Voando com a GOL (CGH/SDU)

_gol_cgh_Sdu

– este é o voo final de um sábado dedicado a fazer avaliações das companhias brasileiras; eu já tinha voado com a FLYWAYS (Rio-Belo Horizonte), com a AZUL (Belo Horizonte-São Paulo) e faltava voltar para o Rio de Janeiro pegando uma Ponte Aérea com a GOL

COMPRA DA PASSAGEM

– emiti passagem no fim de semana anterior: depois de pesquisar bastante, achei no site da GOL a opção do voo de Congonhas para Santos Dumont no horário de 18:10h por R$ 88,00, um preço muito abaixo das outras opções  (da própria GOL e das outras companhias); tentei fazer a compra, mas algum erro se repetiu 03 vezes e não consegui concluir; tive a ideia de conferir quantas milhas Smiles seriam necessárias para este voo e acessei o site do Programa: 1.000 milhas + R$ 80,00; consegui fazer a emissão com a opção Smiles&Money

CHECK-IN

– cheguei de Belo Horizonte por volta de 13:00h e resolvi fazer logo o check-in usando o aplicativo da GOL para smartphones: é uma ótima opção, o app é de fácil navegação, funciona rápido

–  a GOL permite que o voo seja atencipado em até 06 horas, desde que sejam mantidos os mesmos aeroportos de destino e origem; esta opção também esta disponível no aplicativo e resolvi tentar: me foi oferecido o voo 5364, com partida prevista para 15:45h; realmente, esta facilidade é muito conveniente 

– nas minhas 02 horas em São Paulo, aproveitei para rever um amigo de colégio, que é apaixonado por carros antigos; foi uma excelente oportunidade para poder andar no último “brinquedo” que ele comprou

– cheguei de volta ao Aeroporto de Congonhas por volta de 14:50h e passei nos (vazios) balcões de check-in da GOL para confirmar se não tinha nenhum voo saindo antes de 15:45h para o SDU; foi atendido de forma rápida e eficiente pelo funcionário João Bosco que me informou que o meu voo era o próximo; aproveitei e pedi para ele imprimir meu cartão de embarque

– no caminho da área de check-in até os portões de embarque, os passageiros passam por um corredor longo onde há várias lojas; depois é necessário subir uma escada rolante para finalmente chegar ao contole de segurança: são 07 aparelhos de raio-x, todos estavam funcionando neste dia, peguei uma pequena fila com apenas 02 pessoas à minha frente; Congonhas estava muito mais vazio do que o normal, nos fins de semana, o fluxo de passageiros neste terminal reduz muito

EMBARQUE NO B737-800

– o embarque seria realizado no Portão 10, onde cheguei  às 15:20h; o embarque já estava sendo encerrado, a GOL tem apresentado elevados índices de pontualidade e neste voo isto foi comprovado

– 0 Boeing 737-800, prefixo PR-GUN, entregue à GOL em fevereiro de 2012, estava escalado para este voo; é uma aeronave nova e bem cuidada e tem o chamado SkyInterior, tecnologia do fabricante que tenta aumentar o conforto dos passageiros usando diferentes tons de iluminação de cabine; a configuração era a clássica de aviões de um único corredor com 03 poltronas de cada lado; em termos de conforto, este avião recebeu o selo A da ANAC 

– eu estava na poltrona 3A, uma janela do lado esquerdo do avião; é um dos lugares com mais espaço oferecido pela companhia: Assento GOL+ (para clientes Diamante, é gratuito); realmente, a distância entre as poltronas nesta parte da cabine é maior, as pernas não ficam espremidas, trazendo uma sensação de maior conforto; para melhorar ainda mais, não havia ninguém ao meu lado; esta aeronave ainda traz mais um item de relevância nos temos atuais: tem tomada para carregar o celular, localizada na parte de baixo dos assentos

– neste voo, a Comissária Ana Ribeiro era a Chefe de Cabine e informou que o tempo de voo até a Cidade Maravilhosa seria de 37 minutos; o sistema de áudio dá as instruções e as comissárias fazem manualmente a demonstração dos procedimentos de segurança 

VOO

– o pushback foi feito às 15:35h e iniciamos a decolagem às 15:40h (05 minutos antes do horário de partida, ótimo!), as 02 turbinas do B737 da GOL aceleraram por 25 segundos na curta pista de Congonhas até que o avião começasse a ganhar altitude

– na fase inicial do voo, pegamos algumas nuvens, mas logo depois já estávamos vendo a região de Grande São Paulo por cima, com um sol forte batendo do lado que eu estava sentado

– o serviço de bordo na Ponte Aérea é gratuito e foi iniciado logo em seguida: o “menu” trazia um salgado de calabresa (apetitoso, mas gelado) com as seguintes opções de bebida: Pepsi, guaraná, água e suco de laranja e café! É a 1ª vez que vejo a GOL  oferecendo café em seus voos, que é servido somente com sachês de açúcar (pedi adoçante, mas não tinha)

img_3396

– o Comandante se dirigiu aos passageiros por volta de 16:00h informando que já estávamos em procedimento de descida e que o Rio de Janeiro tinha 24 graus de temperatura, previsão de pouso para 16:15h

– a paisagem lá fora estava linda, comecei a registrar a vista com a moldura da janela da aeronave: impressionante, o cenário mudava a cada 05 minutos; não tenho dúvidas que são situações como esta que despertam a paixão por aviões

POUSO

– eu já pousei no Santos Dumont por 05 rotas diferentes; neste dia, o B737 seguiu aquela que passa por cima do SDU, vai até a Cidade de Nitéroi, faz uma curva radical para esquerda, ficando paralelo à Ponte Rio-Niteroi, mais uma curva para esquerda e finalmente alinhando para pouso; tocamos o solo carioca às 16:16h, um pouso seco e com uma freada forte, maior do que a normal, tive que me apoiar no assento à minha frente (recorrendo ao Flight Radar e ao Google Maps fica fácil entender o trajeto)

– encostamos no Portão 5 às 16:19h, encerrando mais um das dezenas e dezenas de voos que são operados diariamente entre as capitais carioca e paulista, uma das rotas mais movimentadas do mundo

img_3368

AVALIAÇÂO GERAL: as paisagens que peguei ao longo da viagem foram agradáveis e privilegiadas; usar a opção Smiles&Money do Programa Smiles foi uma excelente ideia, que ficou melhor ainda com a antecipação gratuita que consegui fazer; a pontualidade da GOL foi um destaque extremamente positivo: sair antes e chegar antes é sempre muito bom, eu tinha um compromisso no Rio logo depois e não me atrasei; o Assento Gol+ é muito confortável e usar de forma gratuita (benefício concedido aos clientes que possuem Cartão Diamante) é ótimo; pela 1ª vez tomei café em um voo da GOL, mas faltou o adoçante; no geral, foi um voo extremamente agradável

selo-verde

2 respostas
  1. Guilherme Fonseca do Nascimento
    Guilherme Fonseca do Nascimento says:

    O atendente João Bosco já trabalhou comigo na minha época de check-in e de Gol. É uma excelente pessoa e fiquei contente de saber que ele foi elogiado!

    Responder

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *