Voando com a LAN CHILE (MAD-SCL)

_lan CHILE_mAD-SCL

– este é o voo de volta de minha viagem a Madrid, depois de 01 semana intensa de estudos na capital espanhola

– ao invés de voltar para o Rio com a TAM, via São Paulo e no Boeing B767, preferi fazer um caminho mais longo (Madrid-Santiago e depois Santiago-Rio) com um único propósito: voar pela 1ª vez no Boeing B787 que a LAN Chile utiliza no trecho intercontinental; além disso, será interessante avaliar no período de 01 semana, os voos de longa duração das 02 companhias que formam a LATAM e comparar os serviços, afinal, eu fiz o trecho GRU-MAD no B767 da TAM

EMISSÃO DA PASSAGEM

– a passagem foi emitida em abril de 2015 com pontos do Programa TAM Fidelidade: 40.000 para voar na Classe Econômica (quantidade padrão para voos da Europa para a América do Sul)

– estou muito empolgado para voar no B787; além disso, será a 1ª vez que tentarei fazer o upgrade gratuito em um voo da LAN: os benefícios do meu cartão Fidelidade Vermelho Plus da TAM se aplicam para voos operados pelas duas empresas; liguei 48 horas antes e requisitei o upgrade, que será confirmado somente no portão de embarque

O AEROPORTO DE MADRID

– já escrevi algumas vezes em avaliações anteriores sobre o Aeroporto de Madrid, especialmente o Terminal 4: lindo e moderno, onde cheguei às 21:40h, com boa antecedência para o voo que sairia as 00:15h

– eu já tinha feito o check-in pela Internet, portanto, precisava apenas despachar as malas; o processo foi muito rápido no guichê de prioridades da LAN, que estava vazio; atendimento rápido e educado e, por fim, a informação sobre o meu pedido para voar na classe Executiva: eu era o 2º passageiro da lista de upgrade

IMG_4061
A SALA VIP VELÁSQUEZ

– passei muito rápido pelo controle de segurança (vazio, sem fila), peguei o trem que leva aos portões de embarque e fui direto para a Sala VIP que a LAN utiliza em Madrid: a Sala Velásquez da Iberia, que fica muito bem localizada, a entrada é dentro do (enorme) Free Shop

– o espaço é grande e confortável; há jantar à disposição (opções de peixe e frango+ salada), além de vários tipos de sanduíches; sorvete HagenDazs e frutas; aproveitei para usar a facilidade de tomar banho (havia uma pequena lista de espera): a recepcionista me alertou que na cabine disponível só tinha água gelada: sem problemas para uma pessoa com rinite alérgica como eu; resumindo: um dos melhores Lounges que já visitei, muito bom

– logo depois que sai do banho, por volta de 23:20h, o embarque foi anunciado e parti para o Portão U60, que ficava a 05 minutos da Sala VIP (o aeroporto é muito bem sinalizado)

IMG_4080
O EMBARQUE NO B787

– chegando no portão de embarque, a boa notícia tão esperada: foi confirmado o upgrade: vou voar na Business do B787!

– somente às 23:40h o embarque foi realmente iniciado: primeiro, várias senhoras de idade com cadeira de rodas e depois os passageiros da Executiva

– na porta da aeronave um casal sorridente de comissários me mostrou o melhor caminho para chegar no meu lugar (3L – janela, última fileira, no lado direit0, da 1ª sessão da Executiva); a Comissária Carmen me recepcionou de forma extremamente calorosa dizendo: “vou lhe atender durante o voo e será uma prazer”

– o Boeing B787-800, prefixo CC-BBH, foi entregue em setembro de 2014 e está novinho; as janelas são enormes, impressiona pelo tamanho, muito maior do que de outros aviões; não há cortinas, há um “dimmer” para controlar a entrada de luminosidade; o sistema Sky Interior da Boeing fazia um ambiente acolhedor, com as luzes em tom laranja iluminado a cabine

– o voo estava lotado, os 30 lugares na Executiva estavam ocupados! Assim como a TAM, a LAN configurou a classe Executiva de seus “wide-bodies” na configuração 2 x 2 x 2, de forma que os passageiros das janelas não tem acesso direto ao corredor; ou seja, neste voo lotado, apenas 10 passageiros (aqueles sentados no centro da aeronave) têm acesso livre ao corredor e não correm risco de serem incomodados à noite

– as poltronas têm estrutura diferente daquelas instaladas no Boeing 767 da TAM, me lembrou a utilizada pela Turkish Airlines em seus Airbus A330 que voei em fevereiro/15:

– antes da decolagem, foram distribuídas revistas e jornais (nada em português) junto com a necessaire da Salvatore Ferragamo, muito bonita (já está na hora da TAM dar um “up” no dela)


O VOO

– o Capitão fez anúncios em espanhol e inglês, informando que nosso voo teria duração de 12 horas e 30 minutos; o pushback foi feito às 00:18h, um atraso mínimo; depois de taxiar, às 00:32h, as 02 turbinas Rollys-Royce levaram 48 segundos para fazer o B787 sair do chão

– antes de 00:40h, a tripulação começou a preparar o serviço de bordo; distribuíram cobertores e travesseiros (de tamanho bom, maior que o da TAM), junto com o cardápio e a carta de vinhos

– o sistema de entretenimento é apenas razoável: o tamanho da tela não impressiona e em função do tipo de poltrona, não é touch-screen; a variedade de filmes é menor que da TAM; escolhi o Inimigo do Estado, com Will Smith e Gene Hackman, ótimo passatempo

– o jantar começou a ser servido às 01:30h e 03 opções estavam disponíveis: filé ao molho de vinho e batatas assadas com ervilhas / ravioli de cogumelos com molho de champignon / salada de lagostins marinados com aspargos; fui na opção “segura” da massa: estava uma delícia, o molho estava divino; de entrada, uma sopa de batata com alho poró: nota 10!

– a carta de vinhos era excelente: Champagne, vinho tinto (opções de francês, argentino e chileno) e branco (opções de argentino e chilenos); escolhi o argentino Bodega Domínio del Salto – 2011: opção certa, vinho com muito sabor; para sobremesa, a torta de caramelo foi a escolha: simplesmente deliciosa, quase pedi outra…

– antes de dormir, fui ao banheiro: pequeno, mas a tarefa de escovar os dentes não foi tão difícil

– um pouco antes das 03:00h às luzes foram apagadas e terminei de ver o filme: hora de dormir

– foram incríveis 08 horas de sono, acordei descansado: o assento vira uma cama flat, com bom espaço lateral e muito conforto; o travesseiro e o cobertor são ótimos, o que ajuda muito

– por volta de 11:15h, o café da manhã começou a ser servido: a LAN usa um formulário com várias opções a serem marcadas pelos passageiros; escolhi queijos, croissant, frutas, iogurte, suco de laranja e café Juan Valdez, uma ótima refeição, tudo muito fresco

O POUSO

– às 12:30h (07:30h do Chile, que tem um fuso horário de -5 horas com relação à Europa nesta época do ano), foi feito um anúncio interessante: a passagem pela Cordilheira dos Andes iria começar e todos os passageiros deveriam ficar sentados, com cintos de segurança afivelados; a visão das montanhas com neve era linda

– a Comissária Carmen veio me perguntar se eu tinha gostado do voo e que esperava me ver em outros voos da LAN: muito atenciosa!

– o pouso foi anunciado às 08:10h e tocamos o solo chileno com toda segurança às 08:20h

AVALIAÇÃO GERAL: o B787 é uma realmente uma máquina silenciosa e espetacular, proporciona uma experiência de voo excelente; mais uma vez, o meu upgrade foi confirmado, felizmente; a atitude das Comissárias chilenas também me chamou a atenção: bem mais calorosa que a tripulação da TAM; as refeições foram de ótima qualidade e o assento é muito confortável, mas a configuração 2x2x2 é um ponto negativo; outro registro menos elogioso é para o sistema de entretenimento: limitado; no geral, voar com a LAN CHILE da Europa para a América do Sul foi acima das minhas expectativas

Avaliação_B787_LAN

– Avaliação anterior de voo com a LAN (Lima-São Paulo – Classe Executiva):

Voando com a LAN PERU (LIM/GRU)

voando com a LAN Chile, voando na LAN Chile, voando no Boeing 787, andando no Boeing 787, andando no Boeing 787, andando com a LAN CHILE
7 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *