Voando com a AIR BERLIN (DUS/ZUR)

_AIR BERLIN

– esta será a minha 1ª experiência com Air Berlin, uma empresa áerea alemã que foi concebida como sendo baixo-custo (low-cost), mas que evoluiu para uma empresa híbrida; no final de 2015, a empresa operava mais de 130 aeronaves (mix de aeronaves Boeing e Airbus); em 2012, ela passou a integrar a aliança global One World; isto significa que vou acumular Pontos no Programa Fidelidade da TAM e poderei usar a facilidade de Sala Vip no Aeroporto de Dusseldorf; a Air Berlin ficou em 71º lugar no ranking de melhores companhias de 2015

COMPRA DA PASSAGEM

– comprei a passagem  na 2ª semana de dezembro por 59 euros (cerca de R$ 250) para voar de Dusseldorf na Alemanha para Zurich na Suiça; a Air Berlin oferece 04 tipos de tarifas: a mais barata é a “Just Fly”, que só inclui uma bagagem de mão (até a reserva prévia de assentos é paga), e a mais cara é a “FlyFlex+”, que traz uma série de serviços e vantagens; na simulação abaixo (mesmo voo para junho de 2016) é possível ter a exata noção das diferenças de preços entre as tarifas e os serviços incluídos; eu comprei a Just Fly

Air BerlinAir Berlin 2

AEROPORTO DE DUSSELDORF

– o Aeroporto de Dusseldorf é lindo: muito espaço e uma estrutura moderna, impressiona como tudo é muito amplo; apesar de muita gente circular pelo terminal, não há um clima de correria dos passageiros, todos andam calmamente, sem pressa

 

– vi muitas placas “promovendo” o terraço do aeroporto (“Observation Deck“); fiz uma rápida pesquisa na Internet pelo celular e descobri que Dusseldorf é um paraíso para os apaixonados por tirar fotos de avião; é cobrado o valor de 2,20 euros para visitar a parte de cima do terminal

– o espaço é grande e na parte frontal haviam dezenas de spotters (nome dado aos fotógrafos de aviões); o dia estava lindo, com céu aberto, apesar da temperatura de 10 graus; o aeroporto não é dos mais movimentados, mas durante os 40 minutos que fiquei por lá, mais de 15 aviões pousaram ou decolaram; foi muito interessante, pois observei uma variedade grande de tipos de avião: Q400, CRJ900, A319, A320 e B737; apesar do céu azul, um vento frio incomodava um pouco aumentando a sensação de frio; com certeza, foram 2,20 euros muito bem investidos!

img_1120

Spotters em ação no Aeroporto de Dusseldorf

– quando eram 11:15h fui para a área de check-in da Air Berlin pois, mesmo tendo feito o check-in pela Internet na noite anterior, queria pedir um novo cartão de embarque; fui direto ao balcão prioritário para clientes Emerald da Aliança One World; em poucos segundos a atendente me entregou meu novo boarding pass; perguntei a ela se tinha Sala VIP neste aeroporto e a resposta foi seca: “claro!”; fiquei esperando ela me dar mais alguma explicação, afinal, se eu não sei se tem, também não sei onde fica, obviamente; olhei nos olhos dela e ela percebeu que tinha sido “econômica” demais na resposta: gentilmente, me deu as instruções de como chegar lá

 

A SALA VIP

– passei muito rapidamente pelos controle de segurança e parti para a Sala VIP de nome “Hugo Junkers” (engenheiro alemão responsável pelo desenvolvimento da indústria aeronática do país): era um espaço muito bom, com grande variedade de comidas e bebidas e uma ampla visão do pátio; foi ótimo para matar a fome e descansar um pouco antes de pegar o voo para Zurich marcado para 13:00h

O EMBARQUE NO AIRBUS A319

– eram 12:30h quando parti em direção ao Portão B73, que ficava a apenas 03 minutos de caminhada do Lounge, sendo obrigatório passar pelo colorido bar do Aperol, o ingrediente básico do cocktail italiano “Spritiz“; o início do embarque foi anunciado por volta de 12:45h e foi organizado de acordo com as prioridades e número dos assentos

– o Airbus A319 (prefixo HB-JOY), fabricado em setembro de 2007 e atualmente registrado em nome da Belair (o “braço” suíço da Air Berlin), faria este voo entre Alemanha e Suíça; 02 Comissárias esperavam os passageiros na porta da aeronave, vestidas em um uniforme discreto na cor azul bem escuro com uma echarpe vermelha

– neste A319 encontrei a configuração clássica 3×3; o meu assento era o 4A, uma janela do lado esquerdo do avião; os assentos das fileiras 1 a 4 são identificados como “Preferred Seats” pelo fato de permitir uma saída mais rápida do avião; dei sorte, não havia ninguém do meu lado; os bancos eram de couro azul escuro e o espaço para as pernas era pequeno (para um voo curto, isto não foi um grande problema); não há tomada para carregar o celular; neste voo, havia 70% de ocupação

– as instruções de segurança e voo foram feitas em inglês e alemão por meio do sistema de video coletivo da aeronave (além disso, os obrigatórios cartões com as orientações em caso de acidente estão à disposição dos passageiros); foi informado que teríamos 45 minutos de duração de voo; apenas 03 comissários fariam o suporte deste voo (mesmo esquema que a nossa TAM utiliza nos voos operados com o A319 no Brasil)

– as portas do avião foram fechadas às 13:03h e para não aumentar o atraso, as Comissárias passaram de forma frenética fechando as portas dos bagageiros; um trator de design que lembra o filme Mad Max fez o pushback às 13:08h; no trajeto até a cabeceira da pista, é possível ver o terraço com os dezenas de spotters

O VOO PARA ZURICH

– iniciamos a decolagem às 13:16h, as 02 turbinas empurraram o Airbus por 30 segundos antes de sairmos do chão e iniciarmos nosso voo de verdade

– o serviço de bordo foi gratuito: opções de sucos e água, além  de biscoito salgado ou um Kit-Kat; um cardápio para compra de comidas/bebidas estava disponível no bolsão da poltrona à minha frente, mas este serviço de vendas não oferecido; os preços são razoáveis: cheeseburger a 7 euros, garrafinha de vinho por 5 euros e uma lata de cerveja custa 3 euros

img_1134

– a  revista de bordo se chama “Airberlin Magazine“, que traz informações sobre a (eclética) frota da companhia e dos destinos operados; além disso, tem oferta de itens de Free Shop, inclusive um “combo” de maquetes do A319 e A321, que me interessou muito; quando as Comissárias ofereceram a venda de produtos, tive uma frustração: estavam à venda somente cigarros, fiquei sem meus “brinquedos”

– o tempo continuou ótimo durante o voo, a paisagem lá embaixo era linda e mudava a todo instante; realmente, sentar na janela é uma oportunidade excelente para apreciar a vista nos voos diurnos em dias de sol dentro da Europa

O POUSO

– o voo continuou muito tranquilo, o trem de pouso foi acionados às 13:58h e o pouso foi realizado com total segurança às 14:00h; 04 minutos depois encostamos no terminal de Zurich, encerrando mais um voo da Air Berlin na Europa; na saída, a Chefe de Cabine oferecia um autêntico chocolate suíço em forma de coração personalizado com a logomarca da AIR BERLIN

img_1147

AVALIAÇÃO GERAL: a experiencia de voar com a Air Berlin a partir do Aeroporto de Dusseldorf foi muito boa; a “descoberta” do terraço foi ótima, o ambiente dos spotters é muito legal; o Aeroporto é moderno e extremamente funcional; gostei muito da Sala Vip que a Air Berlin utiliza, consegui comer bem e descansar um pouco; o embarque foi organizado, os passageiros respeitam a ordem definida pela companhia aérea, o que acelera o processo e evita maiores atrasos na decolagem; a atitude da tripulação foi sempre correta; de negativo, vale o registro da simplicidade do lanche servido e o pequeno espaço para as pernas; no geral a experiência foi muito boa

Selo verde

5 respostas
  1. Guilherme
    Guilherme says:

    Vou conhecer essa sala em outubro, mas já visitei a sala própria da airberlin em DUS (so que ná area non schengen).
    Já fiz vários voos com eles, desde A320 até um Q400 e nunca tive nenhum problema, é uma empresa OK.
    Em outrubro vou fazer JFK-DUS com eles e dai quero ver como eles se comportam em voos de longa distancia

    Responder

Trackbacks & Pingbacks

  1. […] de Dusseldorf quando voei e avaliei a AIR BERLIN, uma viagem com destino a Zurich/Suiça (confira AQUI como foi a experiência com a recém-extinta companhia […]

  2. […] Já voei e avaliei a AIR BERLIN em 2015, um o voo de Dusseldorf/Alemanha para Zurich/Suiça operado por um A319, confira AQUI. […]

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *