Voando com a BRITISH (SZG-LON)

_bRITISH_SALZ_LON

– comprei a passagem para este voo entre a Áustria (Salzburg) e Inglaterra (Londres) em abril de 2015, portanto, 05 meses antes deste voo; escolhi a tarifa que a British oferece que permite o despacho de uma mala (até 23 quilos)

– levamos 15 minutos do hotel até o aeroporto de Salzburg; o táxi (uma BMW, por sinal) custou 15 euros, há como ir de ônibus, opção afastada por conta de nossas pesadas malas; chegamos às 09:50h para o voo marcado para 11:25h

– o aeroporto é pequeno, mas é aconchegante; na entrada, há caudas dos aviões de todas as companhias que voam para Salzburg (não são muitas, menos de 10); nos 03 guichês da BA, não havia fila, fomos atendidos rapidamente; os cartões da TAM, apresentados para garantir a pontuação no Fidelidade, pareciam ser algo nunca antes visto…foi até engraçado…

IMG_2345

– como não fizemos o check-in pela Internet, ficamos em assentos separados (um corredor na fileira 10 e uma janela na 12); esqueci de perguntar se havia sala VIP, mas quando íamos entrar na (grande) fila do raio-x, a atendente correu até a gente para avisar que poderíamos usar o Lounge e que havia uma fila diferente para gold members da One World

– quando chegamos no raio-x “especial” (sem fila), o rapaz da segurança pediu nossos cartões de embarque e ficou desconfiado, pois não estávamos voando de Business Class…tive que explicar que tenho cartão da One World e que fomos informados no check-in que poderíamos usar a facilidade; foi suficiente, ele acreditou

– mais uma vez, o cartão da TAM foi objeto de surpresa, desta vez pelas 02 educadas senhoras da recepção da sala VIP; o espaço é pequeno, mas muito confortável; o buffet é variado, tudo fresco e gostoso; foi ótimo para relaxar um pouco por 50 minutos

– o embarque foi anunciado na Sala Vip às 10:45h; a caminhada até o saguão dos portões de embarque é rápido; o espaço é pequeno, com pequenas lojas e lanchonetes; interessante: o controle de fronteira é feito diretamente no portão de embarque, primeiro a “Polizei” confere e carimba o passaporte, depois a funcionária da British recebe o boarding pass

não há fingers (tunéis de embarque), os passageiros andam até o avião ou pegam um ônibus, que foi o nosso caso; o trajeto até o avião foi muito rápido, não durou nem 01 minuto para chegarmos no aeronave da British escalado para o voo até Londres

– o Airbus A319 (o mesmo que a nossa TAM utiliza na Ponte Aérea Rio-SP) que faria o voo tinha o prefixo G-DBCF, foi entregue a BA em maio de 2005 e está muito bem conservado; configuração clássica 3×3 com bancos de couro azul escuro; o voo estava completamente lotado, as 144 poltronas estavam ocupadas; o assento 10C era na saída de emergência, ou seja, muito espaço para as pernas: faz diferença, mesmo para um voo curto de 02 horas até o Aeroporto de Gatwick

– eram 11:25h quando o Capitão informou que teríamos um pequeno atraso, por conta do controle de tráfego aéreo; o avião começou a taxiar somente as 11:35h (os aviões não precisam ser rebocados, fazem um curva “radical” e se dirigem para a cabeceira da pista); decolamos 05 minutos depois

– às 11:45h o serviço de bordo foi iniciado, com a distribuição de um sanduíche de “Ham Hock & Cheddar”, que estava muito bom; depois vieram as bebidas, com muitas opções, de café até garrafinhas de vodka e uísque; repeti a opção do voo Londres-Viena: cerveja Heineken; a BA pede que o lixo seja depositado numa sacolinha que vem junto com o guardanapo, para agilizar o recolhimento pelas comissárias: fiz a minha parte

Highlife é a revista de bordo da BA: reportagens interessantes e muitas informações sobre os destinos dos voos, com destaque para a quantidade de cidades atendidas nos Estados Unidos (mais de 20); além disso, consta que a BA suporta uma instituição de caridade na favela carioca da Rocinha

– para finalizar o serviços das comissárias, produtos Free Shop são oferecidos; quis comprar um jogo de 02 canetas da British (13 pounds), mas infelizmente não tinha; a Comissária Eleanor sugeriu que fizesse compra online, para pegar no meu próximo voo com a BA

– o pouso foi anunciado as 12:17h (hora de Londres, 01 hora a menos que Salzburg), com o Piloto informando que havia muito tráfego aéreo e que atrasaríamos um pouco mais; o trem de pouso foi armado às 12:29h e aterrissamos com total segurança às 12:33h; menos de 05 minutos depois, já estávamos encostados num dos portões de Gatwick, encerrando a nossa viagem

AVALIAÇÃO GERAL: sem dúvida, a relação custo-beneficio foi boa, as passagens custaram em média 50 euros (foram compradas em abril/15, quando a cotação estava a R$ 3,25), com direito a despachar 02 malas de até 23kg (a Ryanair também voa para Salzburg, indo para o aeroporto de Stansted, ainda mais longe do centro, e com todas as restrições de bagagem); o serviço de bordo é simples, mas, se compararmos com TAM e GOL, é melhor; o padrão da British é diferenciado, as comissárias estão sempre sorrindo e prontas para auxiliar os passageiros; a experiência foi muito boa, apesar do pequeno atraso na saída e na chegada.

Selo verde

0 respostas

Deixe uma resposta

Want to join the discussion?
Feel free to contribute!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *