à visitação dos spotters tinha o prefixo D-ABYK (apelidado de “Rheinland-pfalz“) e sempre usou as cores da LUFTHANSA, desde o seu 1º voo em agosto de 2013.

Ele estava estacionado em uma posição remota, o que facilitou a missão dos participantes do evento para a sessão de fotografias. Eu tirei centenas de fotos desta maravilha aeronáutica, foi difícil fazer a seleção para compartilhar aqui no Voando e Avaliando. Para melhor visualização, agrupei os registros por capítulos:

  • Visão Geral
  • Classe Econômica – 1º Andar
  • Classe Premium Economy – 1º Andar
  • Classe Executiva – 1º Andar
  • Classe Executiva – 2º Andar (Upper Deck)
  • Primeira Classe – 1º Andar
  • Cabine de Comando
  • Por fora – Motores – Lado Direito
  • Por fora – Motores – Lado Esquerdo
  • Trem de Pouso

A administração do Rio Galeão está de parabéns pela organização do evento e por dar a oportunidade para os apaixonados deste contato tão próximo com uma das máquinas mais queridas da aviação.

Bons voos!

V&A

VISÃO GERAL

O B747-8 da LUFTHANSA estava estacionado em frente ao antigo Terminal 2 e carrega as tradicionais cores simplistas da mais tradicional companhia alemã: fuselagem branca com “barriga” cinza claro, o nome na seção lateral frontal, motores cinza claro e cauda azul com a logomarca (a clássica garça azul).

Confira AQUI o vídeo de uma voltinha por debaixo do B747-8 da LUFTHANSA.

Classe Econômica – 1º Andar

A LUFTHANSA configurou os seus B747-8 com 244 lugares na classe Econômica, na configuração 3 x 4 x 3. Os assentos são revestidos de tecido cinza claro com borda azul escuro e encosto de cabeça ajustável. Uma tela individual do sistema de vídeo está instalada na parte de cima da poltrona da frente. A companhia oferece um pequeno travesseiro e manta para os passageiros.

Confira AQUI o vídeo de um rápido tour pela classe Econômica do B747-8 a LUFTHANSA.

Classe Premium Economy – 1º Andar

A LUFTHANSA configurou os seus B747-8 com 32 lugares na classe Premium Economy (uma proposta de serviço diferenciado, melhor que a Econômica, inferior à Executiva), na configuração 2 x 4 x 2. Os assentos são revestidos de tecido cinza escuro com encosto de cabeça ajustável. Uma tela individual do sistema de vídeo está instalada na parte de cima da poltrona da frente (o tamanho é um pouco maior com relação à Econômica). A companhia oferece um pequeno travesseiro e manta para os passageiros. O espaço para as pernas e a largura dos assentos são maiores nesta classe de serviço.

Confira AQUI o vídeo de um rápido tour pela classe Premium Economy do B747-8 da LUFTHANSA.

Cabine Executiva – 1º Andar

No andar de baixo do B747-8, a LUFTHANSA instalou 48 lugares de classe Executiva, são 08 fileiras na configuração 2 x 2 x 2, ou seja, os ocupantes que estão sentados na janela não têm acesso direto ao corredor, uma estrutura de cabine que sempre mereceu minhas críticas. As poltronas são revestidas de tecido cinza claro e viram uma camafull flat“, totalmente horizontal. Um grande travesseiro e um cobertor estão à disposição dos passageiros. A tela individual de vídeo tem grande dimensão.

Cabine Executiva – 2º Andar (Upper Deck)

No andar de cima do B747-8, a LUFTHANSA instalou mais 32 lugares de classe Executiva, são 08 fileiras na configuração 2 x 2 (na área “cabeça de fósforo”, a dimensão de largura da cabine é menor).

Confira AQUI um rápido tour pela classe Executiva no Upper Deck do B747-8 da LUFTHANSA.

Primeira Classe – 1º Andar

Na cabine mais luxuosa deste avião, no andar de baixo e na parte mais frontal dele, embaixo da cabine de comando do B747, a LUFTHANSA instalou 08 gigantescos assentos, em configuração especial: são 03 lugares perto das janelas em cada lado, mas 02 lugares na parte central. Eles são revestidos com tecido azul escuro. Uma rosa em cada assento é apenas um dos detalhes que demonstram o requinte desta classe de serviço. Cada passageiro tem 04 janelas para apreciar o mundo exterior. O banheiro exclusivo para esta classe é enorme.

Cabine de Comando

A LUFTHANSA não autorizou a entrada de pessoas no cockpit do B747-8, por compreensíveis razões de segurança. As fotos foram tiradas da ponta do corredor que dá acesso à cabine, mas é possível ter uma clara ideia da tecnologia embarcada nesta aeronave.

Por fora – Motores – Lado Direito

Cada um dos 04 motores (02 em cada asa) fabricados pela General Electric fornece empuxo de 66.500 libras. Este modelo GEnx foi desenvolvido com tecnologia de última geração para ter alta performance.

Por fora – Motores – Lado Esquerdo

Cada um dos 04 motores (02 em cada asa) fabricados pela General Electric fornece empuxo de 66.500 libras. Este modelo GEnx foi desenvolvido com tecnologia de última geração para ter alta performance.

Por fora – Trem de Pouso

Os 18 pneus deste  Boeing 747-8 são fornecidos pela Goodyear e são enormes. Nos 04 conjuntos instalados na zona mais central da aeronave, 02 deles estão na “barriga” e os outros na estrutura das asas.

Notícia formulada em 20.08.2017

2 respostas
  1. Júnior
    Júnior says:

    Esse Jumbo é top, uma pena que o 747 esteja saindo de linha. Faz parte, os mercados mudam, surgem novidades mais eficientes, etc. Mesmo assim esse avião ficará marcado para sempre na história!
    No nosso Brasil é lamentável que hoje não tenhamos um museu sequer com um dos 747 que a Varig teve. Uma pena aliás que hajam poucos museus para contar essa e outras histórias.

    Parabéns por esse registro Voando e Avaliando!

    Responder
    • Cadu Franco
      Cadu Franco says:

      Obrigado, Junior! De fato, o B747 é um ícone. E sem dúvidas, não soubemos preservar a história da Varig em nossos país. V&A

      Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *